Obediência: fruto do reavivamento

obediência

O comentário de Sábado a tarde nos traz a linda história de Evan Roberts. Um jovem de 26 anos que liderou um movimento de reavivamento no País de Gales em 1904, quando se uniu aos amigos da igreja fazendo intercessão, estudando a Bíblia e compartilhando a fé. O comentário diz assim:

“Em resposta, o Espírito Santo foi derramado. Vidas foram transformadas. Em seis meses, houve 100 mil conversões no pequeno País de Gales. Os resultados desse reavivamento foram visto em todo o país. Durante todo o dia milhares de pessoas se aglomeraram nas igrejas para orar. Trabalhadores das minas de carvão, rudes e que viviam praguejando, foram transformados em senhores bondosos e corteses. Mesmo os pôneis das minas de carvão tiveram que aprender novas palavras de comando, porque os mineiros não estavam mais praguejando sobre eles! Vidas obedientes e transformadas brotavam de corações convertidos. Essa é uma evidência irrefutável do verdadeiro reavivamento.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 31 – Lição de Aluno, pág. 55 – Lição deProfessor

Esta história está também relatada no livro O Reavivamento Prometido do mesmo autor da lição, o Pr. Mark Finley. No relato do livro, ele coloca uma informação imprescindível que não foi relatada no comentário da lição. Segue a informação:

“(…) Evan Roberts, de 26 anos, tinha orado por treze anos para que sua vida fosse totalmente controlada pelo Espírito Santo. Ele implorou a Deus por um coração não dividido, um coração totalmente comprometido com o reino de Deus. Evan frequentemente orava noite adentro intercedendo pelos adolescentes e jovens de sua igreja.” O Reavivamento Prometido, pág. 11 (destaque acrescentado)

Esta informação é importantíssima ao fato da obediência ser fruto do reavivamento verdadeiro. O coração não dividido é um coração decidido, um coração que quer estar cheio de Deus. Ou ele é conduzido pelo Espírito Santo ou é conduzido pelo inimigo. O coração dividido ainda é do inimigo. Evan Roberts orava para ser obediente.

Em pesquisa a mais informações sobre o Reavivamento no País de Gales, encontramos na internet o mesmo relato acrescido de outra informação preciosa:

“No dia seguinte Evan Roberts reuniu os jovens da igreja e começou a passar a sua visão para o avivamento. Ele ensinou que o povo orasse uma oração simples: “Envia o Espírito Santo agora, em nome de Jesus Cristo”. Roberts também enfatizou quatro pontos fundamentais para o avivamento:

  • A confissão aberta de qualquer pecado não confessado;
  • O abandono de qualquer ato duvidoso;
  • A necessidade de obedecer prontamente tudo que o Espírito Santo ordenasse;
  • A confissão de Cristo abertamente.” (O Fogo do Reavivamento, por Wesley L. Duewel – http://www.avivamentoja.com/ pmwiki.php?n=Passado.Gales)

Vemos assim a grande necessidade de comunhão com Deus. A obediência é o fruto desta comunhão. O pecado nos separa de Deus. Louvado seja o Senhor do universo que nos concede o Santo Espírito para nos guiar na verdade e transformar a nossa vida.

Obediência

Ao criar o Adão e Eva, Deus os instruiu na maneira em que deveriam viver. Mas foi pela desobediência às instruções divinas que Adão e Eva conheceram o pecado, amaldiçoando toda a Terra. Agora para nosso tempo, Deus quer nos restaurar ou recriar para a eternidade.

Ellen G. White, a serva do Senhor, descreve esta questão da seguinte maneira: “Adão e Eva ousaram transgredir as ordens do Senhor, e o terrível resultado de seu pecado deveria constituir uma advertência para nós, a fim de não seguirmos seu exemplo de desobediência. … Não existe genuína santificação a não ser pela obediência à verdade. Aqueles que amam a Deus de todo o coração, também hão de amar a todos os Seus mandamentos. O coração santificado anda em harmonia com os preceitos da lei de Deus; porque eles são santos, justos e bons.” Santificação, pág. 67.

Como vimos, Deus espera homens e mulheres comprometidos com suas orientações e com Sua vida. Ele quer que o obedeçamos por amor a Ele. Assim descrevem os textos bíblicos a seguir:

“Porque esta é a aliança que depois daqueles dias farei com a casa de Israel, diz o Senhor; Porei as minhas leis no seu entendimento, E em seu coração as escreverei; E eu lhes serei por Deus, E eles me serão por povo;” Hebreus 8:10

“Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração.” Salmos 40:8

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” 2 Timóteo 3:16-17

Tipos de obediência

Possuímos 2 tipos de obediência:

  • Obediência por Amor com intensidade plena
  • Obediência legalista e parcial

A primeira por amor é o desejo de Deus. Sendo de intensidade plena denota-se que não deve existir coração dividido. O coração deve estar cheio do Senhor Espírito Santo conduzindo-nos para um relacionamento de amor, comunhão e compromisso em refletir o caráter de Cristo.

“Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.” Mateus 6:24

Por obediência legalista entende-se o cumprimento aos mandamentos de Deus motivados pela obrigação ou pelo medo de perder a salvação. Nesta obediência a motivação, infelizmente não é o amor. A intensidade da obediência neste caso, é parcial, ou seja, conseguimos manter obediência acreditando que entre um erro ou outro, seremos perdoados pelo amor de Deus, mesmo tendo consciência do pecado cometido. Devemos lembrar que não foi a quantidade de mordidas ou de frutos comidos que condenaram Adão e Eva no Éden, mas o pecado deles foi a desobediência à ordem de Deus.

“Mas unicamente vivendo em obediência a Sua palavra podemos pedir o cumprimento das promessas que nos faz. O salmista diz: “Se eu atender à iniqüidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá.” Sal. 66:18. Se Lhe prestamos apenas uma obediência parcial, com a metade do coração, Suas promessas não se cumprirão em nós.” Patriarcas e Profetas, pág. 227

Sobre a verdadeira obediência a serva do Senhor diz: “Unicamente aqueles que prestarem a Deus plena e implícita obediência, serão aptos para as mansões de cima. Deus sabe que não apreciaríamos Seus mais raros dons se não fôssemos perfeitamente submissos para Lhe obedecer, tendo sempre em vista a Sua glória. E em observar o caminho do Senhor há grande recompensa.” Nos Lugares Celestiais, Meditação Matinal – 1968, pág. 155

Interessante observar que a lição menciona sobre o fato da obediência plena possuir um alto preço. Temos vários exemplos na Bíblia e mesmo na história de pessoas que sofreram martírio por manterem-se fiéis e obedientes ao Senhor. Devemos levar em consideração que mesmo nós, nos dias finais deste mundo, poderemos passar pela mesma provação e se amarmos a Deus plenamente, iremos glorificá-Lo com nossa vida. A lição traz a seguinte frase: “Não está fora do campo das possibilidades que alguém que esteja lendo estas palavras agora um dia tenha que entregar a vida por causa do Senhor.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 33 – Lição de Aluno, pág. 57 – Lição deProfessor

Existe um modelo de obediência?

Sim! Existe. O Senhor Jesus Cristo. Podemos ter certeza desta afirmação nos seguintes textos:

“De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” Filipenses 2:5-8

“Aquele que subsistiu “em forma”, ou na própria essência de Deus, “aniquilou-Se a Si mesmo (RC; ou, como se diz o texto original grego do Novo Testamento), “a Si mesmo Se esvaziou” de Seus privilégios e prerrogativas como igual a Deus e se tornou “servo”. Jesus era um servo da vontade do Pai. Ele “a Si mesmo Se humilhou, tornando-Se obediente até a morte e morte de cruz” (Fp 2:8). Jesus deu um exemplo do que é uma vida cheia do Espírito Santo. É uma vida de obediência voluntária e humilde submissão à vontade do Pai. É uma vida de oração, dedicada ao serviço e ministério e dominada pelo desejo ardente de ver pessoas salvas no reino do Pai.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 36 – Lição de Aluno, pág. 60 – Lição de Professor

“O Grande Mestre veio ao nosso mundo para estar à testa da humanidade, e desse modo erguê-la e santificá-la por meio de Sua santa obediência a todos os requisitos divinos, mostrando que é possível obedecer a todos os mandamentos de Deus. Ele demonstrou que uma vida toda de obediência é possível. Como o Pai deu o Seu Filho, assim Ele dá ao mundo homens escolhidos, representativos, para exemplificarem em sua vida a vida de Jesus Cristo. Manuscrito 1, 1892.” O Cuidado de Deus, Meditação Matinal – 1995, pág. 344

A obediência tal qual a de Cristo é o alvo ou nível de obediência esperado de nós. O mesmo poder espiritual disponível para a vitória de Cristo é extensivo a nós também.

A obediência de Cristo a Seu Pai era a mesma obediência que é requerida do homem. O homem não pode vencer as tentações de Satanás sem combinar o poder divino com o seu auxílio. Assim foi com Jesus Cristo: Ele podia lançar mão do poder divino. Ele não veio ao nosso mundo para prestar a obediência de um Deus inferior a um superior, mas como homem, para obedecer à Santa Lei de Deus, e desta maneira Ele é nosso exemplo. O Senhor Jesus veio ao nosso mundo, não para revelar o que Deus podia fazer, e, sim, o que o homem podia realizar, mediante a fé no poder de Deus para ajudar em toda emergência. O homem deve, pela fé, ser participante da natureza divina e vencer toda tentação com que é assaltado.” Nossa Alta Vocação, Meditação Matinal – 1962, pág. 46

A obediência, o Senhor Espírito Santo e nós

Queremos chamar a atenção dos irmãos para dois personagens importantíssimos desta lição:

  1. O Senhor Espírito Santo – em todas as páginas da lição, em cada dia de estudo, é mencionado a pessoa especial do Senhor Espírito Santo. Ele atuava na vida de Cristo desde o Seu nascimento. Atuou também na vida dos seguidores de Cristo sendo imprescindível na conversão dos mesmos, transformando-os em novas criaturas em Cristo Jesus (2ª Cor. 5:17). Louvado seja o Senhor Deus porque o mesmo poder transformador de vidas está disponível a nós. A serva do Senhor assim escreveu a respeito do Senhor Espírito Santo: “A promessa do Espírito Santo não é limitada a algum século ou raça. Cristo declarou que a divina influência do Espírito deveria estar com Seus seguidores até o fim. Desde o dia do Pentecoste até ao presente, o Confortador tem sido enviado a todos os que se rendem inteiramente ao Senhor e a Seu serviço. A todos os que aceitam a Cristo como um Salvador pessoal, o Espírito Santo vem como consolador, santificador, guia e testemunha. Quanto mais intimamente os crentes andam com Deus, tanto mais clara e poderosamente testificam do amor do Redentor e da Sua graça salvadora. Os homens e mulheres que através dos longos séculos de perseguição e prova desfrutaram, em larga escala, a presença do Espírito em sua vida, permaneceram como sinais e maravilhas no mundo. Revelaram, diante dos anjos e dos homens, o transformador poder do amor que redime.” Atos dos Apóstolos, p. 49 – Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 37 – Lição de Aluno, pág. 61 – Lição de Professor
  2. Segundo personagem: Nós. Sim, eu e você. Os estudantes da lição. Somos importantíssimos porque tudo pode mudar com nossa atitude de entrega e obediência. Os discípulos Cristo só tiveram a transformação real quando buscaram de coração e receberam o Senhor Espírito Santo na vida deles. Precisamos envolver-nos em busca do verdadeiro reavivamento como fez Evan Roberts. Precisamos entregar-nos a Deus e deixá-Lo fazer a obra que já iniciou. Não podemos achar que a maneira que estamos vivendo esteja agradando a Deus e que isto seja o máximo de nossa obediência. Nosso alvo precisa estar além do que enxergamos. Precisamos enxergar com os olhos da fé. É preciso que nos deixemos esvaziar e mudar nossa vida pelo Senhor Espírito Santo. Esta promessa é para agora. Não deixemos passar nem um dia a mais para tomarmos uma atitude inteligente de estar ao lado do Amor de Deus. Coloquemo-nos à disposição dEle em nome de Jesus!

“A promessa pessoal de Cristo através do Espírito Santo é purificadora. O Espírito Santo busca o íntimo do nosso ser. Ele penetra em nossos pensamentos, purifica nosso coração e concede poder à nossa vida espiritual. (…) Jesus promete trabalhar através do ministério do Espírito Santo em nossa vida para completar o que Ele começou.” O Reavivamento Prometido, pág. 52

“Você pode não ser tudo o que deseja ser, mas não é o que foi um dia. E o Espírito Santo está agora apelando para que possa ir mais fundo ainda. (…) O poder que Deus quer nos dar hoje é o poder de superar os pecados que nos assediam. É o poder sobre os hábitos viciantes e pensamentos impuros. É o poder de vencer as más palavras e atos impensados.” O Reavivamento Prometido, pág. 53

“Cristo tomou a humanidade e suportou o ódio do mundo para que pudesse revelar a homens e mulheres que estes poderiam viver sem pecado, que suas palavras, atos, seu espírito, poderiam ser santificados para Deus. Podemos ser cristãos perfeitos se manifestarmos esse poder em nossa vida. Quando a luz do Céu repousar sobre nós continuamente, representaremos a Cristo. Foi a justiça revelada em Sua vida que O distinguiu do mundo e despertou seu ódio. As palavras de Cristo são ditas para Seu povo em todas as épocas – para nós sobre quem o fim dos séculos é chegado. Manuscrito 97, 1909.” Olhando para o alto, Meditação Matinal – 1983, pág. 297

Deus seja Louvado em nossos lábios e em nossa vida de obediência!

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: