Reavivamento Prometido: missão cumprida

 Reavivamento

“Porque a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver de maneira sensata, justa e piedosa nesta era presente, enquanto aguardamos a bendita esperança: a gloriosa manifestação de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo.” Tito 2:11-13 (NVI)

“O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Pelo contrário, ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento.” 2 Pedro 3:9 (NVI)

Por estes textos percebemos claramente que o Senhor deseja a salvação de todos. Para isso, Ele está concedendo agora a chuva Temporã e em breve, concederá a chuva Serôdia para aqueles que estiverem preparados.

A verdadeira preparação se fará através da purificação de nossa vida ao buscarmos refletir o caráter de Cristo no tempo da Chuva Temporã que vem sobre nós agora. E somente por esta purificação e transformação através do Senhor Espírito Santo, é que seremos dignos de recebermos a Chuva Serôdia.

Ellen G. White afirma assim: “A chuva serôdia, amadurecendo a seara da Terra, representa a graça espiritual que prepara a igreja para a vinda do Filho do homem. Mas a menos que a chuva temporã haja caído, não haverá vida; a ramagem verde não brotará. Se a chuva temporã não fizer seu trabalho, a serôdia não desenvolverá a semente até a perfeição.” Testemunhos Para Ministros, pág. 506.

Ser purificado agora para não ser consumido no futuro

“O estudioso LeRoy Froom explica a expressão “batismo de fogo: “trata-se aqui de uma frase explicativa, completando a idéia. É a maneira escriturística de repetir para salientar e reforçar um só pensamento. Devemos ser batizados com fogo divino agora para escaparmos da destruição do fogo consumidor mais tarde “(A Vinda do Consolador, p.265, 266). A presença pessoal de Cristo, por intermédio do Espírito Santo, é uma presença purificadora. O Espírito Santo sonda íntimo de nosso ser, penetra os pensamentos, purifica o coração e fortalece a vida espiritual.” Comentário Adicional na Lição de Professor, pág. 168

Nossa dificuldade em compreender e aceitar quando e o quanto o Senhor quer e pode nos purificar na chuva Temporã, é na verdade o motivo de não estarmos preparados para recebermos a chuva Serôdia. Vejamos que o Pr. Mark Finley, autor da lição, reconhece que realmente não estamos preparados para recebermos a chuva Serôdia:

“A razão pela qual Deus nos pede que oremos pelo Espírito Santo não é que Ele não esteja disposto a nos dar o Espírito, mas porque não estamos preparados para recebê-Lo.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 90 – Lição de Aluno; pág. 162 – Lição de Professor

A lição da escola sabatina traz uma pergunta interessante para iniciarmos um entendimento do preparo que precisamos ter, para recebermos o Espírito Santo. As respostas a estas perguntas nos esclarecerão sobre nossa falta de preparo:

“Quais são os pré-requisitos para receber a chuva serôdia? Por que o Espírito Santo ainda não foi derramado na plenitude do poder?” Comentário Adicional na Lição de Professor, pág. 166

QUAIS SÃO OS PRÉ-REQUISITOS PARA RECEBER A CHUVA SERÔDIA?

  • Oração;
  • nosso desejo de receber;
  • plena purificação dos pecados.

Já afirmamos anteriormente a necessidade da purificação plena para recebermos a Chuva Serôdia e agora, apresentaremos mais alguns textos do Espírito de profecia que confirmam esta necessidade:

“Vi que ninguém poderia participar do “refrigério” a menos que obtivesse a vitória sobre toda tentação, orgulho, egoísmo, amor ao mundo, e sobre toda má palavra e ação. Deveríamos, portanto, estar-nos aproximando mais e mais do Senhor, e achar-nos fervorosamente à procura daquela preparação necessária para nos habilitar a estar em pé na batalha do dia do Senhor.” Primeiros Escritos, pág. 71.

“Cumpre-nos remediar os defeitos de caráter, purificar de toda a contaminação o templo da alma. Então a chuva serôdia cairá sobre nós, como caiu a temporã sobre os discípulos no dia de Pentecoste.” Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 69. Eventos Finais pág. 192

UM ALERTA! – Os que não estão buscando a purificação plena agora esperando que as falhas sejam supridas pela chuva Serôdia “estão cometendo um erro terrível”. Eis a confirmação desta afirmação:

“Muitos têm, em grande parte, deixado de receber a chuva temporã. Não têm obtido todos os benefícios que Deus assim para eles tem provido. Esperam que as falhas sejam supridas pela chuva serôdia. Quando a maior abundância da graça estiver para ser outorgada, tencionam abrir o coração para recebê-la. Estão cometendo um erro terrível.” Testemunhos Para Ministros  pág.  506 -507 (O Batismo do Espírito Santo pág. 60)

 

POR QUE O ESPÍRITO SANTO AINDA NÃO FOI DERRAMADO NA PLENITUDE DO PODER?

Já vimos que a plena purificação é um dos pré-requisitos para recebermos a plenitude do Espírito Santo. Agora não fica difícil sabermos o porquê de não recebermos a Chuva Serôdia. Basta olharmos para nossa vida ainda apegada ao pecado e nossa religiosidade apenas superficial para entendermos porque pedimos, pedimos e não recebemos a tão necessária chuva Serôdia. 

Em nome de Jesus clamamos que mudemos de vida e almejemos aquilo que realmente tem valor:

“Mas, tudo o que é exposto pela luz torna-se visível, pois a luz torna visíveis todas as coisas. Por isso é que foi dito: “Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo resplandecerá sobre ti“. Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus. Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor.” Efésios 5:13-17 (NVI)

Lição reavivamento e reformaPERGUNTAS DA INTRODUÇÃO DA LIÇÃO

No início do trimestre desafiamos nossos irmãos a responderem as perguntas que encontramos na introdução da lição Reavivamento e Reforma:

  1. Será que Deus está esperando algum momento mágico para derramar o Espírito Santo sobre a igreja?
  2. O que significa uma vida cheia do Espírito?
  3. Há algo que possamos fazer para cooperar com Deus, a fim de receber o Espírito Santo?
  4. Onde começam o reavivamento e a reforma?

A seguir alguns textos que encontramos na lição, na bíblia e no Espírito de Profecia onde temos as respostas para estas perguntas:

1. Será que Deus está esperando algum momento mágico para derramar o Espírito Santo sobre a igreja?

“A promessa do Espírito Santo não é limitada a algum século ou raça.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 61 – Lição de Professor

“No cenáculo, os discípulos arrependeram-se e confessaram seus pecados a Deus e uns aos outros. Foram reconciliados com Deus e unidos aos irmãos. Prepararam o coração para receber o derramamento do Espírito Santo no Pentecostes. O pecado impede esse mesmo derramamento em nossa vida, bloqueando o fluxo do Espírito de Deus. Arrependimento e confissão de pecados específicos abrem os canais obstruídos da alma, para que recebamos o mais precioso dom de Deus, o Espírito Santo em sua plenitude. Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 75 – Lição de Professor

“Quando a igreja de Cristo estiver unida, focalizada na mensagem e apaixonada pela missão, o reavivamento virá.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 88 – Lição de Professor

“A descida do Espírito Santo sobre a igreja é olhada como estando no futuro; é, porém, o privilégio da igreja tê-la agora. Buscai-a, orai por ela, crede nela. Precisamos tê-la, e o Céu espera para concedê-la. Evangelismo, pág. 701.”  Eventos Finais pág. 109

É bom que todos possam compreender claramente que o Senhor não está esperando algum “momento mágico” para nos conceder a chuva Serôdia. Ele deseja nos conceder essa graça maravilhosa agora! É a nossa rebeldia, despreparo e prioridades mundanas que estão impedindo que o Senhor derrame sobre nós a plenitude do Espírito Santo. Misericórdia Senhor!

Irmãos, até quando?

2. O que significa uma vida cheia do Espírito?

“Enfatize que a mensagem a Laodiceia, em Apocalipse 3, é o apelo de Deus para irmos além da experiência cristã casual (que nos custa pouco), para uma vida de total comprometimento com Jesus. Esse apelo não é apenas para abandonarmos atitudes e hábitos que nos separam de Jesus, mas para conhecermos e amarmos a Cristo de modo tão profundo que jamais pensaríamos em desagradar Aquele que tanto nos ama.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 10 – Lição de Professor

“Jesus deu um exemplo do que é uma vida cheia do Espírito Santo. É uma vida de obediência voluntária e humilde submissão à vontade do  Pai. E uma vida de oração, dedicada ao serviço e ministério e dominada pelo desejo ardente de ver pessoas salvas no reino do Pai.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 60 – Lição de Professor

“Como é uma vida cheia do Espírito Santo? Considere a vida de Jesus, e você perceberá uma vida cheia do Espírito. Ele nasceu do Espírito, recebia diariamente a plenitude do Espírito, foi batizado pelo Espírito e ministrava no poder do Espírito (Lc. 1:35; 4,18; Mt. 3:11-17). Jesus viveu para glorificar oi Pai. Em Sua vida, revelou como era o Pai. Por isso Ele disse: “Eu faço sempre o que Lhe agrada” (João 8:29). Ele foi um filho obediente, comprometido em fazer a vontade do Pai, vivendo para glorificar a Deus (Hb. 5:8; Mt. 26:39; Jo. 17:4). Sua vida refletiu o fruto do verdadeiro reavivamento: uma vida obediente.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 64 – Lição de Professor

 “A transformação do caráter é o testemunho de que Cristo habita no ser. O Espírito de Deus produz nova vida na alma, levando os pensamentos e os desejos à obediência à vontade de Cristo, e o homem interior é renovado segundo a imagem de Deus.” Profetas e Reis, pág. 225. (A Vinda do Consolador, pág. 63)

“O Espírito Santo procura habitar em cada alma. Caso Ele seja bem-vindo com hóspede honrado, os que O receberem se tornarão completos em Cristo. A boa obra começada será terminada; os pensamentos santos, as celestiais afeições e os atos semelhantes aos de Cristo tomarão o lugar dos pensamentos impuros, dos sentimentos perversos e dos atos obstinados.” Conselhos Sobre Saúde, pág. 561 (A Vinda do Consolador, pág. 62)

“É pelo Espírito Santo que o coração é purificado. Por meio do Espírito, o crente torna-se participante da natureza divina. Cristo concedeu o Seu Espírito como um poder divino para vencer todas as tendências para o mal, quer hereditárias, quer cultivadas, e imprimir na Igreja o Seu caráter. […]Review and Herald, 19 de novembro de 1908.  (Minha Consagração Hoje, pág. 46)

3. Há algo que possamos fazer para cooperar com Deus, a fim de receber o Espírito Santo?

“Só podemos esperar um reavivamento em resposta a oração.” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 121). Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 16 – Lição de Professor

“Fazer o que Deus diz, mesmo que isso seja contrário aos nossos desejos pessoais, prepara-nos para receber a plenitude do poder do Espírito Santo.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 16 – Lição de Professor

“Arrependimento e confissão são dois prerrequisitos necessários para que recebamos o poder do Espírito Santo em abundância.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 68 – Lição de Professor

“É ’a bondade de Deus’ que  nos leva ao arrependimento.É o poder de convencimento do Espírito Santo que nos conscientiza da necessidade de um Salvador que perdoa os pecados. Ao mesmo tempo, devemos lembrar que o Espírito Santo não enche corações  impenitentes. (RO. 2:8; Atos 2:38,39; 3:19). Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 69 – Lição de Professor

“No cenáculo, os discípulos arrependeram-se e confessaram seus pecados a Deus e uns aos outros. Foram reconciliados com Deus e unidos aos irmãos. Prepararam o coração para receber o derramamento do Espírito Santo no Pentecostes. O pecado impede esse mesmo derramamento em nossa vida, bloqueando o fluxo do Espírito de Deus. Arrependimento e confissão de pecados específicos abrem os canais obstruídos da alma, para que recebamos o mais precioso dom de Deus, o Espírito Santo em sua plenitude.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 75 – Lição de Professor

“A ‘unidade’, ou harmonia dos discípulos preparou o coração deles para receber a plenitude do poder do Espírito Santo. […] É importante notar que somente depois que os discípulos entraram em união perfeita, quando não mais contendiam pelas posições mais elevadas, o Espírito Santo foi derramado. Estavam unânimes. Todas as divergências haviam sido postas de lado.” (Ellen G. White, Conselhos Para Igreja, p. 98). Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 82 – Lição de Professor

“Quando os obreiros tiverem a presença permanente de Cristo em seu coração, quando estiver morto todo egoísmo, quando não mais houver nenhuma rivalidade, nenhuma contenda por supremacia, quando existir unidade, quando eles se santificarem de maneira que o amor de uns pelos outros seja visto e sentido, então as chuvas da graça do Espírito Santo hão de vir tão seguramente sobre eles como é certo que a promessa de Deus não falhará em um jota ou em um til” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 175) Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 152 – Lição de Professor

4-   Onde começam o reavivamento e a reforma?

“Um reavivamento da verdadeira piedade entre nós, eis a maior e a mais urgente de todas as nossas necessidades. Importa haver diligente esforço para obter a bênção do Senhor, não porque Deus não esteja disposto a outorgá-la, mas porque nos encontramos carecidos de preparo para recebê-la. Nosso Pai celeste está mais disposto a dar Seu Espírito Santo àqueles que Lho peçam, do que pais terrenos o estão a dar boas dádivas a seus filhos. Cumpre-nos, porém, mediante confissão, humilhação, arrependimento e fervorosa oração, cumprir as condições estipuladas por Deus em Sua promessa para conceder-nos Sua bênção. Só podemos esperar um reavivamento em resposta à oração. Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 121.” Eventos Finais, pág. 189

“Um reavivamento da verdadeira piedade entre nós, eis a maior e a mais urgente de todas as nossas necessidades.” Está muito claro, o que precisa ser reavivado é a “verdadeira piedade.” Não é fácil definir piedade, mas nos ajudará muito saber quando começa a verdadeira piedade.

Quando começa a verdadeira piedade? “A verdadeira piedade começa quando termina toda transigência com o pecado.” O Maior Discurso de Cristo pág. 91

Precisamos entender e aceitar que o “reavivamento da verdadeira piedade” de que tanto precisamos começa quando termina toda transigência ou tolerância com o pecado. Precisamos parar de ficar justificando nossas atitudes pecaminosas. Ao buscarmos na graça de Deus poder para levarmos uma vida completamente santificada, uma vida sem nenhuma tolerância com o pecado, quando agirmos assim estaremos começando em nossa vida a verdadeira piedade.

A última geração de servos de Deus terá eliminado toda tolerância com o pecado. Pela graça de Deus serão purificados e levarão uma vida santa. Quando ocorrer este processo, os verdadeiros filhos de Deus iluminarão revelando Seu caráter neste mundo mergulhado em trevas.

Lembremos que, o primeiro passo é buscar poder em Deus para morrer o nosso eu e deixá-Lo viver em nós. Ao acontecer esta morte do eu, estaremos em total dependência de Deus, pois já será Ele quem viverá em nós e assim será eliminado a vontade de viver em pecado.

Agora, quando isso vai acontecer? Quando, de uma forma clara e objetiva, iremos no poder de Deus buscar nossa plena libertação da escravidão do pecado? Isso um dia acontecerá, gostaria muito que acontecesse em nossa geração.

Textos que revelam a obra final do povo de Deus na Terra

 “A Terra se encherá da glória de Deus. “A Terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar” (Hc 2:14). Em visão profética, João viu um anjo mensageiro descer do Céu “e a Terra se iluminou com a sua glória” (Ap 18:1). A glória de Deus, Seu caráter amoroso, será revelada através do poder do Espírito Santo a um mundo que espera e ao Universo expectante. Cada pessoa no planeta Terra terá a oportunidade de ouvir e compreender a mensagem de Deus para os últimos dias.” Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 163 – Lição de Professor

“Servos de Deus, com o rosto iluminado e a resplandecer de santa consagração, se apressarão de um lugar para o outro para proclamar a mensagem Céu. Por milhares de vozes em toda a extensão da Terra, será dada a advertência. Serão operados prodígios, os doentes serão curados, e sinais e maravilhas seguirão os cristãos “(Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 612). A obra na terra será concluída. Jesus virá. Todo o Céu e a Terra se alegrarão. Não há prioridade mais importante em nossa vida do que experimentar um reavivamento da graça de Deus em nosso coração, diariamente, e convidar Seu Espírito Santo para nos moldar á sua imagem (1Jo 3:1-3). Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 164 – Lição de Professor

Sua glória e Seu caráter

“Mediante o derramamento do Espírito Santo no poder da chuva serôdia, a Terra será iluminada com a gloria de Deus. Ocorrerá a maior manifestação do poder do Espírito Santo desde o Pentecoste. A luz da palavra de Deus penetra os mais escuros recantos da Terra. A glória de Deus é o seu caráter (Êx 33:18, 19). O eterno caráter de amor se manifestará em Seu povo, de modo que o mundo e o Universo expectante verão que a graça de Deus é suficiente para superar todos os poderes do mal. Na vida e no testemunho, a igreja revelará esse caráter de amor. Por intermédio do poder divino, a mensagem triunfara e Jesus virá (Mt. 24:14). Lição E. S. 3° Trim. 2013, pág. 168 – Lição de Professor

A última geração, vivendo a plenitude do Espírito revelará o caráter de Deus então Jesus voltará. Mais uma vez afirmamos que seria maravilhoso se isso acontecesse na nossa geração.

“Nesta última geração, a parábola do grão de mostarda deve alcançar notável e triunfante cumprimento. A pequena semente tornar-se-á uma árvore. A última mensagem de advertência e misericórdia deve ir “a toda nação, e tribo, e língua, e povo” (Apoc. 14:6), para “tomar deles um povo para o Seu nome” (Atos 15:14); e a Terra será iluminada por Sua glória. (Apoc. 18:1.)” Parábolas de Jesus, pág. 79

“Quando já o fruto se mostra, mete-lhe logo a foice, porque está chegada a ceifa.” Mar. 4:29. Cristo aguarda com fremente desejo a manifestação de Si mesmo em Sua igreja. Quando o caráter de Cristo se reproduzir perfeitamente em Seu povo, então virá para reclamá-los como Seus. Todo cristão tem o privilégio, não só de esperar a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, como também de apressá-la. (II Ped. 3:12.)  Se todos os que professam Seu nome produzissem fruto para Sua glória, quão depressa não estaria o mundo todo semeado com a semente do evangelho! Rapidamente amadureceria a última grande seara e Cristo viria recolher o precioso grão.” Parábolas De Jesus, pág. 69

Deus seja para sempre louvado!

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: