IMPECABILIDADE

Tem um vídeo circulando nas redes sociais [you Tube] com textos do livro Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 353 até 357, com o título, IMPECABILIDADE. Esse vídeo está sendo usado por alguns que não acreditam na possibilidade e necessidade da plena libertação do pecado antes do fechamento da porta da graça, para justificarem sua descrença! Convido esses irmãos para avaliarem algumas considerações que faço a respeito desses textos. Esses textos comprovam que as pessoas que são chamadas por muitos de perfeccionistas estão erradas? É o que veremos!

Bom destacar que o termo IMPECABILIDADE aqui tem o sentido de estar sem pecado! Estar vivendo sem pecar pela graça de Deus!

IMPECABILIDADE no sentido de não ser mais susceptível ao pecado realmente somente ocorrerá após a glorificação!

“Nenhuma árvore da ciência do bem e do mal oferecerá oportunidade para a tentação. Não haverá ali tentador, nem possibilidade para o mal. Todos os caracteres resistiram à prova do mal, e nenhum será jamais susceptível ao seu poder”. Educação, p. 302

“Por meio da obra redentora de Cristo, o governo de Deus fica justificado. O Onipotente é dado a conhecer como o Deus de amor. As acusações de Satanás são refutadas, e revelado seu caráter. A rebelião não se levantará segunda vez. O pecado jamais poderá entrar novamente no Universo. Todos estarão por todos os séculos garantidos contra a apostasia. Mediante o sacrifício feito pelo amor, os habitantes da Terra e do Céu se acham ligados a seu Criador por laços de indissolúvel união”. O Desejado de Todas as Nações, p. 26

“Pois é necessário que aquilo que é corruptível se revista de incorruptibilidade, e aquilo que é mortal se revista de imortalidade. Quando, porém, o que é corruptível se revestir de incorruptibilidade e o que é mortal de imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrita: ‘A morte foi destruída pela vitória’”. 1 Coríntios 15: 53-54

“’Diz João, ao falar do enganador que faz grandes prodígios: Ele fará uma imagem à besta e induzirá todos a receberem o seu sinal. Considerareis este assunto? Examinai as Escrituras e vede. Aparecerá um poder que opera prodígios; e isto se dará quando os homens estiverem alegando santificação e santidade, exaltando-se cada vez mais e gabando-se a si mesmos. Olhai para Moisés e os profetas; olhai para Daniel, José e Elias. Olhai para estes homens, e apresentai-me uma frase em que eles afirmam ser sem pecado. A alma que está em íntima ligação com Cristo, contemplando sua pureza e excelência, prostrar-se-á diante dEle com humildade. Daniel era um homem ao qual Deus concedera grande habilidade e erudição, e quando ele jejuou, o anjo foi ter com ele e disse: “És mui amado.” Dan. 9:23. E ele prostrou-se aos pés do anjo. Daniel não disse: “Senhor, tenho sido muito fiel a Ti e realizei tudo que era possível para honrar-Te e defender Tua palavra e Teu nome. Senhor, Tu sabes como eu fui fiel junto à mesa do rei, e como mantive minha integridade quando me lançaram na cova dos leões.” Foi assim que Daniel orou a Deus? Não; ele orou e confessou seus pecados, e disse: Ouve, ó Senhor, e livra; nós nos afastamos da Tua Palavra e pecamos. E quando viu o anjo, ele disse: O meu rosto mudou de cor e se desfigurou. Ele não pôde olhar para a face do anjo, e não reteve força alguma; ela desaparecera. Portanto, o anjo aproximou-se dele e o pôs sobre os joelhos. Daniel não pôde contemplá-lo então. E depois o anjo se aproximou dele com a aparência de um homem. Então ele pôde suportar a visão”. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 353-354

“Só os que Estão Longe de Cristo Pretendem Possuir Impecabilidade”

“Por que tantos se dizem santos e sem pecado? É porque estão muito longe de Cristo. Eu nunca ousei afirmar semelhante coisa. Desde o tempo em que tinha 14 anos de idade, se eu sabia qual era a vontade de Deus, estava disposta a fazê-la. Nunca me ouvistes dizer que sou sem pecado. Os que têm um vislumbre da beleza e do elevado caráter de Jesus Cristo, o qual é santo e sublime, e cujo séquito enche o templo, jamais dirão isso. Contudo, encontrar-nos-emos com aqueles que dirão tais coisas cada vez mais”. Manuscrito 5, 1885. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 354]

Afinal quem está falando que está sem pecado?  Diante da complexidade do que venha ser pecado, tendo conhecimento da abrangência da lei de Deus, sabendo que podemos pecar através de pensamentos, desejos, intenções erradas, através de omissão, falta de amor, diante de tudo isso, tenho defendido o pensamento de que saber se uma pessoa está ou não sem pecado é uma prerrogativa somente de Deus! Somente Ele pode sondar nosso coração e fazer esse julgamento! Como Davi os que realmente sendo santificados sempre estarão clamando: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno”. Salmos 139:23,24 O salmista pediu a Deus, porque somente Ele pode sondar nosso coração!

Salvos durante o tempo de angústia

Os salvos no tempo de angústia temem não terem se arrependido de todos seus pecados, receiam ter ainda algum defeito de caráter e por causa disso o nome de Deus seja vituperado. Aqueles que realmente forem salvos do pecado por estarem contemplando a Cristo terão sempre uma opinião humilde a respeito de si mesmo e como Davi sempre farão a seguinte oração, “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. E vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno”. Salmos 139:23,24

“Embora o povo de Deus esteja rodeado de inimigos que se esforçam por destruí-lo, a angústia que sofrem não é, todavia, o medo da perseguição por causa da verdade; receiam não se terem arrependido de todo pecado, e que, devido a alguma falta, não se cumpra a promessa do Salvador: “Eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo.” Apoc. 3:10. Se pudessem ter a segurança de seu perdão, não recuariam da tortura ou da morte; mas, se se mostrassem indignos, e perdessem a vida por causa dos seus defeitos de caráter, o santo nome de Deus seria então vituperado”. O Grande Conflito, p. 619

Imperceptivelmente

Muitos que não acreditam na plena libertação do pecado, injustamente acusam aqueles que acreditam de estarem esperando um momento em que possam dizer que estão sem pecado e que por isso se sintam superiores, melhores que as demais pessoas. A obra de libertação do pecado é imperceptível para aquele que a recebe.

“Os que fazem isso, andam com Deus, como fez Enoque, e imperceptivelmente para eles, tornam-se um com o Pai e o Filho. Realiza-se dia a dia na mente e no coração uma mudança, e as inclinações naturais e os caminhos naturais são moldados segundo o caminho e o Espírito de Deus”. MM 1956, Filhos e Filhas de Deus, p. 296

 “Assim se dá com o homem verdadeiramente justo. Ele anda inconsciente de sua bondade e piedade. O princípio religioso tornou-se o motivo de sua vida e conduta, e é-lhe tão natural produzir frutos do Espírito como para a figueira produzir figos ou a roseira carregar-se de rosas. Sua natureza está tão inteiramente imbuída do amor a Deus e ao próximo, que faz as obras de Cristo com espírito voluntário”. Santificação, p. 13

Diante do que já vimos fica claro a necessidade de deixar que somente Deus faça esse julgamento e que somente quando o conflito terminar poderemos afirmar estarmos sem pecado. Até esse dia por uma questão de SEGURANÇA e não poderemos afirmar, estou sem pecado! Vejam bem, por uma questão de segurança, humildade, e não porque seja impossível ser plenamente libertado do pecado pela graça de Deus!

 “Deixar que Deus o Declare, Não os Homens”

“Desejo dizer a todos aqueles a quem foi revelada a glória de Deus: “Nunca tereis a menor propensão para afirmar: ‘Sou santo, estou santificado. ‘depois de minha primeira visão da glória, eu não pude discernir a luz mais brilhante. Pensaram que minha vista estava perdida; mas, quando tornei a acostumar-me com as coisas deste mundo, pude ver outra vez. É por isso que eu vos digo que nunca deveis gabar-vos, afirmando: “Sou santo, estou santificado”, pois isso constitui a mais segura evidência de que não conheceis as Escrituras nem o poder de Deus. Deixai que Deus o escreva em Seus livros, se quiser fazê-lo, mas vós nunca o deveis dizer. Eu nunca ousei dizer: “Sou santa, sou sem pecado”, mas procuro fazer de todo o meu coração o que acho ser a vontade de Deus, e tenho a doce paz de Deus em minha alma. Posso confiar o cuidado de minha alma a Deus, como a um fiel Criador, e sei que Ele guardará o que foi entregue aos Seus cuidados. A minha comida e bebida é fazer a vontade do meu Mestre”. Manuscrito 6a, 1886. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 354-355

É uma questão de lógica. Se existe a possibilidade de Deus escrever, caso Ele queira, logicamente a possibilidade de que isso aconteça é real!

Se fosse algo impossível, como a maioria dos adventistas pensam, a serva do senhor poderia ter descartado essa possibilidade dEle escrever e diria, nem mesmo Deus afirmará que alguém está sem pecado, porque isso é impossível!

JUIZ E RÉUS

No julgamento que está transcorrendo, Deus é nosso Juiz e nós somos os réus. Semente Deus pode julgar nossa condição de salvos ou perdidos, de forma exata, em todos os momentos de nossa vida.

Réu não julga, réu não sabe! A lei de Deus é muito abrangente, somente Deus, o Juiz pode julgar!

“A lei de Jeová é amplíssima. Jesus… declarou positivamente a Seus discípulos que a santa lei de Deus pode ser violada mesmo por pensamentos e sentimentos e desejos, bem como em palavras e ato”. MM 1962, Nos Lugares Celestiais, p. 138

MÉDICO E PACIENTE

Somente o médico está habilitado para emitir um laudo, uma opinião especializada, sobre o paciente. O médico está em condições de fazer isso, não o paciente! Somos os pacientes, Deus nosso médico! Somente Deus pode nos dar um parecer sobre nossa condição espiritual, nós os pacientes não estamos em condições de fazer isso.

Vamos imaginar uma situação. Você está muito doente, e um médico emite um laudo sobre sua enfermidade, é uma questão de vida ou morte aceitar o parecer e as orientações do médico!

Nessa situação você desprezaria a opinião e as orientações do médico e colocaria sua opinião pessoal sobre sua condição e o que fazer, não sendo você médico, não tendo nenhuma formação profissional para tomar essa decisão?

Acredito que sua resposta é não! O que dizer então no plano espiritual onde o que está em jogo é a vida ou morte eterna?

“Só Quando Este Corpo Abatido For Transformado”

“Devemos estabelecer inflexível inimizade entre nossa alma e o nosso adversário; mas devemos abrir o coração ao poder e influência do Espírito Santo. … Precisamos tornar-nos tão sensíveis às influências sagradas que o mais leve sussurro de Jesus comova nossa alma, até que Ele esteja em nós, e nós nEle, vivendo pela fé do Filho de Deus. Precisamos ser refinados, purificados de toda mundanidade, até que reflitamos a imagem de nosso Salvador e nos tornemos participantes da natureza divina, livrando-nos da corrupção das paixões que há no mundo. Então nos deleitaremos em fazer a vontade de Deus, e Cristo nos reconhecerá diante do Pai e diante dos santos anjos como os que pertencem a Ele, e não Se envergonhará de nos chamar irmãos. Mas não iremos gabar-nos de nossa santidade. Quando tivermos visões mais claras do imaculado caráter e da infinita pureza de Cristo, sentir-nos-emos como Daniel se sentiu quando contemplou a glória do Senhor e disse: “O meu rosto mudou de cor e se desfigurou. Não podemos dizer: “Sou sem pecado”, até que seja transformado este corpo abatido, para ser igual ao corpo da Sua glória. Se, porém, procuramos constantemente seguir a Jesus, pertence-nos a bendita esperança de ficar em pé diante do trono de Deus, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante; completos em Cristo, envoltos em Sua justiça e perfeição’. Signs of the Times, 23 de março de 1888. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 355

Precisamos ser refinados, purificados de toda mundanidade, até que reflitamos a imagem de nosso Salvador e nos tornemos participantes da natureza divina, livrando-nos da corrupção das paixões que há no mundo”.

Essa parte do texto que está no áudio não descreve total libertação do pecado? “Purificados de toda mundanidade”, até refletir a “imagem de nosso Salvador”. Mas mesmo assim: “Mas não iremos gabar-nos de nossa santidade”. Vemos claramente não ser uma característica dos salvos gabar-se de sua santidade!

Vejam somente quando será SEGURO afirmar estou sem pecado!

“Quando Terminar o Conflito”

Quando vierem os tempos de refrigério pela presença do Senhor, então os pecados da alma penitente que recebeu a graça de Cristo e venceu pelo sangue do Cordeiro serão removidos dos registros celestiais e colocados sobre Satanás, o bode emissário, o originador do pecado, e para sempre não virão mais à lembrança contra ela. … Quando terminar o conflito da vida, quando a armadura for deposta aos pés de Jesus, quando forem glorificados os santos de Deus, então, e só então, será seguro afirmar que estamos salvos e sem pecado”. Signs of lhe Times, 16 de maio de 1895. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 355=356

Repito! Uma questão de SEGUIRANÇA e não uma questão de IMPOSSIBILIDADE!

As pessoas que usam o fato de os homens não poderem falar que está sem pecado como uma prova de que isso é impossível tem que ignorar muito do que a serva do Senhor escreveu sobre isso!

Afinal quando Ellen White diz que não podemos falar que estamos sem pecado é porque ela defendia o pensamento de que ficar livre do pecado é impossível? Não, não era! A serva do Senhor Acreditava sim que mediante a graça de Deus os homens podem sim serem plenamente libertados do pecado!

Vou colocar a seguir apenas alguns textos que provam que essa firmação dela não pode ser usada como alguns estão usando. Ela acreditava ser isso possível pela graça de Deus sim! Repito vou colocar apenas alguns textos, são muitos textos ignorados pela maioria que não quer acreditar! Certa vez eu comecei a contar a quantidade de textos que encontrei sobre a possibilidade de plena libertação do pecado. Já tinha mais de trezentos, são muitos, muitos mesmo! Vejamos então alguns!

“[…] O Seu propósito é que o homem seja correto e digno diante dEle, e assim o Seu plano não será frustrado. Ele enviou o Seu Filho a este mundo a fim de pagar a penalidade do pecado, e mostrar ao homem como viver uma vida sem pecado”. Signs of the Times, 30 de março de 1904; Cuidado De Deus, MM 1995, p. 320

“Cristo tomou a humanidade e suportou o ódio do mundo para que pudesse revelar a homens e mulheres que estes poderiam viver sem pecado, que suas palavras, atos, seu espírito, poderiam ser santificados para Deus. Podemos ser cristãos perfeitos se manifestarmos esse poder em nossa vida. Quando a luz do Céu repousar sobre nós continuamente, representaremos a Cristo. Foi a justiça revelada em Sua vida que O distinguiu do mundo e despertou seu ódio. […] As palavras de Cristo são ditas para Seu povo em todas as épocas – para nós sobre quem o fim dos séculos é chegado. Manuscrito 97, 1909”. Olhando Para o Alto, 1983, p. 297

Todo aquele que pela fé obedece aos mandamentos de Deus, alcançará a condição de impecabilidade em que Adão viveu antes de sua transgressão”. ST 23 de julho de 1902

“Todo aquele que, pela fé, obedece aos mandamentos, alcançará o estado de inocência no qual Adão viveu antes de sua transgressão”. Signs of the Times, 23 de julho de 1902. MM 1968, Nos Lugares Celestiais, p. 146

 O Salvador é novamente ferido e exposto à vergonha quando Seu povo não presta atenção à Sua palavra. Ele veio a este mundo e viveu uma vida sem pecado, para que em Seu poder Seu povo também pudesse viver uma vida sem pecado. Ele os deseja, praticando os princípios da verdade, para mostrar ao mundo que a graça de Deus tem poder para santificar o coração. RH 1 de abril de 1902

“O Pai e o Filho decidiram em consulta que Cristo devia vir a este mundo na forma de um bebê, e viver a vida que os seres humanos têm de viver, da infância à idade adulta, suportando as mesmas provações que eles, e ao mesmo tempo vivendo uma vida sem pecado, para que os homens pudessem ver nEle um exemplo do que poderiam tornar-se, e para que Ele pudesse saber por experiência própria como ajudá-los em suas lutas contra o pecado”. MM 1986, Refletindo a Cristo, p.8

“Nem por um pensamento cedia à tentação. O mesmo se pode dar conosco. A humanidade de Cristo estava unida a divindade; estava habilitado para o conflito, mediante a presença interior do Espírito Santo. E veio para nos tornar participantes da natureza divina. Enquanto a Ele estivermos ligados pela fé, o pecado não mais terá domínio sobre nós. Deus nos toma a mão da fé, e a leva a apoderar-se firmemente da divindade de Cristo, a fim de atingirmos a perfeição de caráter”. O Desejado de Todas as Nações, p. 123

“O Salvador é outra vez ferido e submetido a ignomínia pública quando Seu povo não leva em consideração a Sua palavra. Ele veio a este mundo e viveu uma vida sem pecado para que, pelo Seu poder, o Seu povo pudesse também viver uma vida de impecabilidade”. RH, 01/04/1902, Ellen White e a Humanidade de Cristo, p. 124

“A vida que Cristo viveu neste mundo podem também viver os homens e mulheres, por meio do Seu poder e sob Suas instruções. Em seu conflito com Satanás podem eles receber todo auxílio que Cristo tinha. Poderão ser mais do que vencedores por Aquele que os amou e por eles Se entregou”. Testemunhos Seletos vol. 3, p. 291

“O grande Mestre veio ao nosso mundo não somente para fazer expiação pelo pecado, mas também para ser um mestre tanto por preceito como pelo exemplo. Veio mostrar ao homem como guardar a lei na humanidade, de nodo que ele não tivesse nenhuma desculpa para seguir seu próprio critério imperfeito. Vemos a obediência de Cristo. Sua vida era sem pecado. A obediência durante toda a Sua vida é uma censura à humanidade desobediente. A obediência de Cristo não deve ser posta de lado como se fosse completamente diferente da obediência que Ele requer de nós individualmente. Cristo nos mostrou que é possível para toda a humanidade obedecer às leis de Deus”. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 135 e 136.

“É pela vivência da verdade na vida humana que as almas são alcançadas. Como o Filho de Deus, em Sua forma humana, foi perfeito em Sua vida, assim Ele também Ele requer que Seus seguidores sejam perfeitos em suas vidas”. Ellen White e a Humanidade de Cristo, p. 167-168

“A Certeza da Salvação Agora”

“Pode dizer o pecador a perecer: “Sou um pecador perdido; mas Cristo veio buscar e salvar o que se havia perdido. Diz Ele: ‘Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores.’ Mar. 2:17. Sou pecador, e Ele morreu na cruz do Calvário para me salvar. Nem um momento mais preciso ficar sem me salvar. Ele morreu, e ressurgiu para minha justificação, e me salvará agora. Aceito o perdão que prometeu.” – “Justificados Pela Fé”. (Um panfleto publicado em 1893), pág. 7. Reimpresso em Mensagens Escolhidas, vol. 1, p. 392. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 356

“Aquele que se arrepende do seu pecado e aceita a dádiva da vida do Filho de Deus não pode ser vencido. Apossando-se pela fé da natureza divina, ele torna-se um filho de Deus. Ele ora, ele crê. Quando tentado e provado, reivindica o poder que Cristo morreu para dar, e vence por Sua graça. Todo pecador precisa compreender isto. Ele precisa arrepender-se do seu pecado, precisa crer no poder de Cristo e aceitar esse poder para salvá-lo e livrá-lo do pecado. Como devemos ser gratos pela dádiva do exemplo de Cristo! Review and Herald, 28 de janeiro de 1909”. Mensagens Escolhidas vol.3, p, 356

Não pode ser vencido pelo que?

Vence mediante a graça de Cristo o que?

Cristo morreu para nos dar poder para vencer o que?

Poder de Cristo, poder para salvá-lo e livrá-lo DO pecado!

Cristo salva DO pecado e não NO pecado!

Seria muito interessante as pessoas que não acreditam na possibilidade de plena libertação do pecado pensarem que quando falamos de salvação considerar que somos salvos DOS nossos pecados e não NOS nossos pecados!

“Mas orar em nome de Cristo significa muito. Quer dizer que havemos de aceitar-Lhe o caráter, manifestar-Lhe o espírito e fazer Suas obras. A promessa do Salvador é dada sob condição. ” Se Me amardes”, diz, “guardareis os Meus mandamentos.” João 14:15. Ele salva os homens, não em pecado, mas do pecado; e os que O amam manifestarão seu amor pela obediência”. O Desejado de Todas as Nações, p. 668

Não há maneira em que possais ser salvos em pecado. Toda pessoa que alcance a vida eterna tem de ser semelhante a Cristo, “santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores”. Heb. 7:26. Os seguidores de Cristo devem resplandecer como luzes no meio de uma geração corrompida e perversa. Review and Herald, 3 de junho de 1884”. MM 1968, NOS LUGARES CELESTIAIS, p. 160

“A experiência incerta de muitos professos cristãos – pecando e se arrependendo e continuando na mesma condição espiritual sem crescimentoé resultado de mundanismo e de uma vida não santificada. A graça salvadora de Cristo é designada para a vida diária. Cristo não veio para salvar o homem em seus pecados, mas de seus pecados. Os princípios da verdade, habitando no coração, santificarão a vida”. Manuscrito 35, 1893. MM 1983, Olhando Para o Alto, p. 16

 “Vossa Esperança Está em Cristo”

“A vida em Cristo é uma vida de descanso. Pode não haver êxtase de sentimentos, mas deve existir constante, serena confiança. Vossa esperança não está em vós mesmos; está em Cristo. Vossa fraqueza se acha unida à Sua força, vossa ignorância à Sua sabedoria, vossa fragilidade ao Seu eterno poder. Não devemos fazer de nós mesmos o centro, nutrindo ansiedade e temor quanto a nossa salvação. Tudo isto desvia a alma da Fonte de nosso poder. Confiai a Deus a preservação de vossa alma, e nEle esperai. Falai e pensai em Jesus. Que o próprio eu se perca nEle. Ponde de parte a dúvida; despedi vossos temores. Dizei com o apóstolo Paulo: “Vivo, não mais eu, mas Cristo vive em Mim, e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e Se entregou a Si mesmo por mim.” Gál. 2:20. Repousai em Deus. Ele é capaz de guardar aquilo que Lhe confiastes. Se vos abandonardes em Suas mãos, Ele vos tornará mais que vencedores por Aquele que vos amou. Caminho a Cristo, p. 60 e 61. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 356-357

O texto do Espírito de profecia menciona vencedores”. Então uma importantíssima pergunta deve ser feita! Vencedores sobre o que? Vencer como quem?

Ao pecado só se poderia resistir e vencer por meio da poderosa operação da terceira pessoa da Trindade, a qual viria, não com energia modificada, mas na plenitude do divino poder”. O Desejado de Todas as Nações, p. 671

[“”Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” Há muita coisa nessa expressão “que tira”. A pergunta é: Continuaremos a pecar como se fosse impossível vencermos? Como devemos vencer? Como Cristo venceu, e esta é a única maneira. Ele orava a Seu Pai celestial. Podemos fazer a mesma coisa. […] Quando tentados a falar e praticar o que é mau, resisti a Satanás, dizendo: “Não submeterei minha vontade ao teu domínio. Cooperarei com o poder divino e, pela graça, serei vencedor.” Manuscrito 83, 1891. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 195]

 Alguns mencionam justificação como se Deus fosse cobrir pecados não confessados e não abandonados com o manto de Sua justiça!  Essas pessoas dizem: “Olhai para Cristo e não para nós! Descanse em Cristo”!

Vamos fazer apenas algumas breves considerações sobre justificação pela fé!

A justiça de Cristo não é uma capa para cobrir pecados não confessados e não abandonados!

“Unicamente por fiel arrependimento serão perdoados os seus pecados; pois Deus não cobrirá o mal com as vestes de Sua justiça”. MM 1956, Filhos e Filhas de Deus, p. 13

“A única esperança de todo homem está em Jesus Cristo, que trouxe a veste de Sua justiça para pôr sobre o pecador que despisse as suas vestes de imundícia. … Todos quantos entrarem [pelas portas da cidade] trajarão as vestes da justiça de Cristo. […] Não haverá nenhuma cobertura de pecados e faltas para ocultar a deformidade do caráter; veste alguma será meio lavada; mas todas serão puras e imaculadas”. The Youth’s Instructor, 18 de agosto de 1886. (MM 1956, Filhos e Filhas de Deus, p. 66)

“Toda impureza de pensamento, toda paixão concupiscente, separa a alma de Deus; pois Cristo jamais pode pôr Sua veste de justiça sobre um pecador, para ocultar-lhe a deformidade”. MM 1962, Nossa Alta Vocação, p. 212

“Não é genuíno nenhum arrependimento que não opere a reforma. A justiça de Cristo não é uma capa para encobrir pecados não confessados e não abandonados; é um princípio de vida que transforma o caráter e rege a conduta. Santidade é integridade para com Deus; é a inteira entregada alma e da vida para habitação dos princípios do Céu”. O Desejado De Todas As Nações, p. 555

Seria muito interessante essas pessoas também entenderem o que representa as vestes brancas dos salvos!

Ao afligir o povo de Deus seu coração perante Ele, suplicando pureza de caráter, é dada a ordem: “Tirai-lhes os vestidos sujos”, e proferem-se as palavras animadoras: “Eis que tenho feito com que passe de ti a tua iniquidade, e te vestirei de vestidos novos”. Zac.3:4 Testemunhos Seletos, vol. 2, p. 178

“É unicamente pela justiça de Cristo que somos habilitados a guardar a lei. Os que adoram a Deus em sinceridade e verdade, afligindo a alma perante Ele como no grande dia da expiação, lavarão as vestes do caráter e as alvejarão no sangue do Cordeiro. Satanás procura confundir a mente humana com engano, de modo que os homens não se arrependam e creiam, e sejam removidas suas vestes sujas. MM 1999, RECEBEREIS PODER, p. 359

“Ele está à espera de todos para tirar-lhes a vestimenta manchada e poluída pelo pecado e cobri-los com o branco e resplandecente manto da justiça; e ordena que vivam, e não pereçam. Nele podem prosperar. … Se permanecerem nEle, dEle poderão extrair vitalidade e nutrição, ser imbuídos de Seu Espírito, andar assim como Ele andou, vencer assim como Ele venceu e ser exaltados à Sua destra”. MM 1885, Cuidado de Deus, p. 354

“Quando pusermos nossa vida em inteira obediência à lei de Deus, considerando a Deus como nosso Guia supremo, e apegando-nos a Cristo como nossa esperança de justiça, Deus atuará em nosso favor. Esta é a justiça pela fé. … Os mandamentos de Deus, diligentemente estudados e praticados, abrem-nos a comunicação com o Céu, e nos fazem discernir o verdadeiro do falso. Essa obediência atua na vontade divina, introduzindo em nossa vida a justiça e perfeição manifestada na vida de Cristo”. MM 1956, Este dia com Deus, p. 66

“Estamos vivendo em meio aos perigos dos últimos dias, e devemos purificar-nos de toda e qualquer mancha, e vestir o manto da justiça de Cristo”. MM 1885, Cuidado de Deus, p. 329

“Pela veste nupcial da parábola é representado o caráter puro e imaculado, que os verdadeiros seguidores de Cristo possuirão. Foi dado à igreja “que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente” (Apoc. 19:8), “sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante”. Efés. 5:27”. Parábolas de Jesus, p. 310

Justificação pela fé não é uma forma que Deus encontrou para salvar NO pecado. Mediante a justificação pela fé obtemos o perdão e poder para uma vida de obediência à lei de Deus! A forma como muitos estão tentando usar a justificação pela fé revelam não conhecer uma importantíssima verdade. O fruto da justificação pela fé é santidade!

“A presente mensagem – justificação pela fé – é mensagem vinda de Deus, pois seu fruto é para santidade”. Review and Herald, 3 de setembro de 1889. (Cristo Nossa Justiça, p. 49).

A mentira pode nos dar uma falsa segurança, mas se continuarmos nela o nosso fim será trágico. Devemos orar pedindo que Deus aumente nossa fé e nos guie sempre na verdade, para que assim possamos alcançar a salvação e sermos usados por Deus para salvação de outras pessoas! Vejam a seguir como deveríamos estar sentindo devido ao fato de nos acomodarmos em uma vida de pecado.

“Quando nos lembramos que ninguém sabe quando seu tempo de graça findará, como ousamos viver despreparados, desprevenidos para encontrar com nosso Senhor? Como ousamos continuar pecadores e maculados? Por que não temos medo? Por que não estamos perturbados? Por que não percebemos nosso perigo?O Senhor operaria poderosamente por Seu povo, se este abandonasse as obras das trevas e se revestisse de Sua justiça”. MM  1983, Olhando Para o Alto, p. 167

 “No Juízo, os homens não serão condenados porque creram sinceramente na mentira, mas porque não acreditaram na verdade, porque negligenciaram a oportunidade de aprender o que é a verdade”. Patriarcas e Profetas, p. 55

“É nosso privilégio crer que Seu sangue pode nos purificar de toda mancha e mácula de pecado. Não devemos limitar o poder do Santo de Israel”. MM 2013, Perto do Céu, p. 370

“Há esperança para cada um de nós, mas de uma só maneira – apegando-nos a Cristo e empregando toda energia para obter a perfeição de Seu caráter. Essa religião piegas que faz pouco do pecado, e só realça o amor de Deus pelo pecador, encoraja os pecadores a crer que Deus os salvará enquanto continuarem no pecado, sabendo que é pecado. É isso que estão fazendo muitos que professam crer na verdade presente”. MM 2002, Cristo Triunfante, p. 80

“Há uma grande obra a ser feita em favor muitos de nós. Nossa mente e caráter devem se tornar como a mente e o caráter de Cristo”. Ellen White e a Humanidade de Cristo, p. 134

“Quem não tem suficiente fé em Cristo para crer que Ele pode livrá-lo de pecar, não tem a fé que lhe dará entrada no reino de Deus”. Manuscrito 161, 1897. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 360

“Feliz aquele de quem se possa dizer: ‘O Espírito de Deus nunca tocou em vão o coração deste homem. Ele foi para a frente e para cima, de força em força. O próprio eu não se entreteceu em sua vida. […] […] Não pensou em descansar, mas procurou constantemente alcançar a sabedoria e a justiça de Cristo. Sempre prosseguiu para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus’. Todo aquele que é salvo precisa ter essa experiência. No dia do juízo, não será defendido o procedimento do homem que reteve a fraqueza e imperfeição da humanidade. Para ele não haverá lugar no Céu. Ele não pôde desfrutar a perfeição dos santos na luz. Quem não tem suficiente fé em Cristo para crer que Ele pode livrá-lo de pecar, não tem a fé que lhe dará entrada no reino de Deus. Manuscrito 161, 1897”. Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 360

Desperta professo povo de Deus!!!!

Publicidade

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: