Pastores Adventistas Ajudando Satanás a Alcançar Seu Objetivo!

24º Crença Fundamental da igreja adventista.

24 – O Ministério de Cristo no Santuário Celestial

“Há um santuário no Céu, o verdadeiro tabernáculo que o Senhor erigiu, não o homem. Nele Cristo ministra em nosso favor, tornando acessíveis aos crentes os benefícios do Seu sacrifício expiatório oferecido uma vez por todas, na cruz. Ele foi empossado como nosso grande Sumo Sacerdote e começou Seu ministério intercessor por ocasião de Sua ascensão. Em 1844, no fim do período profético dos 2300 dias, Ele iniciou a segunda e última etapa de Seu ministério expiatório. É uma obra de juízo investigativo, a qual faz parte da eliminação final de todo pecado, prefigurada pela purificação do antigo santuário hebraico, no Dia da Expiação. Nesse serviço típico, o santuário era purificado com o sangue de sacrifícios de animais, mas as coisas celestiais são purificadas com o perfeito sacrifício do sangue de Jesus. O juízo investigativo revela aos seres celestiais quem dentre os mortos dormem em Cristo, sendo, portanto, nEle, considerado digno de ter parte na primeira ressurreição. Também torna manifesto quem, dentre os vivos, permanece em Cristo, guardando os mandamentos de Deus e a fé de Jesus, estando, portanto, nEle, preparado para a trasladação ao Seu reino eterno. Este julgamento vindica a justiça de Deus em salvar os que creem em Jesus. Declara que os que permanecem leais a Deus receberão o reino. A terminação desse ministério de Cristo assinalará o fim do tempo da graça para os seres humanos, antes do segundo advento. (Hb. 8:1-5; 4:14-16; 9:11-28; 10:19-22; 1:3; 2:16, 17; Dn. 7:9-27; 8:13, 14; 9:24-27; Nm. 14:34; Ez. 4:6; Lv. 16; Ap. 14:6,7; 20:12; 14:12; 22:12.)

Quando Cristo voltar já estará decidido quem foi salvo perla graça de Deus. É o que vemos claramente na 24º doutrina fundamental da igreja adventista.

O juízo investigativo revela aos seres celestiais quem dentre os mortos dormem em Cristo, sendo, portanto, nEle, considerado digno de ter parte na primeira ressurreição. Também torna manifesto quem, dentre os vivos, permanece em Cristo, guardando os mandamentos de Deus e a fé de Jesus, estando, portanto, nEle, preparado para a trasladação ao Seu reino eterno.

Na palavra de Deus vemos claramente que quando Cristo voltar o julgamento já foi realizado, Ele vem para “dar a cada um segundo a sua obra

“Quem é injusto, seja injusto ainda; e quem é sujo, seja sujo ainda; e quem é justo, seja justificado ainda; e quem é santo, seja santificado ainda. E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra”. Apocalipse 22:11,12.

Vejam a afirmação a seguir de George R. Knight, uma referência para os pastores adventistas:

Deus ainda tem um toque da perfeição a conceder aos santos por ocasião da segunda vinda, quando Ele ressuscitar os mortos e transladar os vivos (1Co 15:42-56). George R. Knight Pecado e Salvação p. 221

Se quando Cristo vem já está definido quem foi salvo e quem está perdido, e se aqueles que foram salvos precisam ainda de um “toque de perfeição” na volta de Jesus. Podemos então concluir que aqueles que foram salvos FORAM SALVOS AINDA EM PECADO, AINDA NO PECADO. Esse detalhe parece não ser percebido por aqueles que defendem a crença de que somente na volta de Jesus os salvos serão plenamente libertados do pecado.

Cristo salva DO pecado

Uma verdade ignorada por muitos adventistas é que Cristo veio nossa salvar DOS nossos Pecados e não NOS nossos pecados.

Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles”. Mateus 1:21

“Mas orar em nome de Cristo significa muito. Quer dizer que havemos de aceitar-Lhe o caráter, manifestar-Lhe o espírito e fazer Suas obras. A promessa do Salvador é dada sob condição. ‘Se Me amardes’, diz, ‘guardareis os Meus mandamentos’. João 14:15. Ele salva os homens, não EM pecado, mas DO pecado; e os que O amam manifestarão seu amor pela obediência”. O Desejado de Todas as Nações, p. 668.

Um Dia Será Tarde Demais

Quando Cristo vier, será então demasiado tarde para que os erros sejam corrigidos, demasiado tarde para que o caráter seja mudado, demasiado tarde para obter um caráter santo. Agora é o tempo da preparação; agora é o tempo em que podemos ter nossos defeitos removidos; agora é o tempo em que nossos pecados devem ser submetidos, de antemão ao juízo, ser confessados e pelo arrependimento obter perdão para nossos nomes. Carta 60, 1886”. MM Olhando Para o Alto p. 367

“Cremos sem dúvida alguma que Cristo está para vir em breve. Isso ‘não é uma fábula para nós, é uma realidade. […] Quando Ele vier, não nos purificará de nossos pecados, para remover de nós os defeitos de caráter, nem para nos curar das fraquezas do nosso temperamento e disposição. Se acaso essa obra tiver de ser efetuada em nós, será realizada totalmente antes daquela ocasião. Quando o Senhor vier, os que são santos serão santos ainda. Os que tiverem conservado o corpo e o espírito em santidade, em santificação e honra, receberão então o toque final da imortalidade. Mas os que são injustos, não santificados e sujos, assim permanecerão para sempre. Nenhuma obra se fará então por eles para remover os defeitos e lhes dar um caráter santo. Naquela ocasião, o Refinador não Se ocupará com o processo de purificação para remover-lhes os pecados e a corrupção. Tudo isso deve ser realizado durante o tempo da graça. É agora que essa obra deve ocorrer em nós”. EGW, MM 2022, ACIMA DE TODO NOME, p. 326,

O que percebemos é que a grande maioria ignora o que acabamos de ver. Ignoram que Cristo salva DO pecado e não NO pecado, e também ignoram que na volta de Jesus será tarde demais para perdão e purificação de pecados.

Intenção De Satanás

“O grande conflito entre Cristo e Satanás, que tem prosseguido durante quase seis mil anos, logo deve terminar; e o maligno redobra seus esforços para frustrar a obra de Cristo em prol do homem, e prender as almas em suas ciladas. Reter o povo em trevas e impenitência, até que termine a mediação do Salvador e não mais haja sacrifício pelo pecado, é o objetivo que ele procura realizar”. O Grande Conflito, p. 518.

O objetivo de Satanás “Reter o povo em trevas e impenitência, até que termine a mediação do Salvador e não mais haja sacrifício pelo pecado”.

É muito triste constatar que muitos, a grande maioria de  pastores adventistas estão ajudando a Satanás a alcançar seu objetivo! Sim, por mais assustador que isso possa parecer, é exatamente isso que está acontecendo. Fui visitado recentemente pelo pastor do distrito que eu faço parte, Pr. Rogério Sathier, nessa visita esse pastor deixou claro sua posição, não acredita na possibilidade e necessidade de plena libertação do pecado antes da volta de Jesus. Por mais que eu tentasse argumentar ele não aceitava, e no final da nossa conversa ficou claro que ele não abriria mão de sua descrença. Gravei nossa conversa, tenho toda nossa conversa documentada. A realidade desse pastor é na verdade a realidade da grande maioria, quase totalidade dos pastores adventistas. O porque eles fazem isso só Deus pode julgar, mas que fazem É UM FATO. Se você não acredita, faça você mesmo uma pesquisa e constate essa lamentável situação.

A grande maioria dos pastores adventistas defendem a mentira de que somente na volta de Jesus os salvos serão plenamente libertados DO pecado. Fazendo isso, eles levam as pessoas a acreditarem que somente na volta de Jesus haverá, plena purificação de pecado, transformação de caráter.

 Essas pessoas estão sendo conduzidas ainda em pecado, ainda no pecado, para um tempo em que será tarde demais para perdão e purificação. Exatamente o que Satanás deseja. Conscientes ou não desse fato, esses pastores adventistas estão ajudando Satanás alcançar seu objetivo. Reter o povo em trevas e impenitência, até que termine a mediação do Salvador e não mais haja sacrifício pelo pecado”.

Se esses professos pastores não mudarem de atitude, estarão entre aqueles em que se cumprirão o texto a seguir do Espírito de profecia. “Esses cães mudos, que não querem ladrar, são aqueles que sentirão a justa vingança de um Deus ofendido”.

Vemos aí que a igreja – o santuário do Senhor – foi a primeira a sentir o golpe da ira de Deus. Os anciãos, aqueles a quem Deus dera grande luz, e que haviam ocupado o lugar de depositários dos interesses espirituais do povo, haviam traído o seu depósito. Colocaram-se no ponto de vista de que não precisamos esperar milagres e as assinaladas manifestações do poder de Deus, como nos dias da antiguidade. Os tempos mudaram. Estas palavras fortaleceram-lhes a incredulidade, e dizem: O Senhor não fará bem nem mal. É demasiado misericordioso para visitar Seu povo em juízos. Assim, paz e segurança é o grito de homens que nunca mais erguerão a voz como trombeta para mostrar ao povo de Deus suas transgressões, e à casa de Jacó os seus pecados. Esses cães mudos, que não querem ladrar, são aqueles que sentirão a justa vingança de um Deus ofendido. Homens, virgens e crianças, todos perecerão juntos”. Testemunhos Seletos, vol. 2, p. 65-66

http://www.euquerocristo,com

Desperta professo povo de Deus!

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: