REJEIÇÃO DA JUSTIÇA DE CRISTO

Existe na igreja adventista uma discussão sobre se a Justificação Pela Fé apresentada em Mineápolis em 1888 foi aceita ou rejeitada pela liderança e pelos membros da igreja adventista. Logicamente existe argumentos usados pelas pessoas que defendem que houve rejeição ou aceitação. Eu particularmente acho essa discussão uma perda de tempo. É lógico que na prática houve rejeição. Prova disso que na prática essa rejeição continua. A Justificação Pela Fé é encontrada em livros e documentos da igreja, mas mesmo o conhecimento teórico a maioria dos membros não tem. Já na prática a Justificação Pela Fé é rejeitada pela grande maioria dos membros e líderes da nossa igreja, mesmo em nossos dias. Veremos uma clara comprovação de que na prática a justiça de Cristo continua sendo rejeitada pelo professo povo de Deus, no tempo presente, isso é assustador, mas é a pura realidade.

 Peço meus irmãos leiam esse trabalho e constatem essa triste realidade.

“Os preconceitos e opiniões que prevaleciam em Mineápolis de modo algum estão mortos; as sementes ali semeadas em alguns corações estão prestes a saltar para a vida e produzir idêntica colheita”. Testemunhos Para Ministros, p. 467. (Mensagem Escolhida, vol. 3, p. 161.

“A mensagem presente – justificação pela fé – é mensagem vinda de Deus; tem as credencias divinas, pois seu fruto é para santidade. […] Não existe um dentre cem, que compreenda por si mesmo a verdade bíblica sobre este assunto, tão necessário ao nosso bem-estar presente e eterno”. Mensagens Escolhidas, vol. 1, p. 359-360.

Isso, porém, eu sei, que nossas igrejas estão perecendo por falta de ensino sobre o assunto da justiça pela fé em Cristo, e verdades semelhantes“. Obreiros Evangélicos, p. 301.

Em Apocalipse vemos a triste condição vivida pelos laodiceanos, “miserável, e pobre, e cego, e nu”. Bom lembrar que nós somos os laodiceanos. 

“Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu”.  Apocalipse 3:16-17

Se os laodiceanos estão nus logicamente não possuem a vestes oferecidas por Deus para que “não apareça a vergonha”, da nossa nudez.

“Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas”. Apocalipse 3:18

Não possuem porque estão rejeitando as vestes oferecidas por Deus. As vestes, representa a justiça de Cristo, rejeitar as vestes é o mesmo que rejeitar a justiça de Cristo. É o mesmo que rejeitar na prática a obra que Deus deseja realizar em nós através da Justificação Pela Fé. Nos textos a seguir estaremos comprovando estas afirmações. Que o Senhor tenha misericórdia de nós!

A nudez dos laodiceanos representa “a necessidade da justiça de Cristo.

Que é que constitui a infelicidade e a nudez dos que se julgam ricos e abastados? É a necessidade da justiça de Cristo. Em sua própria justiça eles são representados como vestidos de trapos da imundícia, e, embora se encontrem nessa condição, eles se lisonjeiam pensando que estão vestidos com a justiça de Cristo. Poderia haver maior ilusão do que esta? Segundo é exposto pelo profeta, podem estar clamando: “Templo do Senhor, templo do Senhor, templo do Senhor é este” (Jer. 7:4), enquanto seu coração está cheio de tráfico profano e transações injustas. Os átrios do templo da alma podem ser o antro de inveja, orgulho, paixão, ruins suspeitas, amargura e formalismo vazio. Cristo olha pesarosamente para Seu povo professo que se sente rico e abastado no conhecimento da verdade, estando porém destituído da verdade na vida e no caráter e inconsciente de sua condição. Em pecado e descrença, consideram levianamente as advertências e os conselhos de Seus servos e tratam Seus embaixadores com escárnio e desdém, ao passo que suas palavras de censura são consideradas contos ociosos. O discernimento parece ter-se ausentado, e eles não conseguem fazer distinção entre a luz que Deus lhes envia e as trevas oriundas do inimigo de sua alma”. Este Dia Com Deus, MM 1980, pág. 226

Não copiar o caráter de Cristo é o mesmo que, estar nu, não possuir as vestes da justiça de Cristo.

“A menos que eles confiem na justiça de Cristo como sua única segurança, a menos que copiem Seu caráter, trabalhem em Seu espírito, estarão despidos, não possuem as vestes de Sua justiça”. SDABC, vol. 4, p. 1166.

Vestes brancas representam pureza de caráter! Representa o caráter puro e imaculado, que os verdadeiros seguidores de Cristo possuirão”.

“Os vestidos brancos são a pureza de caráter, a justiça de Cristo comunicada ao pecador. É na verdade uma vestimenta de textura celeste, que só se pode comprar de Cristo por uma vida de voluntária obediência.” Testemunhos Seletos vol. 1, p. 478

“A parábola das bodas apresenta-nos uma lição da mais elevada importância. Pelas bodas é representada a união da humanidade com a divindade; a veste nupcial simboliza o caráter que precisa possuir todo aquele que há de ser considerado hóspede digno para as bodas”. Parábolas de Jesus pág. 307

“Pela veste nupcial da parábola é representado o caráter puro e imaculado, que os verdadeiros seguidores de Cristo possuirão. Foi dado à igreja “que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente” (Apoc. 19:8), “sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante”. Efés. 5:27. O linho fino, diz a Escritura, “é a justiça dos santos”. Apoc. 19:8. A justiça de Cristo e Seu caráter imaculado, é, pela fé, comunicada a todos os que O aceitam como Salvador pessoal”. Parábolas de Jesus, p. 310

Como devemos viver? “Cumpre-nos viver, em Sua força, a vida de pureza, a vida nobre vivida pelo Salvador”.

“Como era Jesus revestido da natureza humana, assim pretende Deus que sejam os Seus seguidores. Cumpre-nos viver, em Sua força, a vida de pureza, a vida nobre vivida pelo Salvador. Testimonies, vol. 8, págs. 286 e 289. Filhos e Filhas de Deus, p. 21

Objetivo!

“Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo” Filipenses 2:15

Promessa maravilhosa do Senhor para nós no texto a seguir.

“Quando os que estão buscando a salvação se recusarem a fracassar ou se desanimar, encontrarão paz e descanso no Senhor. Cristo os vestirá com Sua justiça. Ele lhes proverá um coração puro e espírito novo”. Mensagens Escolhidas vol. 1 p. 400

Apenas os revestidos da justiça de Cristo poderão “suportar a glória de Sua presença”. Por que? Muito simples, quando Cristo voltar,a presença de Deus, que consome o pecado, tem de consumir-vos. Consumirá aqueles que continuam no pecado.

 “Unicamente os que se acham revestidos de Sua justiça poderão suportar a glória de Sua presença, quando Ele aparecer com ‘poder e grande glória’”. – Review and Herald, 9 de julho de 1908. (Cristo Nossa Justiça, p. 113)

Se vos apegais ao eu, recusando entregar a Deus a vossa vontade, estais preferindo a morte. Para o pecado, seja onde for que ele se encontre, Deus é um fogo consumidor. Se preferis o pecado, e vos recusais a abandoná-lo, a presença de Deus, que consome o pecado, tem de consumir-vos”. O Maior Discurso de Cristo, p. 62.

Até mesmo se “um pecado é nutrido na alma”, “O homem torna-se instrumento de injustiça”.

“Se um pecado é nutrido na alma, ou uma prática errônea conservada na vida, todo o ser é contaminado. O homem torna-se instrumento de injustiça”. O Desejado de Todas as Nações, p. 313

“Há muitos, muitos professos cristãos que estão aguardando a vinda do Senhor despreocupadamente. Não usam as vestes de Sua justiça. Podem professar ser filhos de Deus, mas não se purificaram do pecado. São egoístas e presunçosos. Sua vida é destituída de Cristo. Nem amam a Deus supremamente, nem ao próximo como a si mesmo. Não têm a ideia exata quanto ao que quer dizer santidade. Não enxergam os defeitos em si mesmos. Tão cegos estão eles, que não são capazes de perceber a sutil atuação o orgulho e da iniquidade. Vestem-se com os trapos da justiça própria, atacados de cegueira espiritual. Satanás lançou sua sombra entre eles e Cristo, e não têm desejo de estudar o puro, santo caráter do Salvador”. Ellen G. White, Review and Heral, 26 de fevereiro de 1901. (Cristo Nossa Justiça, p. 134 – 135).

Se mesmo lendo esse artigo você ainda não se convenceu que na prática a Justificação Pela Fé continua sendo rejeitada, eu convido você para divulgar mensagens como essas que mostrarei a seguir.

“’Vem o príncipe do mundo’, disse Jesus; ‘ele nada tem em Mim.’ João 14:30. Nada havia nEle que correspondesse aos sofismas de Satanás. Ele não consentia com o pecado. Nem por um pensamento cedia à tentação. O mesmo se pode dar conosco. A humanidade de Cristo estava unida à divindade; estava habilitado para o conflito, mediante a presença interior do Espírito Santo. E veio para nos tornar participantes da natureza divina. Enquanto a Ele estivermos ligados pela fé, o pecado não mais terá domínio sobre nós. Deus nos toma a mão da fé, e a leva a apoderar-se firmemente da divindade de Cristo, a fim de atingirmos a perfeição de caráter” O Desejado de Todas as Nações, p. 123.

“Cristo tomou a humanidade e suportou o ódio do mundo para que pudesse revelar a homens e mulheres que estes poderiam viver sem pecado, que suas palavras, atos, seu espírito, poderiam ser santificados para Deus. Podemos ser cristãos perfeitos se manifestarmos esse poder em nossa vida. Quando a luz do Céu repousar sobre nós continuamente, representaremos a Cristo. Foi a justiça revelada em Sua vida que O distinguiu do mundo e despertou seu ódio. […] As palavras de Cristo são ditas para Seu povo em todas as épocas – para nós sobre quem o fim dos séculos é chegado. Manuscrito 97, 1909. (MM 1983, Olhando Para o Alto, p. 297).

“Agora, enquanto nosso grande Sumo Sacerdote está a fazer expiação por nós, devemos procurar tornar-nos perfeitos em Cristo. Nem mesmo por um pensamento poderia nosso Salvador ser levado a ceder ao poder da tentação. Satanás encontra nos corações humanos algum ponto em que pode obter apoio; algum desejo pecaminoso é acariciado, por meio do qual suas tentações asseguram a sua força. Mas Cristo declarou de Si mesmo: “Aproxima-se o príncipe deste mundo, e nada tem em Mim.” João 14:30. Satanás nada pôde achar no Filho de Deus que o habilitasse a alcançar a vitória. Tinha guardado os mandamentos de Seu Pai, e não havia nEle pecado que Satanás pudesse usar para a sua vantagem. Esta é a condição em que devem encontrar-se os que subsistirão no tempo de angústia”. O Grande Conflito, p. 623. (Eventos Finais, p. 267).

Talvez você mesmo não aceite essa clara mensagem, se for o caso, você faz parte da maioria que está rejeitando na prática a Justificação Pela Fé. Se você leu e aceitou a mensagem, experimente divulgá-la na igreja. Você será chamado de perfeccionista, fanático, herege, e outras coisas mais. Será proibido de pregar e perderá seus cargos na igreja, caso os tenha. Será tratado de forma injusta pelos irmãos e pastores adventistas. Se não acreditar é só tentar. Eu sou testemunha viva do que estou afirmando, essas coisas aconteceram e continuam acontecendo comigo. Mesmo não tendo até hoje sido provado que eu estivesse ensinando algo que pudesse ser provado pela bíblia e Espírito de profecia que estava errado. Um pastor chegou a dizer que eu não poderia nem mesmo ser chamado para fazer uma oração. Logicamente deve haver exceções, pastores e membros que aceitam a verdade sobre Justificação Pela Fé, mas é fato, na prática, a grande maioria rejeita.  

Vamos mostrar um pouco daquilo que teólogos que são referência para nossos pastores publicam.

Vejam as críticas do Pr Almin Rodor sem dar referência provando que pessoas com tais crenças e expectativas existam fora da mente dele.

Perfeccionistas, por causa de sua compreensão superficial de pecado, facilmente se sentem ‘triunfante e vitoriosos’. Cometem o engano de se julgarem espiritualmente superiores, vítimas da síndrome do ‘já alcancei’. Concluem que, em algum momento, alcançarão um estágio de impecaminosidade absoluta e serão tão santos que não mais precisarão de Cristo”. Pr Almin Rodor, MM 2014, Encontros com Deus, p. 160

Vejam agora um pouco de George R. Knight 

 “Mas, conforme prova a ressurreição final dos que viveram em todas as eras, o Senhor pode, sim, levar para o Céu, sem qualquer risco, os que ainda cometem erros e pecados de ignorância e de omissão, problemas ainda enraizados no ‘pendor’ e nas limitações da carne pecaminosa, sem colocar todo o Céu em risco”. George R. Knight Pecado e Salvação p. 215

“[…] para Ellen White uma pessoa pode ser ao mesmo tempo impecável e ainda pecadora”. George R. Knight Pecado e Salvação p. 183

“Deus ainda tem um toque da perfeição a conceder aos santos por ocasião da segunda vinda, quando Ele ressuscitar os mortos e transladar os vivos (1 Co 15:42-56). George R. Knight Pecado e Salvação p. 221

George R. Knight  apresentando desculpa para o pecado.

“A redenção de Deus é completa e inclui a redenção do corpo. O problema com o nosso ‘corpo natural’ (ver 1 Cor 15:44) – o corpo com que nascemos – é sua tendência para o mal. Não bastasse isso, por ser corruptível, esse corpo abriga um cérebro imperfeito. Assim nossos processos mentais são limitados e distorcidos. Essas limitações por sua vez, restringem nossa capacidade de agir e reagir na vida diária. Junto com essas dificuldades, os seres humanos vivem em uma comunidade e em um mundo dominados por princípios anticristãos e princípios bastantes sedutores para as fraquezas do ‘corpo natural’”. George R. Knight, Pecado e Salvação p. 222

Eu poderia dar mais exemplos, mas caso você queira encontrar mais mensagens que na prática revela rejeição do que a Justificação Pela fé pode realizar em nós, você pode ter certeza de que não terá dificuldade de encontrar, pois essas mensagens caluniosas e que depreciam o poder de Deus podem ser encontradas facilmente, em muitas publicações da nossa igreja, igreja Adventista do Sétimo dia. Vejam o artigo. Suposições e Críticas Infundadas.

Até Mesmo na Igreja Adventista – Temos muito mais a temer de dentro do que de fora.Os obstáculos à força e ao êxito são muito maiores da parte da própria igreja do que do mundo. Os incrédulos têm direito de esperar que os que professam observar os mandamentos de Deus e ter a fé de Jesus, façam muito mais que qualquer outra classe para promover e honrar mediante sua vida coerente, seu exemplo piedoso, sua influência ativa, a causa que representamMas quantas vezes se têm os professos defensores verdade demonstrado o maior entrave ao seu progresso! A incredulidade com que se contemporiza, as dúvidas expressas, as sombras acariciadas, animam a presença dos anjos maus, e abrem o caminho para a execução dos ardis de Satanás. Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 122. (Eventos Finais, p. 97-98)

“Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens, ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Salvador Jesus Cristo; o qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniquidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras”. Tito 2:11-14

“E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”.  1 Tessalonicenses 5:23

“Portanto, amados, enquanto esperam estas coisas, empenhem-se para serem encontrados por ele em paz, imaculados e inculpáveis”. 2 Pedro 3:14, NVI.

Desperta professo povo de Deus!

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: