Adoradores do Sábado

Adoradores do Espírito SantoQuando Jesus veio ao mundo nos resgatar encontrou na nação de Israel muitos adoradores do sábado. Estes homens que estavam dispostos a guardar o sábado e amavam o sábado. Estranho é que estes homens passaram amar tanto o sábado ao ponto de coloca-lo acima do próprio Senhor do sábado. Estes professos guardadores do sábado estranhamente estavam dispostos a matar Jesus Cristo, o Senhor do sábado. (ver Mat. 12:8 e  João 5:1-18)

É incontestável o fato de o sábado ser o sinal entre Deus e o Seu povo (Ez. 18:4). Jesus afirmou não ter vindo mudar a lei e também afirmou que ninguém poderia muda-la (Mat. 5:17-19). Tudo quanto Deus faz durará eternamente, nada pode ser acrescentado e nada pode ser retirado (Ecl. 3:14).

Agora, mesmo reconhecendo que o sábado continua sendo um sinal entre Deus e o Seu povo, não podemos cometer o mesmo erro cometido pela nação de Israel em amar e respeitar o sábado e, no entanto, rejeitar o Senhor do sábado. Infelizmente muitos professos guardadores do sábado que não aceitarem a purificação e a transformação completa que o Senhor nos oferece, estarão entre aqueles que perderão a salvação por recusarem esta oferta divina.

Ensinamos nos estudos bíblicos aos interessados: Porque qualquer que guardar toda a lei, e tropeçar em um só ponto, tornou-se culpado de todos.” Tiago 2:10.  Parece que ignoramos a verdade de que esta mensagem não tem aplicação somente para aqueles que não aceitam o mandamento do sábado.

Segundo este texto de Tiago 2:10, podemos afirmar que aquele que guardar nove mandamentos, estando entre esses o mandamento do sábado, e transgredir apenas um, matar ou roubar ou qualquer outro mandamento dos dez, terá se tornado culpado de todos e se não buscar a Deus em tempo oportuno para uma mudança de vida perderá a salvação.

Muitos da nação de Israel que professavam guardar o sábado, porém não aceitavam a Jesus como Senhor supremo. Não permitiam que Ele entrasse e reinasse no coração transformando-os em verdadeiros cidadãos do reino de Deus.

  • Estamos vivendo a dispensação do Espírito Santo

“A dispensação em que vivemos deve ser, para os que pedem, a dispensação do Espírito Santo. Pedi-Lhe a bênção. É tempo de sermos mais dedicados em nossa devoção. É-nos confiado o trabalho árduo, mas feliz e glorioso, de revelar Cristo aos que se acham em trevas. Somos chamados para proclamar as verdades especiais para este tempo. Para tudo isto, é essencial o derramamento do Espírito Santo. Devemos orar pelo [Espírito]. O Senhor espera que Lho peçamos. Ainda não empreendemos essa tarefa de todo o coração.” Review and Herald, 2 de março de 1897. E Recebereis Poder, MM 1999, pág.304

“Nada a não ser o batismo do Espírito Santo pode corrigir os rumos da igreja e preparar o povo de Deus para o conflito que se aproxima . Por que  não existe na igreja crescimento individual? Por que não está cada membro da igreja crescendo para Cristo, nossa cabeça viva? Crescer aqui não significa expandir em direção a Terra, mas em direção ao Céu; não para baixo, mas para cima. Estamos vivendo a dispensação do Espírito. Temos em nossas mãos a promessa do Espírito de Deus, e os ministros devem qualificar-se para dar à trombeta o sonido certo e para despertar os que dormem e pô-los a trabalhar em favor de si mesmos e de outras ovelhas do rebanho.” – Carta 15, 1889. O Batismo do Espírito Santo, pág. 108

Como vimos estamos “vivendo a dispensação do Espírito” então como já afirmamos anteriormente não podemos cometer o mesmo erro cometido pela nação de Israel. Falavam do sábado, professavam guarda-lo, no entanto rejeitavam a obra de transformação que Jesus desejava fazer na vida de cada um deles.

Hoje, cada um individualmente, deve pedir a iluminação de Deus e então avaliar se eu, um guardador do sábado, estando agora na dispensação do Espírito, a exemplo do que muitos em Israel fizeram com Jesus, rejeitando-O, também não estou rejeitando o Senhor Espírito Santo. Possivelmente não acordamos ainda para esta realidade, mas estamos rejeitando a obra transformadora que o Espírito Santo quer realizar em minha vida. Misericórdia Senhor!

Infelizmente hoje, muitos dos professos guardadores do sábado, não permitem que a maior manifestação do poder do Espírito Santo que “é vista no fato de a natureza humana ser elevada à perfeição do caráter de Cristo,” seja uma realidade em sua vida. Misericórdia Senhor!

Hoje como professos observadores do sábado, falamos muito do sábado, mas cada um deve analisar se na prática não está entre aqueles que  estão subestimando ou mesmo rejeitando aquela que é considerada a maior manifestação de poder do Senhor Espírito Santo na vida do homem que é o aperfeiçoamento do nosso caráter.

“Esse trabalho de purificação do Espírito Santo tem sido considerado Sua maior obra. Você encontrará essa declaração em Testemunhos Para Igreja, vol. 7, pág. 143: “A maior manifestação do Seu poder [do Espírito Santo] é vista no fato de a natureza humana ser elevada à perfeição do caráter de Cristo.” Pr. Morris L. Venden, Seu amigo O Espírito Santo, pág. 61-62

O nosso Senhor Espírito Santo é DEUS. Temos muitos estudos bíblicos que comprovam esta grande verdade. Mesmo assim pessoas têm sido enganadas com falsos ensinamentos sobre o Espírito Santo. É do nosso conhecimento tudo que o Senhor Espírito Santo representa e a obra maravilhosa que Ele deseja realizar no povo de Deus nesses últimos dias,  mas precisamos enxergar e compreender o porquê do inimigo estar atacando a muitos com ensinamentos heréticos sobre o Espírito Santo.

Por tudo que a palavra de Deus nos ensina devemos manter firme a convicção de que estamos vivendo a dispensação do Espírito e que o nosso Senhor Espírito Santo é Deus. Convictos destas afirmações devemos estar atentos para que mesmo não tendo sido enganados com falsos ensinamentos sobre o Senhor Espírito Santo, não estejamos entre aqueles que estão na PRÁTICA rejeitando e levando outros a também rejeitarem a maior obra que o Senhor Espírito Santo deseja realizar em nossa vida que é o pleno aperfeiçoamento do nosso caráter.

Não basta termos um conhecimento correto sobre o Deus Espírito Santo, se faz necessário também uma aceitação plena, real da obra maravilhosa que Ele deseja realizar no nosso coração.

  • O que acontece quando realmente entregamos o coração ao Espírito Santo.

1 – Seremos regenerados

“Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo,
Que abundantemente ele derramou sobre nós por Jesus Cristo nosso Salvador.” Tito 3:5-6

2 – Será visto em nós os frutos do Espírito

 “Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.” Gálatas 5:22-24

3 – Quando andamos no Espirito não somos escravos das concupiscências da carne

“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.” Gálatas 5:16

“Descrevendo aos discípulos a obra oficial do Espírito Santo, Jesus procurou inspirar-lhes a alegria e esperança que Lhe animavam o próprio coração. Regozijava-Se Ele pelas abundantes medidas que providenciara para auxílio de Sua igreja. O Espírito Santo era o mais alto dos dons que Ele podia solicitar do Pai para exaltação de Seu povo. Ia ser dado como agente de regeneração, sem o qual o sacrifício de Cristo de nenhum proveito teria sido. O poder do mal se estivera fortalecendo por séculos, e alarmante era a submissão dos homens a esse cativeiro satânico. Ao pecado só se poderia resistir e vencer por meio da poderosa operação da terceira pessoa da Trindade, a qual viria, não com energia modificada, mas na plenitude do divino poder. É o Espírito que torna eficaz o que foi realizado pelo Redentor do mundo. É por meio do Espírito que o coração é purificado. Por Ele torna-se o crente participante da natureza divina. Cristo deu Seu Espírito como um poder divino para vencer toda tendência hereditária e cultivada para o mal, e gravar Seu próprio caráter em Sua igreja.” Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, pág. 510

“A obra salvadora de Cristo inclui Sua obra transformadora em nós. Em nada depende de nós a experiência do novo nascimento; é absolutamente uma obra do Espírito Santo. ‘Se bem que o vento seja invisível, seus efeitos são vistos e sentidos. Assim a obra do Espírito sobre a alma revelar-se-á em cada ato daquele que lhe experimentou o poder salvador. Quando o Espírito de Deus toma posse do coração, transforma a vida. Os pensamentos pecaminosos são afastados, renunciadas as más ações; o amor, a humildade, a paz tomam o lugar da ira, da inveja e da contenda. A alegria substitui a tristeza, e o semblante reflete a luz do Céu. Ninguém vê a mão que suspende o fardo, nem a luz que desce das cortes celestiais. A bênção vem quando, pela fé, a alma se entrega a Deus. Então, aquele poder que olho algum pode discernir, cria um novo ser à imagem de Deus.’”  – Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, pág. 173. (Ver 1 Ped. 1:22-23); Lição da Escola Sabatina 3° trim. 95”Iluminados pelo Espírito”, lição 5 pág. 2

  • Santificação do homem e a guarda do sábado

Definitivamente precisamos entender que além da guarda do sábado, é necessário que eu aceite também a plena purificação que o Senhor quer realizar em minha vida, porque “a fim de santificar o sábado, os homens precisam ser eles próprios santos.

“Nenhuma outra das instituições dadas aos judeus tendia a distingui-los tão completamente das nações circunvizinhas, como o sábado. Era intenção do Senhor que sua observância os designasse como adoradores Seus. Seria um sinal de sua separação da idolatria, e ligação com o verdadeiro Deus. Mas a fim de santificar o sábado, os homens precisam ser eles próprios santos. Devem, pela fé, tornar-se participantes da justiça de Cristo. Quando foi dado a Israel o mandamento: “Lembra-te do dia do sábado, para o santificar” (Êxo. 20:8), o Senhor lhes disse também: “E ser-Me-eis homens santos.” Êxo. 22:31. Só assim poderia o sábado distinguir Israel como os adoradores de Deus. Ao se apartarem os judeus do Senhor, e deixarem de tornar a justiça de Cristo sua pela fé, o sábado perdeu para eles sua significação.”  DTN, pág. 283

Que seja o nosso desejo a transformação e purificação que o Senhor Deus quer operar em nós completamente. Não sejamos apenas “adoradores do sábado”. Sejamos definitivamente adoradores do Senhor do sábado, honrando e glorificando Seu nome, dando testemunho do Seu poder em nos transformar e no capacitar para uma vida realmente santificada. Que seja o nosso grande desejo ter TODA a lei de Deus escrita em nosso coração. Assim estaremos vivendo e andando com Deus, além de refletir o seu caráter.

“Porque este é o concerto que, depois daqueles dias, farei com a casa de Israel, diz o Senhor: porei as Minhas leis no seu entendimento e em seu coração as escreverei; e Eu lhes serei por Deus, e eles Me serão por povo.”  Heb. 8:10.

“Para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo.” Fil. 2:15 

Que o nosso Deus seja verdadeiramente louvado e glorificado em nossa vida! Clame a Deus para que Sua obra seja executada em nós.

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: