Archive for the ‘Cristo veio nos salvar do pecado’ Tag

Cristo veio nos salvar do pecado

Cristo na cruz“Mas orar em nome de Cristo significa muito. Quer dizer que havemos de aceitar-Lhe o caráter, manifestar-Lhe o espírito e fazer Suas obras. A promessa do Salvador é dada sob condição. “Se Me amardes”, diz, “guardareis os Meus mandamentos.” João 14:15. Ele salva os homens, não em pecado, mas do pecado; e os que O amam manifestarão seu amor pela obediência.” DTN, pág. 668

O Senhor veio nos salvar do pecado, não em pecado.

O pecado escraviza, traz sofrimento e tem como consequência final a morte eterna. A presença do pecado na vida do homem é um indicativo de que ele ainda precisa ser salvo, ainda está doente, contaminado precisando ser curado.

A salvação ocorre no presente, quando Cristo vier Ele estará buscando aqueles que foram salvos do pecado e que foram purificados completamente antes do fechamento da porta da graça:

“Quando Cristo vier, será então demasiado tarde para que os erros sejam corrigidos, demasiado tarde para que o caráter seja mudado, demasiado tarde para obter um caráter santo. Agora é o tempo da preparação; agora é o tempo em que podemos ter nossos defeitos removidos; agora é o tempo em que nossos pecados devem ser submetidos, de antemão ao juízo, ser confessados e pelo arrependimento obter perdão para nossos nomes. Que Deus ajude aqueles que ensinam a verdade a serem modelos de piedade, repletos de mansidão e de bons frutos. Carta 60, 1886. 26 de dezembro, Olhando Para o Alto, pág. 367

A grande verdade é que a nossa vida testifica se nós realmente fomos salvos por Jesus. A presença de muitos pecados, poucos pecados ou até mesmo de um pecado, nos indica que Cristo ainda não reina plenamente no nosso coração. O coração dividido ainda com a presença do pecado, pertence ao inimigo e será com ele destruído.

Convido meus queridos irmãos para lerem os próximos textos que nos mostram que aqueles que almejam a salvação não podem aceitar nenhum ensinamento que tolere a presença do pecado:

  • A presença de um pecado não vencido, não abandonado levará o homem à perdição eterna:

“E unicamente os que vivem a vida de Cristo, são coobreiros Seus. Se um pecado é nutrido na alma, ou uma prática errônea conservada na vida, todo o ser é contaminado. O homem torna-se instrumento de injustiça.” DTN, pág. 313

“Qualquer hábito ou prática conducente ao pecado, capaz de trazer desonra sobre Cristo, convém ser posto de lado, seja qual for o sacrifício. Aquilo que desonra a Deus, não pode ser benéfico à alma. A bênção do Céu não pode seguir qualquer homem no violar os eternos princípios do direito. E um pecado alimentado é suficiente para operar a degradação do caráter e desencaminhar a outros. Se o pé ou a mão seriam cortados, ou mesmo arrancado o olho, para salvar o corpo da morte, quanto mais zelosos deveríamos ser em lançar fora o pecado, que traz morte à alma!” DTN, pág. 439 

  • Sem a “purificação de coração e vida” o homem não terá parte no reino de Deus:

“João proclamava a vinda do Messias, e chamava o povo ao arrependimento. Como símbolo da purificação do pecado, batizava-os nas águas do Jordão. Assim, por uma significativa lição prática, declarava que os que pretendiam ser o povo escolhido de Deus estavam contaminados pelo pecado, e sem purificação de coração e vida, não poderiam ter parte no reino do Messias.’’ DTN, pág.104 

“Ele salva os homens, não em pecado, mas do pecado; e os que O amam manifestarão seu amor pela obediência.” DTN, pág. 668

Ellen G. White, a serva do Senhor poderia ter escrito o texto acima da seguinte forma: “Ele salva os homens, não com o pecado, mas do pecado […]”. Também poderia ter escrito: “Ele salva os homens, não com a presença pecado, mas do pecado […]”. Porque “em pecado” tem o mesmo sentido que “com o pecado” e também o mesmo sentido que “com a presença do pecado”.

Portanto sem dúvida alguma “salvar do pecado” é algo que elimina o pecado completamente da vida do homem, porque o homem não será salvo “em pecado”, “com o pecado” ou “com a presença do pecado.”

É bom deixar claro que eliminar a presença do pecado na vida do homem não é o mesmo que eliminar a possibilidade do homem pecar. Enquanto estivermos neste mundo contaminado pelo pecado, existirá a possibilidade que o homem venha pecar, mas a existência dessa possibilidade não lhe dá o direito de viver pecando, nem mesmo ocasionalmente.

Aquele que almeja a salvação tem como objetivo uma vida completamente livre da presença do pecado e devemos louvar nosso maravilhoso Deus, porque Ele proveu meios para isto. Que o Senhor seja louvado!!!

Nos textos a seguir veremos a purificação que o Senhor quer efetuar em nossa vida e como ela acontecerá na vida daqueles que aceitam de fato o plano da salvação: 

“Jesus continuou: “O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito”.  João 3:6. O coração, por natureza, é mau, e “quem do imundo tirará o puro? Ninguém”. Jó 14:4. Invenção alguma humana pode encontrar o remédio para a alma pecadora. “A inclinação da carne é inimizade contra Deus; pois não é sujeita à lei de Deus, nem em verdade o pode ser”. Rom. 8:7. “Do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituições, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias”. Mat. 15:19. A fonte do coração se deve purificar para que a corrente se possa tornar pura. Aquele que se esforça para alcançar o Céu por suas próprias obras em observar a lei, está tentando o impossível. Não há segurança para uma pessoa que tenha religião meramente legal, uma forma de piedade. A vida cristã não é uma modificação ou melhoramento da antiga, mas uma transformação da natureza. Tem lugar a morte do eu e do pecado, e uma vida toda nova. Essa mudança só se pode efetuar mediante a eficaz operação do Espírito Santo.” DTN, pág. 172

“Quando o Espírito de Deus toma posse do coração, transforma a vida. Os pensamentos pecaminosos são afastados, renunciadas as más ações; o amor, a humildade, a paz tomam o lugar da ira, da inveja e da contenda. A alegria substitui a tristeza, e o semblante reflete a luz do Céu. Ninguém vê a mão que suspende o fardo, nem a luz que desce das cortes celestiais. A bênção vem quando, pela fé, a alma se entrega a Deus. Então, aquele poder que olho algum pode discernir, cria um novo ser à imagem de Deus.”  DTN , pág.173

“Vem o príncipe do mundo”, disse Jesus; “ele nada tem em Mim.” João 14:30. Nada havia nEle que correspondesse aos sofismas de Satanás. Ele não consentia com o pecado. Nem por um pensamento cedia à tentação. O mesmo se pode dar conosco. A humanidade de Cristo estava unida à divindade; estava habilitado para o conflito, mediante a presença interior do Espírito Santo. E veio para nos tornar participantes da natureza divina. Enquanto a Ele estivermos ligados pela fé, o pecado não mais terá domínio sobre nós. Deus nos toma a mão da fé, e a leva a apoderar-se firmemente da divindade de Cristo, a fim de atingirmos a perfeição de caráter.” DTN, pág. 123

Maravilhoso Senhor nos ajude acreditar nesta purificação, a buscá-la, para que possamos testemunhar que servimos a um Deus misericordioso que cura, restaura e liberta. Que o Senhor seja louvado! 

“Quem não possui suficiente fé em Cristo para crer que Ele pode guardá-lo de pecar, não tem a fé necessária para entrar no reino de Deus.” Ellen G. White, Review and Herald, 10 de março de 1904 (Lição da Escola Sabatina 3° Trim. 1995 lição 7 pág.5)

“Visto que todas essas coisas hão de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão. Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita justiça. Por essa razão, pois, amados, empenhai-vos por serdes achados por ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis.”  2° Pedro 3:11-14