Ilha Com Habitantes Infectados Por Uma doença

Um médico vai para uma ilha sabendo que todos habitantes dessa ilha estão infectados por uma determinada doença. Esse médico leva para essa ilha a medicação capaz de tratar essa doença, detalhe importante, se trata de uma doença crônica, enquanto essas pessoas estiverem nessa ilha precisarão de tratamento contínuo, estando nessa ilha se interromperem o tratamento a doença volta a se manifestar com toda sua força.

Então esse médico ao chegar na ilha apresenta a medicação e diz porque levou. Mostra a medicação e dá o diagnóstico que revela a necessidade dessa medicação.

Logicamente os moradores dessa ilha precisam aceitar o diagnóstico para que sintam a necessidade do uso contínuo da medicação apresentada por esse médico.

Notem, se alguém dessa ilha nega ser verdadeiro esse diagnóstico estará chamando esse médico de incompetente e mentiroso. Negando ser verdadeiro o diagnóstico consequentemente, recusarão também a medicação, pois não sentirão a necessidade da mesma.

Aplicação dessa alegoria.

Ilha, nosso mundo: “Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só”. Romanos 3:11,12

Médico, Jesus: “Jesus, respondendo, disse-lhes: Não necessitam de médico os que estão sãos, mas, sim, os que estão enfermos;
Eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento”.
Lucas 5:31,32

Doença, o pecado. “Eis que em iniquidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe”. Salmos 51:5

Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”. Romanos 3:23

Jesus chega e nos dá o diagnóstico:

 “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós”. 1 João 1:8

“Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós”. 1 João 1:10

Medicação oferecida pelo Medico Jesus: A graça de Deus, o sangue de Jesus:

“Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado”. 1 João 1:7

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça”. 1 João 1:9

Tratamento contínuo enquanto estivermos nesse mundo não transformado.

Nós, os ramos, teremos de estar sempre conectados a Videira, sempre conectados ao nosso Médico, Jesus, caso queiramos ser curados e permanecer curados.

“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.
Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado. Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem” João 15:1-6

Resultado do tratamento seguindo rigorosamente as orientações do Médico Jesus: 

“Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado” Romanos 6:6

“Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu”. 1 João 3:6

“Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus”.1 João 3:9

“Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca”. 1 João 5:18

“Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados”. 1 Pedro 2:24

Uma coisa precisa ficar muito clara. Somente o médico Jesus tem capacidade para revelar a situação atual da pessoa, se a doença está sob controle ou não. Somente Deus tem capacidade de saber minhas intenções, conhecer meus sentimentos, nada em nossa vida passa desapercebido para Deus. Por isso temos na Bíblia essa oração do salmista. 

“Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno”. Salmos 139:23,24.

Entendendo o quão abrangente é a lei de Deus, entenderemos também o fato de somente Deus poder julgar a situação atual da pessoa em relação a doença chamada pecado.

“Diz o salmista: “A lei do Senhor é perfeita.” Quão admirável em sua simplicidade, sua amplitude e perfeição, é a lei de Jeová! É tão breve, que nos é possível decorar facilmente cada preceito, e todavia tão abrangente que exprime toda a vontade de Deus, e toma conhecimento não somente das ações exteriores, mas dos pensamentos e intenções, dos desejos e emoções do coração”. M E vol. 1 p. 217.

Não existe alguém nesse mundo que possa afirmar não ter a doença chamada pecado! Se alguém negar ser possuidor dessa doença estará chamando o médico Jesus de mentiroso, pois Ele nos disse que TODOS pecaram e carecem da glória de Deus.

Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”. Romanos 3:23

Todos nesse mundo possuem propensões, inclinações, tendências pecaminosas herdadas ou cultivadas que somente serão eliminadas ou subjugadas enquanto estiverem seguindo de forma correta o tratamento segundo as orientações do nosso Médico, nosso Senhor Jesus Cristo.

Repito, negou o diagnóstico parou o tratamento com as medicações, a doença chamada pecado volta a predominar com toda sua força. Vejamos novamente 1 João 1:8 e 1:10 na versão Fhillips.

 “Se assumimos a atitude de afirmar: ‘não tenho pecado’, simplesmente negamos o diagnóstico de Deus quanto à nossa condição e nos isolamos de ouvir o que Ele tem a nos dizer”. Lição da Escola Sabatina, Deus é Amor, 2° trim. de 1997, lição 2, pág. 6

 Precisamos entender que esses versículos estão revelando simplesmente o diagnóstico da doença chamada pecado, nesses versículos Deus não está afirmando que não existe solução para essa doença.

Ler o livro de 1 João e só destacar João 1:8 e 1:10 tentando provar a impossibilidade de plena libertação do pecado é o mesmo que você entrar em um consultório médico e sair levando apenas o diagnóstico de sua doença, ignorando tudo que o médico falou sobre a medicação e o resultado do tratamento se seguido criteriosamente segundo a orientação médica.

Imagina agora também essa possibilidade: A pessoa aceita o diagnóstico como sendo verdadeiro, mas não acredita que a medicação mencionada e oferecida gratuitamente pelo médico, pode neutralizar a doença, não acreditando a pessoa não leva a sério a medicação, usa a medicação de forma incorreta, não usa a dose necessária indicada pelo médico, interrompe o uso da medicação ou até mesmo, nem chega a fazer uso da medicação, e ainda mais, a pessoa baseada em sua experiência de fracasso sai afirmando que essa doença não pode ser neutralizada pela medicação como afirma o médico. Como essa pessoa estaria tratando esse médico que está tentando ajuda-la?  Descaso, ingratidão, menosprezo, descrença e outras coisas mais!

É exatamente assim que muitos estão tratando o Médico Jesus Cristo!

Temos uma doença terrível que precisa ser tratada, em nós mesmos não encontramos solução para essa doença, mas temos o privilégio de também termos um Médico capaz de fazer o impossível para nos salvar.

“Jesus, porém, olhando para eles, disse: Para os homens é impossível, mas não para Deus, porque para Deus todas as coisas são possíveis”. Marcos 10:27

“Mas ele respondeu: As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus”. Lucas 18:27

“Porque para Deus nada é impossível”. Lucas 1:37

Temos na palavra de Deus um exemplo de Deus tornando possível algo que é impossível para nós sem Deus. Pedro andando sobre as águas. Mateus 14:29 – 30. Para nós andar sobre as águas é algo impossível, mas Pedro conseguiu enquanto estava olhando para Jesus. É impossível para nós, com nosso próprio poder, viver livre do pecado, se livrar da escravidão do pecado, mas da mesma forma que Pedro fez algo impossível pelo poder de Deus, andar sobre as águas, nós também temos a nossa disposição a graça de Deus que torna possível o impossível para nós, viver livre do pecado enquanto estivermos olhando para Jesus. Logicamente assim como Pedro estava afundando quando desviou o olhar de Jesus, nós também, “afundaremos”, cairemos novamente na escravidão do pecado se desviarmos o olhar de Jesus.

 “Pondo a mão sobre o doente, porém, Jesus não sofreu nenhuma contaminação. Seu contato comunicou poder vitalizante. Foi purificada a lepra. O mesmo se dá quanto à lepra do pecadoprofundamente arraigada, mortal e impossível de ser purificada por poder humano. “Toda a cabeça está enferma e todo o coração fraco. Desde a planta do pé até a cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, e inchaços, e chagas podres”. Isa. 1:5 e 6. Mas Jesus, vindo habitar na humanidade, não recebe nenhuma contaminação. Sua presença tem virtude que cura o pecador. Quem quer que Lhe caia de joelhos aos pés, dizendo com fé: “Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo”, ouvirá a resposta: “Quero: sê limpo”. Mat. 8:2 e 3” O Desejado de Todas as Nações, p. 266

Acusação de Satanás

“Satanás declarou que os seres humanos não podiam viver sem pecar. Cristo passou por onde Adão tropeçou e caiu, e por uma vida sem pecado colocou a humanidade em terreno vantajoso, a fim de que cada qual pudesse estar perante o Pai, aceito no Amado. Review and Herald, 9 de março de 1905”. MM 1968, NOS LUGARES CELESTIAIS, p. 13.

O Que Cristo Veio Provar

“O homem caiu. A imagem de Deus nele se acha deformada. Por causa da desobediência ele se tornou depravado em suas inclinações e debilitado em suas faculdades, aparentemente incapaz de esperar qualquer outra coisa além de tribulação e castigo. Mas Deus, por intermédio de Cristo, planejou um escape, e diz a todos: “Portanto, sede vós perfeitos.” Mat. 5:48. O Seu propósito é que o homem seja correto e digno diante dEle, e assim o Seu plano não será frustrado. Ele enviou o Seu Filho a este mundo a fim de pagar a penalidade do pecado, e mostrar ao homem como viver uma vida sem pecado.” Signs of the Times, 30 de março de 1904. Cuidado de Deus, MM 1995, pág. 320

“Cristo tomou a humanidade e suportou o ódio do mundo para que pudesse revelar a homens e mulheres que estes poderiam viver sem pecado, que suas palavras, atos, seu espírito, poderiam ser santificados para Deus. Podemos ser cristãos perfeitos se manifestarmos esse poder em nossa vida. Quando a luz do Céu repousar sobre nós continuamente, representaremos a Cristo. Foi a justiça revelada em Sua vida que O distinguiu do mundo e despertou seu ódio”. Manuscrito 97, 1909’. MM 1983, Olhando Para o Alto, p. 297.

“Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais alvo do que a neve”. Salmos 51:7

“Cura-me, Senhor, e serei curado, salva-me, e serei salvo; porque tu és o meu louvor”. Jeremias 17:14

 Desperta professo povo de Deus!

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: