Mensagem sobre S. João 8:32

https://www.youtube.com/channel/UC5SkPunb0M8gnGxbMw7dv-Q

“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” João 8:32

 

Romanos 3

 

salvação

“Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.

Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus.
Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só.
A sua garganta é um sepulcro aberto; Com as suas línguas tratam enganosamente; Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios;
Cuja boca está cheia de maldição e amargura.
Os seus pés são ligeiros para derramar sangue.
Em seus caminhos há destruição e miséria;
E não conheceram o caminho da paz.
Não há temor de Deus diante de seus olhos.”
Romanos 3:10-18

Alguém bastante influente na igreja me mandou um e-mail com algumas argumentações tentando provar-me a impossibilidade do homem ser libertado da escravidão do pecado antes da glorificação.

Entre as argumentações desse irmão está a citação de Romanos 3 como sendo um texto que segundo ele, revela uma condição corrompida em que vivemos da qual não existe escapatória, preso a essa condição mesmo que não pratiquemos atos pecaminosos pecaremos em pensamento, assim viveremos até a glorificação.

Romanos 3 descreva sem dúvida alguma uma triste condição corompida da humanidade, e analisando o pensamento desse irmão de não haver a possibilidade para os homens de forma alguma escaparem dessa condição, surge então algumas indagações bastante perturbadoras.

Em Romanos 3 encontramos simplesmente a descrição da condição em que estão vivendo aqueles que estão longe de Deus, nos revelando que não há como ser justo ou alcançar a justificação sem Deus, ou podemos baseados somente nesse texto afirmar que nunca haverá um justo entre os homens?

Será que não há e nunca haverá uma forma pela qual os homens possam ser justificados ou tornados justos? V.10

Será que podemos manter o mesmo raciocínio para as demais afirmações de Romanos 3?

Será que nunca entenderemos a vontade do Senhor? V.11

Será que nunca sentiremos o desejo de buscar a Deus? V.11

Será que estaremos sempre extraviados? V.12

Será que seremos sempre inúteis? V.12

Será que nunca faremos o bem?  V.12

Será que nossa garganta sempre será um “sepulcro aberto com a língua cheia de engano?” V.13

Será que sempre teremos uma língua com veneno de víbora? V.13

Será que nossa boca sempre será cheia de maldição e amargura? V.14

Será que nossos pés sempre serão velozes para derramar o sangue? V.15

Será que em nossos caminhos sempre haverá destruição e miséria e nunca conheceremos o caminho da paz? V.16-17

Será que nunca haverá temor de Deus diante dos nossos olhos? V.18

Se eu responder essas indagações com um sim estarei dando a Romanos 3 uma interpretação que entra em contradição com outros textos da palavra de Deus. Estarei negando o poder do nosso maravilhoso Deus de nos transformar e nos salvar.

Acreditando que Romanos 3 descreve uma condição de vida da qual não podemos escapar como poderemos explicar textos da palavra de Deus como esses que veremos a seguir?

“Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;
Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência;
Nas quais, também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas.
Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca.
Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos,e vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou.” Colossenses 3:5-10

“Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens,
Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente,
Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Salvador Jesus Cristo; o qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.
Tito 2:11-14

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” Gálatas 2:20

“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.” 
Gálatas 5:16

“Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.
Contra estas coisas não há lei.
E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.”
Gálatas 5:22-24

“Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado; mas, quanto a viver, vive para Deus.
Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor.
Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências;
Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.” Romanos 6:10-13

“Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo.” 
Filipenses 2:15

Romanos 3 é a descrição de como vive o homem que está afastado de Deus.

A seguir veremos outros textos bíblicos que descrevem a mesma condição de vida revelada em Romanos 3, mas nesses textos fica bem evidente que essa é uma condição vivida pelo homem que está afastado do Senhor pois o homem que vive essa condição é chamado de, “néscio,” “homem mau,” e “ímpio.”

“[Salmo de Davi para o músico-mor] Disse o néscio no seu coração: Não há Deus. Têm-se corrompido, fazem-se abomináveis em suas obras, não há ninguém que faça o bem.
O SENHOR olhou desde os céus para os filhos dos homens, para ver se havia algum que tivesse entendimento e buscasse a Deus.
Desviaram-se todos e juntamente se fizeram imundos: não há quem faça o bem, não há sequer um.” Salmos 14:1-3

“[Salmo de Davi para o músico-mor] Livra-me, ó SENHOR, do homem mau; guarda-me do homem violento,
Que pensa o mal no coração; continuamente se ajuntam para a guerra.
Aguçaram as línguas como a serpente; o veneno das víboras está debaixo dos seus lábios. (Selá.)”  Salmos 140:1-3

“Há no coração do ímpio a voz da transgressão; não há temor de Deus diante de seus olhos”
Salmos 36:1

Homem separado de Deus em Isaías 59 com as mesmas características de Romanos 3.

“Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.

Porque as vossas mãos estão contaminadas de sangue, e os vossos dedos de iniquidade; os vossos lábios falam falsidade, a vossa língua pronuncia perversidade. […]

[…]Os seus pés correm para o mal, e se apressam para derramarem o sangue inocente; os seus pensamentos são pensamentos de iniquidade; destruição e quebrantamento há nas suas estradas. Não conhecem o caminho da paz, nem há justiça nos seus passos; fizeram para si veredas tortuosas; todo aquele que anda por elas não tem conhecimento da paz.”  Isaías 59: 2-3 e 7-8

 

“Ao descrever que todos “estão debaixo do pecado” e que “não há justo, nem um sequer” (Rom. 3:9-10), Paulo referia-se a todos que estão separados ou longe de Cristo. Todos aqueles que não experimentaram, pela fé, o poder salvífico de Jesus Cristo, São injustos e necessitam de justificação.”  Lição da Escola Sabatina, 4° trim. 1990, “A Carta Aos Romanos” lição do aluno, pág. 21, lição prof. Pág. 33.

 

O homem tornado justo

 Não podemos interpretar Romanos 3 como sendo um texto que comprova que nunca haverá um justo, o homem pode ser tornado justo, encontramos na bíblia vários textos que comprovam a existência do homem  justo, tornado justo pelo poder de Deus.

A malícia matará o ímpio, e os que odeiam o justo serão punidos. 
Salmos 34:21

O ímpio maquina contra o justo, e contra ele range os dentes. 
Salmos 37:12

Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR o livra de todas. 
Salmos 34:19

A boca do justo jorra sabedoria, mas a língua da perversidade será cortada. 
Provérbios 10:31

O pensamento de que nunca haverá um justo pode nos levar a um comportamento tolerante com o pecado, mas isso não deve acontecer, devemos buscar o poder de Deus para que também sejamos tornados justos, perdoados e purificados, devemos lembrar que os injustos não herdarão o reino de Deus.

“Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?
Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.”
1 Coríntios 6:9-10 V10

“Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica justiça é justo, assim como ele é justo.” 
1 João 3:7

Em Jesus Cristo o homem pode ser tornado justo. Deus seja louvado!!!

“Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo.” 
Romanos 5:1

Entendimento

Não é o desejo do Senhor que vivamos na ignorância, devemos orar pedindo entendimento, conhecimento da vontade de Deus que possamos “andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra.”

“Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual; para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus”
Colossenses 1:9-10   V11

“Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo.”
2 Coríntios 4:6    V11

Buscar a Deus

Somos exortados para buscarmos a Deus, “buscai as coisas que são de cima” e aqueles que realmente estiverem vivendo ao lado de Deus estarão fazendo isso continuamente.

“Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.
Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra;
Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.
Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória.
Colossenses 3:1-4    V11

Extraviados

“Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros.Mas quando apareceu a benignidade e amor de Deus, nosso Salvador, para com os homens, não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo,
Que abundantemente ele derramou sobre nós por Jesus Cristo nosso Salvador;
Para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna.
Tito 3:3-7

“SENHOR, guia-me na tua justiça, por causa dos meus inimigos; endireita diante de mim o teu caminho.”  Salmos 5:8

“Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos.
E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno.”
Salmos 139:23-24

Para o cristão verdadeiro a vida extraviada tem que estar no passado, devemos pedir ao Senhor que nos guie no Seu caminho que conduz a vida..

A língua e a boca

“A língua também é um fogo; como mundo de iniquidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno.
Porque toda a natureza, tanto de bestas feras como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se amansa e foi domada pela natureza humana;
Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal.
Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.
De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim.
Tiago 3:6-10

Tiago também descreve a condição da nossa língua, “a língua também é um fogo; como mundo de iniquidade”, devemos estar atentos para a mensagem do verso 10, “Meus irmãos, não convém que isto se faça assim.

Devemos lembrar-nos da mensagem de Jesus , para ter palavras puras que agradam a Deus se faz necessário que tenhamos um coração puro. “Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.” 

“Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom, ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore.
Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.” 
Mateus 12:33-34

“Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, E as escreverei em seus entendimentos.”
Hebreus 10:16

“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.”  1 Tessalonicenses 5:23  

O Senhor deseja nossa santificação completa, e com certeza nossa língua ou nossa boca não é uma exceção.

A paz que os servos de Deus podem ter

“Para os ímpios, todavia, não há paz, diz o Senhor.” Isaías 48:22

Segundo a palavra de Deus são os ímpios que não tem paz, mas quanto aos verdadeiros servos de Deus mesmo em meio de lutas e tribulações terão a paz que excede a todo entendimento. Deus seja para sempre louvado!

“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.” Filipenses 4:7

Servos do Senhor não são inúteis.

“Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.
Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.” 
Mateus 5:13-16

Os verdadeiros servos de Deus que forem mediante a graça de Deus perdoados e purificados, tornados justos, não serão inúteis, serão o sal da Terra e luz do mundo, vivendo uma vida santa pelo poder de Deus estarão glorificando nosso Pai e também sendo instrumentos do nosso Senhor para que outros aceitem o Salvador e também glorifiquem nosso Pai.

Homens tementes a Deus

“E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo.
Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.”
Apocalipse 14:6-7

“Que significa “temer” a Deus? A palavra grega é phobeo. Ela “não é usada aí com o sentido de ter medo de De3us, mas sim com a acepção de achegar-se a Ele com reverência e respeito. Transmite o pensamento de absoluta lealdade a Deus, de completa submissão à Sua vontade.” SDABC, VOL. 7, PÁG. 827. A Bíblia reconhece duas espécies de temor de Deus.(Ver Êxo. 20:20) Esta admoestação especial é muito oportuna. Solicita lealdade e completa entrega a Cristo nos últimos dias. “Por isso ficai também vós apercebidos” (S. Mat. 24:44), estando cada dia preparados para a segunda vinda do Senhor.” Lição da Escola Sabatina, 3° trim. 1989, “Triunfo no Presente e Glória no Futuro”, lição do prof. pág. 76.

“Temei a Deus, e dai-lhe glória,” essa mensagem será proclamada de forma grandiosa pelo povo de Deus. Se desejamos fazer parte do remanescente do povo de Deus que proclamará essa grande e última mensagem não podemos ficar arrumando argumentos ou justificativas para a permanência do homem no pecado.

Essa grande mensagem será proclamada por homens que temem a Deus e que estarão glorificando a Deus revelando Seu caráter, em um mundo repleto de pecado esses fiéis servos de Deus estarão pelo testemunho de uma vida plenamente santificada, demonstrando o que a graça de Deus pode fazer na vida do homem.

“De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor.” Filipenses 2:12

“Eis que os olhos do Senhor estão sobre os que O temem, sobre os que esperam na Sua misericórdia.” Sal. 33:18.

Vamos parar de arrumar desculpas ou argumentos que podem nos tornar tolerantes com o pecado, deve ser nossa atitude, buscar a santificação plena que o Senhor quer nos oferecer. Deus seja louvado!

“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.”  1 Tessalonicenses 5:23  

“Portanto, assim te farei, ó Israel! E porque isso te farei, prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus.”  Amós 4:12

Deus seja para sempre louvado!

 

 

“Temei a Deus e dai-lhe glória” Um Chamado para a santidade

 

imagem9

“E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda a nação, e tribo, e língua, e povo, Dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas”. Apocalipse 14:6-7

“Temei a Deus, e dai-lhe glória.” Precisamos entender que esse chamado, para temer a Deus e dar-lhe glória, é um chamado para a santidade. Uma geração santificada de servos de Deus irá proclamar de forma poderosa, movidos pelo Senhor Espírito Santo, essa mensagem a todo o mundo.

Infelizmente hoje a realidade é que estamos com a grande maioria lutando contra e rejeitando essa mensagem que nos revela o quanto o Senhor deseja nos transformar. Como resultado dessa rejeição, temos hoje uma geração de cristãos ainda vivendo como escravos do pecado completamente incapacitados para pregar ao mundo uma mensagem de libertação, de santidade, chamando a todos para, temer a Deus e dar-lhe glória.

Somos chamados por Deus para proclamar ao mundo essa mensagem, mas para nos prepararmos precisamos entender e aceitar que esse é um chamado para a santidade, é necessário que entendamos o quanto o Senhor deseja nos santificar e então buscar essa santificação. Uma geração entenderá e aceitará essa mensagem. Santificados pelo Senhor o Espírito Santo estarão preparados para transmiti-la ao mundo não apenas por palavras, mas também pelo testemunho de vidas completamente libertadas da escravidão do pecado.

Somente uma geração composta de servos e servas, verdadeiramente tementes ao Senhor, completamente santificados, poderá proclamar com autoridade essa poderosa mensagem a todo o mundo: “Temei a Deus, e dai-lhe glória.” Porque eles mesmos estarão glorificando a Deus perante todo o universo.

“Pelo primeiro anjo os homens são chamados a temer a Deus e dar-Lhe glória, e adorá-Lo como o Criador do céu e da Terra. A fim de fazer isto devem obedecer à Sua lei. Diz Salomão: “Teme a Deus e guarda os Seus mandamentos; porque este é o dever de todo homem.” Ecl. 12:13. Sem a obediência a Seus mandamentos nenhum culto pode ser agradável a Deus. “Este é o amor de Deus: que guardemos os Seus mandamentos.” “O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável.” I João 5:3; Prov. 28:9. O Grande Conflito, p. 435 e 436.

“Temer a Deus; segundo recomenda Apocalipse 14:7, significa aproximar-se dEle com reverência e respeito. ‘Isso dá a idéia de absoluta lealdade a Deus, de completa submissão a Sua vontade.’” Ellen G. White The SDA Bible Commentary, vol. 7 p. 827”  Lição da ES 4° trim. 1994, “O Último Convite” p. 30

Glorificamos a Deus através de nossas obras.

“Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” Mateus 5:14-16

Podemos glorificar a Deus através do nosso corpo

“Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de vocês mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo.” 1 Coríntios 6:19-20

O Senhor é glorificado pelos frutos que damos

“Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e será concedido. Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão meus discípulos.” João 15:7-8

Como glorificamos a Deus

Vejamos mais alguns textos da lição da Escola Sabatina e do Espírito de profecia que nos mostram claramente como glorificamos a Deus.

 “A glória de Deus é revelada no Seu caráter. Quando nos unimos a Deus por meio de Jesus tornamo-nos semelhantes a Ele no caráter, e assim o glorificamos.” Lição da ES 4° trim. 1994, “O Último Convite” p. 56

“Dar glória a Deus significa estar unido a Cristo e, através dessa união revelar Seu amor ao mundo (2 Tess. 1:11 e 12). O chamado para glorificar a Deus livra-nos de qualquer espécie de exaltação própria ou egocentrismo, e ensina-nos a magnificar a Cristo em todas as nossas atividades, planos e relacionamentos da vida( Fil. 1:20-21). Glorificar a Deus é permitir que Seu evangelho produza o maior efeito em nossa vida como o poder da salvação, não apenas para nos livrar do pecado, mas também para nos fazer participantes da natureza divina, pela qual exibimos os atributos do amor de Deus. Ellen G White Testimonies, vol. 9, p. 254.” Lição da ES 4° trim. 1994, “O Último Convite” p. 58

“Dar glória a Deus é revelar o Seu caráter em nosso caráter, tornando-O conhecido. E de toda maneira em que procuramos fazer com que o Pai ou o Filho Se torne conhecido, glorificamos a Deus.” Comentários de Ellen G. White The SDA Bible Commentary, vol. 7 p. 979”  Lição da ES 4° trim. 1994, “O Último Convite” p. 60

“Todo o céu tem olhado com profundo interesse para os que pretendem ser o povo que guarda os mandamentos de Deus. Eis aqui o povo que deveria ser capaz de reivindicar todas as ricas promessas de Deus; que deveria avançar de glória em glória e de força em força; que deveria estar em condições de trazer glória a Deus nas obras praticadas por eles. Jesus disse: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos Céus.” Mat. 5:16.” Fé e Obras p. 59

“A perfeição moral e espiritual, pela graça e poder de Cristo, é prometida a todos os que crêem. A cada passo devemos pedir o auxílio de Cristo. Ele é o modelo que devemos seguir na edificação do caráter. Ele pede atos, não palavras, dizendo: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos Céus.” Mat. 5:16.” Nos Lugares Celestiais MM 1968 p. 51

“O Espírito Santo está esperando canais através dos quais possa atuar. Se todos realizassem a obra que lhes foi indicada, milhares de pessoas poderiam ser salvas. Satanás nem sempre triunfará. O Espírito de Deus será derramado sobre a igreja tão logo estejam os vasos preparados para recebê-Lo. … Por que não exercer fé em que as divinas bênçãos do Espírito Santo aumentarão em grande medida e fortalecerão os agentes humanos, para que se revele a glória do Senhor?” Cristo Triunfante MM 2002 p. 65

“Disse Jesus a respeito do Espírito: “Ele Me glorificará.” O Salvador veio glorificar o Pai pela demonstração de Seu amor; assim o Espírito havia de glorificar a Cristo, revelando ao mundo a Sua graça. A própria imagem de Deus tem de ser reproduzida na humanidade. A honra de Deus, a honra de Cristo, acha-se envolvida no aperfeiçoamento do caráter de Seu povo.” DTN p.671

Que o nosso povo possa entender que somente estaremos preparados para proclamar a mensagem, “temei a Deus, e dai-lhe glória,” quando nós mesmos estivermos glorificando a Deus dando ao mundo o testemunho vidas completamente transformadas. Isso somente acontecerá quando nós pararmos de ficar arrumando desculpas para o pecado e buscarmos no Senhor a plena libertação da escravidão do pecado.

Desperta povo de Deus!!!!

 

Perdidos dentro da igreja

 

sono morte

A rejeição que prevalece não pode ser justificada como sendo devido à falta de informação. Durante muitos anos o Senhor tem nos apresentado a verdade, vejamos esse texto maravilhoso da lição da Escola Sabatina de 1975.

O PROPÓSITO DA TEOLOGIA

“Nem se dêem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faça agora.” 1 Tim. 1:4

“Ora, o fim do mandamento é a caridade de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida. Do que desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas; querendo ser doutores da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam.” 1 Tim. 1:5-7

É impressionante o pensamento de que, juntamente com os ‘injustos e obstinados’ descrito neste primeiro capítulo (versos 9-10), haverá um espantoso número de membros da igreja que citam a bíblia e que estarão perdidos também. Esses membros de igreja, geralmente conhecidos como ‘de condição boa e de padrão regular’, estão perdidos, não porque não conhecem a verdade sobre Jesus e Sua segunda vinda, ou de que o sábado é o dia de guarda, mas porque a verdade não lhes mudou a disposição, os hábitos diários e suas atitudes para com outros.

Para os que ainda têm tempo de decidir a que grupo querem estar ligados finalmente, o conselho de Paulo a Timóteo é muito rela e claro. Não é a soma, a quantidade de teologia compreendida, não a quantidade de trabalho de que nos vangloriamos ao falar com os outros, não o elogio a um sólido programa financeiro ou de mordomia, nem qualquer outra coisa ainda que boa em si mesma importará, se a doutrina se torna um fim em si e não um meio de refinar o caráter até que finalmente ele reflita a própria imagem de Jesus, se a folha de serviço, ainda que preciosa, meramente reflete a atividade humana e o humano entusiasmo antes que o procedimento de Cristo, pois então chegará momento de verdade, em que Cristo dirá: ‘Não vos conheço’. S Mat. 7:23.

A lição desta semana jamais terá sido aprendida pelas cinco virgens loucas (S Mat.25) . Membros da igreja, sim, mas não candidatos ao reino.

Aceitos talvez como líderes em suas igrejas locais, mas não habilitados para serem salvos numa comunidade em que em que o amor jorra espontâneo e onde jamais surge um pensamento de rebeldia.” Lição da Escola Sabatina , 1° parte  “A Fé Em Ação” 3º trim. 1975, p.13

“Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina: persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.” 1 Tim. 4:16

“A ênfase de Paulo na lição desta semana esta posta na qualidade das pessoas que estejam aptas a proclamar ao homem as boas-novas a respeito de Deus. Esta qualificação é resultado de fé – o homem cooperando com Deus que prometeu suprir tudo que fosse necessário para restaurar no homem a imagem de seu Criador há muito desfigurada. Tais cristãos sabem por experiência própria que Jesus não somente salva o homem da penalidade do pecado, mas também salva-o do poder do pecado.

Mas tal experiência não pressupõe passivamente que nada há que o homem deva fazer para a obtenção desta qualidade de pessoas. Paulo não se cansa de repetir: ‘Trabalhamos e nos esforçamos’. Mas ele sabe que o poder para o esforço, o poder para vencer, não vem dos recursos do homem, mas da dotação do Espírito de Deus. O homem de fé vive uma vida de gratidão, sabendo que a paz que possui  e as vitórias alcançadas são todas devidas a Deus que prometeu ajudá-lo a ficar firme. Ver Judas 24.

Deus espera por aquela geração que alcance este pensamento e viva a verdade que ele contém: homens e mulheres podem viver sem pecado do mesmo modo que Jesus; homens e mulheres podem levar uma vida tal que Deus, sem sentir-Se embaraçado, pode apontá-los como os que ‘guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus’. Apoc. 14:12. Eles terão aprendido bem a admoestação de Paulo: ’ “Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina: persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.’ 1 Tim. 4:16” Lição da Escola Sabatina , 1° parte  “A Fé Em Ação” 3º trim. 1975, p.37

Veja o que acontecerá com os pastores que hoje deveriam estar advertindo as pessoas, mas que estão recusando pregar a verdade e pregando sim àquilo que agrada aos ouvidos da maioria que é composta pelos amantes do pecado

“Membros da igreja que viram a luz e se convenceram, mas confiaram a salvação de sua alma ao pastor, no dia de Deus ficarão sabendo que outra pessoa não pode pagar o resgate por suas transgressões. Haverá um terrível clamor: “Estou perdido, eternamente perdido!” Homens ficarão com vontade de despedaçar os pastores que pregaram falsidades e condenaram a verdade. SDA Bible Commentary, vol. 4, pág. 1.157.” Eventos Finais, p.247

“Há esperança para cada um de nós, mas de uma só maneira – apegando-nos a Cristo e empregando toda energia para obter a perfeição de Seu caráter. Essa religião piegas que faz pouco do pecado, e só realça o amor de Deus pelo pecador, encoraja os pecadores a crer que Deus os salvará enquanto continuarem no pecado, sabendo que é pecado. É isso que estão fazendo muitos que professam crer na verdade presente.” Cristo Triunfante MM 2002 p. 80”

Desperta povo de Deus!

Novo Nascimento

 

Novbo Nscimento

 

Na meditação “Encontros com Deus” 2014 página 241, temos à seguinte afirmação sobre o novo nascimento: “Contudo, mesmo entre Cristo e os cristãos continua havendo uma distância incalculável, porque nem o novo nascimento elimina completamente nossa distorcida natureza básica (Rm 7)”

Será que mesmo depois do novo nascimento continuaremos dominados pela carne e vivendo como escravos do pecado conforme o homem de Romanos 7?

Compare essa afirmação pobre e acanhada sobre o novo nascimento que está nessa meditação com a seguinte declaração da serva do Senhor que está no Grande Conflito p. 468

No novo nascimento o coração é posto em harmonia com Deus, ao colocar-se em conformidade com a Sua lei. Quando esta poderosa transformação se efetua no pecador, passou ele da morte para a vida, do pecado para a santidade, da transgressão e rebelião para a obediência e lealdade. Terminou a velha vida de afastamento de Deus, começando a nova vida de reconciliação, de fé e amor. Então, “a justiça da lei” se cumpre “em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito”. Rom. 8:4. E a linguagem da alma será: “Oh! quanto amo a Tua lei! é a minha meditação em todo o dia.” Sal. 119:97.’ Grande Conflito, p.468

O autor da meditação tem Romanos 7 como exemplo de como vive o homem mesmo depois do novo nascimento, já a serva do Senhor menciona Romanos 8:4,  para nos revelar como vivem aqueles que realmente nasceram de novo, uma grande diferença, nascido de novo, não andando segundo a carne, mas sim pelo Espírito, “em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito”.

Vamos analisar outros textos do Espírito de profecia, sendo essa uma fonte de informação muito mais confiável, onde veremos o que significa realmente para nós nascer de novo.

“A mudança do coração representada pelo novo nascimento somente poderá ser levada a efeito pela atuação efetiva do Espírito Santo. … O orgulho e o amor-próprio resistem ao Espírito de Deus; toda inclinação natural do ser humano se opõe à transformação da altivez e soberba na mansidão e humildade de Cristo. Se quisermos porém, andar no caminho de vida eterna, não devemos escutar as insinuações do eu. Com humildade e contrição devemos suplicar a nosso Pai celestial: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um espírito reto.” Sal. 51:10. À medida que recebemos a divina luz e cooperamos com a iniciativa do Céu, somos “nascidos de novo” e livres da mancha do pecado pelo poder de Cristo. The Youth’s Instructor, 9 de setembro de 1897” Fé Pela Qual Eu Vivo, MM 1959, p. 137

“O novo nascimento consiste em ter novos intuitos, novos gostos, novas tendências. Os que, pelo Espírito Santo, são gerados para uma nova vida, tornaram-se participantes da natureza divina, e em todos os seus hábitos e práticas evidenciarão sua relação com Cristo. Quando homens que alegam ser cristãos retêm todos os seus defeitos naturais de caráter e disposição, em que a sua posição difere da dos mundanos? Eles não apreciam a verdade como elemento santificador e refinador. Não nasceram de novo. .” Maranata, O Senhor Vem, MM 1977, p. 235

“Verdadeira convicção do pecado, real dor de coração causada por pecaminosidade, morte do egoísmo, vitória diária sobre os defeitos de caráter, e novo nascimento são representados como coisas antigas, que no dizer de Paulo, “já passaram; eis que se fizeram novas”. II Cor. 5:17. Muitos nada sabem a respeito de uma tal obra. Enxertaram a verdade em seu coração natural, e continuaram como antes, manifestando os mesmos infelizes traços de caráter. O necessário agora é um testemunho claro, dado em amor por lábios tocados com brasas vivas.” Cuidado De Deus, MM 1995 p. 335

“Haverá um novo nascimento, uma nova mente pela atuação do Espírito de Deus, que purifica a vida e enobrece o caráter. Essa ligação com Deus habilita o homem para o glorioso reino do Céu. Nenhuma invenção humana pode jamais encontrar um remédio para o pecador. Signs of the Times, 11 de janeiro de 1877.” Fé Pela Qual Eu Vivo, MM 1959, p. 96

“Jesus tem amado os homens, e tomado todas as providências para que a pessoa comprada por sangue tenha um novo nascimento, uma nova vida derivada de Sua própria vida. … “Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida.” I João 5:12. Os que crêem em Cristo derivam seus motivos e a textura de seu caráter dAquele em quem crêem. The Youth’s Instructor, 10 de janeiro de 1895.” Fé Pela Qual Eu Vivo, MM 1959, p. 96

Porque é importante saber o que representa nascer de novo

Muitos estão acomodados nessa condição de escravos do pecado, não acreditam na possibilidade de serem plenamente libertados pelo poder do Senhor, e por não acreditarem não desejam e não procuram em Deus essa libertação. É muito importante sabermos realmente o que representa para nós nascermos de novo, para que sintamos então o desejo de que esse milagre ocorra em nossa vida, lembrando que: “O Espírito trabalha no coração do homem de acordo com o seu desejo e consentimento […]”

“O Espírito trabalha no coração do homem de acordo com o seu desejo e consentimento, nele implantando natureza nova; mas a classe representada pelas virgens loucas contentou-se com uma obra superficial.” Parábolas de Jesus pág.411

Não devemos abaixar a norma

“Nunca devemos abaixar a norma de justiça com o fim de acomodar à prática do mal, tendências herdadas ou cultivadas” Infelizmente é exatamente isso que está acontecendo, a grande maioria abaixou a norma e se acomodou no pecado, herdado e cultivado. Precisamos realmente de um despertamento, entender o que o Senhor pode e deseja realizar em nossa vida. Devemos lembrar que o nosso Deus é o Deus do impossível, Ele pode realizar esse milagre maravilhoso, nos libertar plenamente da escravidão do pecado em ocasião oportuna. Deus seja para sempre louvado!

“Deus somente aceitará os que estão decididos a ter um alvo elevado. Coloca cada agente humano sob a obrigação de fazer o melhor. De todos é requerido perfeição moral. Nunca devemos abaixar a norma de justiça com o fim de acomodar à prática do mal, tendências herdadas ou cultivadas. Precisamos compreender que imperfeição de caráter é pecado. Todos os justos atributos de caráter habitam em Deus como um todo perfeito e harmonioso, e todo aquele que aceita a Cristo como Salvador pessoal, tem o privilégio de possuir estes atributos.” Parábolas de Jesus p. 330

“[…] Não devemos andar segundo nossas próprias idéias[…]”

“Muitos há que pensam ser impossível escapar do poder do pecado, mas a promessa é de que seremos tomados de toda a plenitude de Deus. Nós pomos a mira muito baixo. O alvo é muito mais elevado. Nossa mente carece de expansão, para podermos compreender o sentido das providências de Deus. Devemos refletir os mais altos atributos de caráter divino. Devemos ser gratos por não sermos deixados a nós mesmos. A lei de Deus é a exaltada norma que a todos cumpre alcançar. … Não devemos andar segundo nossas próprias idéias, … mas sim seguir as pisadas de Cristo.” Cuidado de Deus, MM 1995, p.161

Desperta povo de Deus!!!!!

Evangelizando Adventistas

santidade

Temos alguns textos bíblicos bastante conhecidos pelos adventistas do 7° dia, são textos que utilizamos muito quando estamos transmitindo nossa mensagem para irmãos de outras denominações. Gostaria nesse trabalho de chamar a atenção dos meus irmãos adventistas para alguns detalhes importantes nesses textos que tanto utilizamos na pregação do evangelho.

Mateus 5:17-19

“17 “Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir.

18 Digo a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra.

19 Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos céus.” Mateus 5:17-19

“Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir.
Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei, sem que tudo seja cumprido.
Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.” Mateus 5:17-19

Usamos esse texto para provar que Jesus não veio para mudar a lei e que ninguém poderia mudá-la. Agora gostaria de chamar a atenção dos meus irmãos adventistas para o verso 19.

Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos céus.”

Devemos estar atentos e aceitar a verdade, perdidos aqueles que, desobedecem à lei, salvos aqueles que praticam a lei pelo poder de Deus. Não bastará, portanto para ser salvo um mero conhecimento teórico da lei. Ao mostramos para os outros que Jesus não veio mudar a lei devemos lembrar também que devemos pela graça de Deus obedecer plenamente, se é que desejamos realmente a salvação.

“Qualquer, … que violar um destes menores mandamentos e assim ensinar aos homens será chamado o menor no reino dos Céus.” Mat. 5:19. Isto é, não terá lugar ali. Pois aquele que voluntariamente violar um mandamento, não observa, em espírito e verdade, a nenhum deles. “Qualquer que guardar toda a lei e tropeçar em um só ponto tornou-se culpado de todos.” Tia. 2:10. Não é a grandeza do ato de desobediência que constitui o pecado mas a discordância com a vontade expressa de Deus no mínimo particular; pois isto mostra que ainda existe comunhão entre a alma e o pecado. O coração está dividido em seu serviço. Há uma virtual negação de Deus, uma rebelião contra as leis de Seu governo.’ O Maior Discurso De Cristo, p. 51

1° João 2:4

“Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade.” 1 João 2:4

Gostaria de lembrar meus irmãos adventistas que não será apenas por aceitar que a lei de Deus não foi anulada que poderemos dizer que conhecemos a Deus e não sermos chamados por Ele de mentirosos, aquele que diz conhecer a Deus não será chamado de mentiroso se realmente pelo poder do Senhor guardar os Seus mandamentos.

“O manso e amado discípulo [João] disse: “Aquele que diz: Eu O conheço e não guarda os Seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade.” I João 2:4. A Palavra de Deus é muito clara e precisa. É uma questão perigosa professar ser seguidor de Jesus e pelas obras negá-Lo pela indiferença até mesmo para com um só de Seus requisitos.” Cristo Triunfante, MM 2002, p. 316

Mateus 7:21-23

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”. Mateus 7:21-23

Nesse texto enfatizamos que nem todos que fazem sinais e prodígios estão sendo guiados por Deus, porque muitos desses operadores de sinais ouvirão um dia de Deus estas tristes palavras: “Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”.

Novamente quero chamar a atenção dos meus irmão adventistas para o verso 23: “Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”.

Devemos entender que será os iníquos, adventista ou não adventista, desobedientes a lei, que ouvirão estas tristes palavras.

O  5° SEE faz aplicação de Mat. 7:21-23 para aqueles que possuem um relacionamento superficial com Cristo e não apenas para os não adventista. Verdade é que muitos adventistas acomodados no pecado também  ouvirão do Mestre naquele dia: “Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”.

“Um relacionamento superficial com Cristo certamente vai acabar em decepção e ilusão. A palavra de Deus nos diz: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”. Mateus 7:21-23, 5° SEE, ‘Comunhão e Profecia” p. 16

Apoc. 12:17 e 14:12

“Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.”  Apocalipse 14:12

“E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.” Apocalipse 12:17

Com esses textos provamos que a lei não foi anulada e que os remanescentes do povo de Deus perseguidos pelo inimigo serão aqueles que pela graça de Deus “guardam os mandamentos”. Novamente chamo a atenção dos meus irmãos adventistas, para fazer parte do remanescente devemos pela graça de Deus guardar a lei, não será apenas por concordar que a lei não foi anulada que alguém fará parte desse grupo de salvos. Aqueles que se acomodaram com apenas um conhecimento teórico da lei estarão um dia entre os que perderam a salvação por terem vivido como transgressores.

 Tiago 2:10

“Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.” Tiago 2:10

Como gostamos de mostrar esse verso para provar que aqueles que não aceitam o sábado como sendo ainda um dia abençoado por Deus estão vivendo como transgressores de toda a lei. Pois bem, mas os adventistas também devem se lembrar que esse raciocínio vale para não adventistas e também para adventistas, adventista que professa guardar o sábado, mas que vive como transgressor de algum outro mandamento também perderá a salvação.

“A lei requer obediência perfeita. “Qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.” Tia. 2:10. Nem um desses dez preceitos pode ser violado sem deslealdade para com o Deus do Céu. O mínimo desvio de suas reivindicações, por negligência ou transgressão deliberada, é pecado, e todo pecado expõe o pecador à ira de Deus. Obediência era a condição única sob a qual o Israel antigo devia receber o cumprimento das promessas que os tornaram o povo altamente favorecido por Deus; e a obediência a essa lei trará hoje, a indivíduos e a nações, tão grandes bênçãos como teria proporcionado aos hebreus. É necessária a obediência à lei, não só para nossa salvação, mas para a felicidade nossa e de todos aqueles com quem nos relacionamos. “Muita paz têm os que amam a Tua lei, e para eles não há tropeço” (Sal. 119:165), diz a Palavra inspirada. Todavia homens finitos apresentam ao povo essa lei santa, justa e boa, essa lei da liberdade, que o próprio Criador adaptou às necessidades humanas, como um jugo de servidão, jugo que homem algum é capaz de suportar. É, porém, o pecador que considera a lei como jugo penoso; é o transgressor que não vê beleza em seus preceitos. Pois a mente carnal “não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser”. Rom. 8:7.” Mensagens Escolhidas vol. 1 p. 218-219

Como deve ser nosso preparo para a volta de Jesus

“Porque a graça salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens,
Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente,
Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo;
O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.”  Tito 2:11-14

“Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade,
Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?
Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.
Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.”  2 Pedro 3:11-14

“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.”  1 Tessalonicenses 5:23

Falamos para todos que um dia Jesus voltará, falamos também que todos devem se preparar para esse glorioso dia. O que é muito estranho é o fato da maioria, mesmo entre os adventistas não aceitar ou não entender o que é realmente estar preparado para na volta de Jesus. Estarão preparados para a volta de Jesus aqueles que foram remidos em ocasião oportuna de “toda a iniqüidade”. Devemos ter como objetivo sermos encontrados por Cristo, “imaculados e irrepreensíveis em paz.” 

Não basta ter apenas um conhecimento teórico da verdade

“Orgulho e fraqueza de fé privam a muitos das ricas bênçãos de Deus. Muitos há que, se não se humilharem diante de Deus hão de ficar surpreendidos e desapontados quando soar o clamor: “Aí vem o esposo!” Mat. 25:6. Têm a teoria da verdade, falta-lhes, porém, o óleo nos vasos para as lâmpadas. Nossa fé no presente tempo não deve consistir em mero assentimento ou em simplesmente acreditar a teoria da terceira mensagem. Precisamos do óleo da graça de Cristo para prover as nossas lâmpadas, e fazer que a luz de nossa vida irradie, indicando o caminho aos que estiverem em trevas.” Conselhos Sobre Saúde p. 128-129

“Nenhuma simples teoria da verdade ou profissão de discipulado salvará alma alguma. Não pertencemos a Cristo, se não somos inteiramente Seus. É pela indiferença na vida cristã que os homens se tornam de propósitos fracos e desejos mutáveis. O esforço de servir tanto ao eu como a Cristo, faz do homem ouvinte de pedregais, e não resistirá quando lhe sobrevier a provação.” Parábolas de Jesus, p. 50

“Um conhecimento teórico da verdade é essencial. Mas o conhecimento da maior de todas as verdades não nos salvará; nosso conhecimento deve ser prático.[…] A verdade deve ser levada para dentro de seus corações, santificando-os e purificando-os de todo mundanismo e sensualidade na vida mais privada. O templo da alma deve ser purificado.”- Review and Herald 24/05/1887 ( Cristo Nossa Justiça pág. 88)

 O que o Senhor espera de nós

“Cristo foi enviado ao mundo para desmentir a falsidade de Satanás, de que Deus fizera uma lei que o homem não podia guardar. Assumindo a forma humana, Ele veio à Terra e, por uma vida de obediência, mostrou que Deus fizera uma lei que o homem podia guardar. Mostrou que é possível ao homem obedecer perfeitamente a lei. Aqueles que aceitam Cristo como seu Salvador, tornam-se participantes de Sua natureza divina e capacitados a seguir Seu exemplo, vivendo em obediência a todos os preceitos da lei. Pelos méritos de Cristo, o homem deve mostrar pela obediência que podia estar no Céu e não se rebelaria. Manuscrito 48, 1893.’ Fé Pela Qual Eu Vivo, MM 1959 p.114

“A obediência de Cristo a Seu Pai era a mesma obediência que é requerida do homem. O homem não pode vencer as tentações de Satanás sem combinar o poder divino com o seu auxílio. Assim foi com Jesus Cristo: Ele podia lançar mão do poder divino. Ele não veio ao nosso mundo para prestar a obediência de um Deus inferior a um superior, mas como homem, para obedecer à Santa Lei de Deus, e desta maneira Ele é nosso exemplo. O Senhor Jesus veio ao nosso mundo, não para revelar o que Deus podia fazer, e, sim, o que o homem podia realizar, mediante a fé no poder de Deus para ajudar em toda emergência. O homem deve, pela fé, ser participante da natureza divina e vencer toda tentação com que é assaltado.’ Nossa Alta Vocação MM 1962, p. 46
Se me amais, guardareis os meus mandamentos.” João 14:15

Desperta povo de Deus!!!!!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.