Archive for the ‘Poder’ Tag

As antigas casas da Dalmácia

Espirito Santo purificador

  • Feitos à Prova de Fogo Para o Dia de Deus

“É-nos dito que, faz muitos anos, na antiga Dalmácia, as casas eram feitas de pedra calcárea betuminosa, que é macia e pode ser facilmente cortada e moldada. Desse material se fazia a casa inteira – as paredes, o telhado, o teto, o soalho-tudo por fora e por dentro. Quando, terminada, porém, a casa era inabitável porque exalava um forte odor de betume. Completava-se então a estrutura submetendo-a à ação do fogo. Enquanto era queimada, como carvão, o fogo extrai o betume dos poros da pedra saturada, até que todo o combustível se desprendia em gás e fumaça, e o fogo ia diminuindo até apagar-se por falta de abastecimento.

Então a casa estava terminada, com a aparência de alvo mármore, atraente, limpa e habitável se mais tarde fosse atingida por um grande incêndio, a casa não se queimaria porque nela não ficara nada inflamável. Achava-se à prova de fogo.

Também nós, por natureza e por condescendência, somos saturados com o combustível e mal cheiroso betume do pecado. No vindouro fogo o último dia de todos esses elementos serão consumidos por eterna destruição. O único meio de escape é sermos queimados agora pelo batismo de fogo, e ser assim tornados a prova de fogo naquele grande dia que arderá como uma fornalha. E assim podemos tornar-nos lindos templos para eterna habitação de nosso Deus.”  A vinda do Consolador, pág. 283-284

“Virá o nosso Deus, e não se calará; um fogo se irá consumindo diante dele, e haverá grande tormenta ao redor dele.” Salmos 50:3

  • Os que continuarem em pecado serão destruídos na volta de Jesus

“Vi um novo céu, e uma nova Terra. Porque já o primeiro céu e a primeira Terra passaram.” Apoc. 21:1. O fogo que consome os ímpios, purifica a Terra. Todo vestígio de maldição é removido.”  História Da Redenção, pág. 430

“Eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento”, disse João, “mas Aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo”. Mat. 3:11. O profeta Isaías declarara que o Senhor purificaria o Seu povo de suas iniqüidades “com o espírito de justiça, e com o espírito de ardor” Isa. 4:4. As palavras do Senhor a Israel, eram: “E porei contra ti a Minha mão, e purificarei inteiramente as tuas escórias; e tirar-te-ei toda a impureza.” Isa. 1:25. Para o pecado, onde quer que se encontre, “nosso Deus é um fogo consumidor”. Heb. 12:29. O Espírito de Deus consumirá pecado em todos quantos se submeterem a Seu poder. Se os homens, porém, se apegarem ao pecado, ficarão com ele identificados. Então a glória de Deus, que destrói o pecado, tem que destruí-los.’ O Desejado De Todas As Nações,  pág. 107

“Se vos apegais ao eu, recusando entregar a Deus a vossa vontade, estais preferindo a morte. Para o pecado, seja onde for que ele se encontre, Deus é um fogo consumidor. Se preferis o pecado, e vos recusais a abandoná-lo, a presença de Deus, que consome o pecado, tem de consumir-vos.” O Maior Discurso De Cristo, pág. 62

Nosso Deus é maravilhoso! As mensagens que Ele nos envia são muito claras. Precisamos permitir que o Senhor nos purifique completamente e não podemos continuar arrumando desculpas para continuarmos em pecado. Esta atitude nos conduzirá a perdição.

Vamos orar e estudar mais queridos irmãos! Não somos deste mundo e ele é horrível. Clamemos ao nosso Deus aceitando a divina obra que Ele quer realizar em nossa vida. Peçamos que Ele nos prepare e tire de nós todo pecado e somente assim estaremos realmente preparados para a volta de Jesus.

“A vida cristã é uma constante marcha avante. Jesus coloca-Se como refinador e purificador de Seu povo; e quando Sua imagem estiver perfeitamente refletida neles, eles estarão perfeitos e santos, e preparados para a trasladação. Exige-se do cristão uma obra perfeita. Somos exortados a purificar-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus. Aí vemos onde está a grande obra. Há um trabalho contínuo para o cristão. Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 114.; Maravilhosa Graça, MM 1974, pág. 289

“Quando nos lembramos  que ninguém sabe quando seu tempo de graça findará, como ousamos viver despreparados, desprevenidos para encontrar com nosso Senhor? Como ousamos continuar pecadores e maculados? Por que não temos medo? Por que não estamos perturbados? Por que não percebemos nosso perigo? […] O Senhor operaria poderosamente por Seu povo, se este abandonasse as obras das trevas e se revestisse de Sua justiça. […]”- Manuscrito 13, 8 de junho de 1902, “O Povo de Deus Deve Ser Portador de Luz”. Olhando Para O Alto, MM, pág. 167

“Não podemos ser agora indiferentes, negligentes e descuidosos, recusando apartar-nos do pecado, mas devemos estar morrendo para os nossos defeitos de caráter e esperar tornar-nos puros, santos e moldados em caráter, à semelhança de um palácio. Quando Cristo vier, será então demasiado tarde para que os erros sejam corrigidos, demasiado tarde para que o caráter seja mudado, demasiado tarde para obter um caráter santo.”Carta 60, 1886. Olhando Para o Alto, pág. 367

 “Por isso, como a língua de fogo consome a palha, e o restolho se desfaz pela chama, assim será a sua raiz como podridão, e a sua flor se esvaecerá como pó; porquanto rejeitaram a lei do SENHOR dos Exércitos, e desprezaram a palavra do Santo de Israel.” Isaías 5:24

Um conselho divino:

“Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos, e se converta ao SENHOR, que se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar. Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o SENHOR. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.” Isaías 55:6-9

Deus seja louvado!

Não há limites para a graça transformadora.

caminhando20para20deusCom a entrada do pecado no mundo, a natureza humana se tornou degradada e enfraquecida. A cada geração acontecimentos tornam evidentes o aumento desta degradação e enfraquecimento. Existem tendências para o mal, cultivadas, herdadas ou hereditárias. De certa forma uma geração transmite para outra geração o seu enfraquecimento e degradação.

Fato é que herdamos de nossos antepassados nossas propensões ou tendências para o mal, que nos levam a fazer coisas que desagradam a Deus. Nos levam a “um fútil procedimento”  que é, na verdade, um legado que nos foi deixado pelos nossos pais:

“Sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram.” 1° Pedro 1:18

“Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.” 2° Timóteo 3:1-5

Todos os pecados relacionados no texto acima sempre estiveram presentes na humanidade após a queda de nossos primeiros pais. Os “últimos dias serão difíceis” devido o aumento da intensidade em que estes pecados acontecerão. Este aumento dá-se ao fato da de um grande período de tempo em que a humanidade foi se degradando e enfraquecendo mais e mais em todos os aspectos. A cada geração a natureza humana se torna mais corrompida e mais enfraquecida.

Mas será que existe algum estado de degradação humana no qual seja impossível, mesmo para Deus, a sua restauração completa?

Pensemos, a título de exemplo, em uma pessoa com tendências ao homossexualismo desde a infância. Este assumiu esta homossexualidade durante muitos anos tendo sempre vivido na ignorância do verdadeiro evangelho e do plano da salvação. Não importa aqui discutir os fatores que determinaram a homossexualidade desta pessoa em nosso exemplo, se esta condição foi cultivada pela própria pessoa ou pelo meio em que ela foi criada. O que realmente pretendemos entender e esclarecer é se existe algo capaz de resgatar esta pessoa destes desejos e práticas pervertidas que desagradam ao nosso Deus.

Imaginemos que esta pessoa é alcançada pelo o evangelho eterno e sente o desejo de uma mudança de vida. Descobre que os homossexuais que não buscarem em Deus uma mudança de vida não serão salvos (Ver 1 Coríntios 6:9). Então esta pessoa passa ter no coração a vontade de abandonar esse estilo de vida e viver em harmonia com a vontade do Senhor.

Agora perguntamos: A graça de Deus é ou não é capaz de restaurar completamente essa pessoa? Poderia a graça de Deus libertar essa pessoa não somente da prática do homossexualismo, mas também de seus desejos carnais?

Nosso Deus é justo! Nenhuma pessoa perderá a salvação por estar em uma condição da qual seria impossível escapar. A graça do nosso maravilhoso Deus pode salvar qualquer pessoa. Mesmo um homossexual terá sua vida completamente transformada se aceitar a Jesus Cristo como salvador em tempo oportuno.

Esta pessoa será libertada de seu estilo de vida pervertido, de seus desejos carnais, pela atuação regeneradora do nosso Senhor o Espírito Santo. Deus seja louvado!

“Pelas quais nos tem sido doadas as suas preciosas e mui grandes promessas, para que por elas vos torneis co-participantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo.” 2° Pedro 1:4  Quando o homem aceita a Jesus como salvador o poder de Deus o tornará co-participante da natureza divina assim ele será libertado da corrupção das paixões que há no mundo.”

“Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne.” Gálatas 5:16 – Aqueles que andam com o Senhor Espírito Santo não andam como escravos do pecado. O Senhor Espírito Santo é capaz de libertar qualquer pessoa que deseja e busca esta libertação.

“Se, porém, andarmos na luz, como ele esta na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu filho, nos purifica de todo pecado.” 1° João 1:7 – O sangue de Jesus nos purifica de todo pecado, esse texto não diz que o sangue de Jesus nos purifica de quase todo pecado.

“Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no filho da Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim.” Gál. 2:20 – Cristo não habita no coração do homem juntamente com o pecado, Cristo é luz o pecado é trevas, a Luz expulsa as trevas, Cristo expulsa o pecado.

“Mas o fruto do Espírito é; amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito.” Gál. 5:22-25   Aquele que está em Cristo Jesus, crucificou a carne, se tornou uma nova pessoa completamente livre da escravidão do pecado e permanecerá assim enquanto estiver em comunhão íntima com Cristo Jesus.

“Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e salvador Cristo Jesus, o qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniquidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras.” Tito 2:11-14 – A graça maravilhosa, transformadora está disponível a todos os homens para que possam ser libertados da escravidão do pecado. Lembre-se a graça está disponível para todos os homens, não existe exceção.

“Pois nós também, outrora, éramos néscios, desobedientes, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malícia e inveja, odiosos e odiando-nos uns aos outros. Quando, porém, se manifestou a benignidade de Deus, nosso salvador, e o Seu amor para com todos, não por obras de justiça praticada por nós, mas segundo Sua misericórdia, Ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que Ele derramou sobre nós ricamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador, a fim de que, justificados por graça, nos tornemos seus herdeiros, segundo a esperança da vida eterna.” Tito 3:3-7 – Os homens que almejam a salvação devem se submeter à ação regeneradora e renovadora do nosso Senhor Espírito Santo que o Senhor derramou ricamente sobre a humanidade.

Lembre-se! “Posso todas as coisas naquele que me fortalece.” Filipenses 4:13 

“O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” 1° Tessalonicenses 5:23

Nos próximos três textos veremos que o Senhor reconhece a luta que teremos que travar para a libertação dos nossos pecados, ao fato que seremos terrivelmente atacados pelo inimigo, mas no poder de Deus é prometido a vitória para todo aquele que se entregar a Jesus Cristo:

“O homem mortal não pode ler o coração do semelhante, e é muitas vezes enganado por meras aparências exteriores. Aquele, porém, que sabe ler o coração dos homens como livro aberto, nunca julga mal. Sempre julga com justiça, e sabe que atmosfera circunda a todo ser. Sabe como são muitas e ferozes as lutas da pessoa para vencer as tendências hereditárias, naturais, e os pecados que se tornaram comuns devido ao hábito da repetição.” Nos Lugares Celestiais, pág. 329

“Aquele que tem determinado entrar no reino espiritual verificará que todos os poderes e paixões da natureza não regenerada, apoiados pelas forças do reino das trevas, estão arregimentados contra ele. Ele precisa renovar a sua consagração cada dia, e cada dia batalhar contra o mal. Velhos hábitos, tendências hereditárias para o erro, lutarão para manter a supremacia, e contra isto deve eles estar sempre em guarda, lutando na força de Cristo pela vitória.” Atos Dos Apóstolos pág. 477

“Há tendências hereditárias e cultivadas para o mal que precisam ser vencidas. O apetite e a paixão devem ser postos sob o controle do Espírito Santo. Não há fim ao conflito do lado de cá da eternidade. Mas ao passo que há constantes batalhas a ferir, há também preciosas vitórias a ganhar; e o triunfo sobre o próprio eu e o pecado é tão valioso que nosso espírito não o pode apreciar.” Conselhos A9os Pais, Professores E Estudantes pág. 20

  • Promessas de vitórias no poder de Deus.

“Se alguém acaricia e cultiva tendências hereditárias para o mal, condescendendo com inclinações, apetites e paixões carnais, não poderá jamais entrar no reino de Deus. Mas a pessoa que se esforça por reprimir as más inclinações, que está disposta a ser governada pelo Espírito de Jesus Cristo, é transformada. […]” Cristo Triunfante, pág. 187

“Ao participarmos da natureza divina, são eliminadas do caráter as tendências hereditárias e cultivadas para o mal, e tornamo-nos um vivo poder para o bem. Sempre aprendendo do Mestre divino, participando diariamente de Sua natureza, cooperamos com Deus para vencer as tentações de Satanás. Deus atua, e o homem atua, para que este possa ser um com Cristo assim como Cristo é um com Deus. Então nos assentamos com Cristo nos lugares celestiais. A mente descansa com paz e segurança em Jesus.” SDA Bible Commentary, vol. 7, pág. 943. (Cuidado De Deus, pág. 366)

“Deus requer de todos a perfeição moral. Aqueles a quem se deram a luz e as oportunidades deviam, como mordomos de Deus, desejar a perfeição e nunca, nunca abaixar a norma da justiça para acomodar as tendências hereditárias e cultivadas para o mal. Cristo assumiu nossa natureza humana, e viveu nossa vida para mostrar-nos que podemos ser semelhantes a Ele. … Devíamos mesmo ser santos como Deus é santo; e quando compreendemos o pleno significado desta declaração, e pomos o coração na obra de Deus, para sermos santos como Ele o é, aproximar-nos-emos da norma estabelecida para cada pessoa em Cristo Jesus.” Carta 9, 1899. (Fé Pela Qual Eu Vivo, pág. 140)

“A vida cristã é uma batalha e uma marcha. Mas a vitória a ser ganha não é obtida por força humana. O campo de luta é o domínio do coração. A batalha que temos a ferir – a maior de quantas já foram travadas pelo homem – é a entrega do próprio eu à vontade de Deus, a sujeição do coração à soberania do amor. A velha natureza, nascida do sangue e da vontade da carne, não pode herdar o reino de Deus. As tendências hereditárias, os hábitos antigos, devem ser renunciados. Aquele que determina entrar no reino espiritual, verificará que todas as forças e paixões de uma natureza não regenerada, fortalecidas pelos poderes das trevas, acham-se arregimentadas contra ele. O egoísmo e o orgulho tomarão posição contra tudo que os aponte como pecado. Não podemos, de nós mesmos, vencer os maus desejos e hábitos que lutam pela predominância. Não nos é possível dominar o poderoso inimigo que nos mantém em escravidão. Unicamente Deus nos pode dar a vitória. Ele deseja que tenhamos o domínio de nós mesmos, de nossa vontade e de nossos caminhos. Ele não pode, todavia, operar em nós contra o nosso consentimento e cooperação. O Espírito divino opera mediante as faculdades e poderes conferidos ao homem. Nossas energias são requeridas A vitória não é ganha sem muita e fervorosa oração, sem a humilhação do próprio eu a cada passo. Nossa vontade não deve ser forçada a cooperar com os agentes celestes, mas voluntariamente sujeitada. Se fosse possível forçar sobre vós, com centuplicada intensidade, a influência do Espírito de Deus, isto não vos tornaria um cristão, um súdito apto para o Céu. A fortaleza de Satanás não seria abatida. A vontade deve ser colocada ao lado da vontade de Deus. Não sois capazes, por vós mesmos, de sujeitar vossos desígnios, desejos e inclinações à vontade de Deus; mas se permitires, Deus efetuará a obra por vós, destruindo até “os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo”. II Cor. 10:5. Haveis de então operar “vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a Sua boa vontade. Filip. 2:12 e 13.”  O Maior Discurso De Cristo, pág. 141-143

“A velha natureza, nascida do sangue e da vontade da carne, não pode herdar o reino de Deus. Os velhos caminhos, as tendências hereditárias, os hábitos antigos precisam ser abandonados; pois a graça não é herdada. O novo nascimento consiste em ter novos intuitos, novos gostos, novas tendências. Os que, pelo Espírito Santo, são gerados para uma nova vida, tornaram-se participantes da natureza divina, e em todos os seus hábitos e práticas evidenciarão sua relação com Cristo. Quando homens que alegam ser cristãos retêm todos os seus defeitos naturais de caráter e disposição, em que a sua posição difere da dos mundanos? Eles não apreciam a verdade como elemento santificador e refinador. Não nasceram de novo. […] A genuína conversão modifica as tendências hereditárias e cultivadas para o mal. A religião de Deus é uma textura firme, composta de inúmeros fios entrelaçados com tato e habilidade. Unicamente a sabedoria que provém de Deus pode completar essa textura. Há muitíssimas espécies de tecidos que a princípio têm excelente aspecto, mas não conseguem resistir à prova. Eles desbotam. As cores não são fixas. Sob o calor do verão elas se desvanecem e se dissipam. O tecido não suporta as asperezas do manuseio.” Maranata O Senhor Vem, pág. 235

  • A Fé Purifica Imperfeições Herdadas

“Os que, mediante uma inteligente compreensão das Escrituras, têm visão certa da cruz, os que na verdade crêem em Jesus, têm alicerce seguro para sua fé. Possuem aquela fé que opera por amor e purifica a alma de todas as suas imperfeições, hereditárias e cultivadas.” Testimonies, vol. 6, pág. 238. ( Mente Caráter E Personalidade pág. 146

“Conserva sempre a simplicidade de ação, mas põe alto tua norma para a harmoniosa manifestação e aperfeiçoamento de tuas faculdades mentais. Sê resoluto em corrigir toda e qualquer falta. Tendências hereditárias podem ser superadas – as rápidas, violentas explosões do temperamento de tal modo transformadas que essas manifestações, pela graça de Deus, serão completamente vencidas. Devemos, individualmente, considerar que estamos na oficina de Deus.” Carta 23, 1893. Mente Caráter e Personalidade, pág. 292

“É pelo Espírito Santo que o coração é purificado. Por meio do Espírito, o crente torna-se participante da natureza divina. Cristo concedeu o Seu Espírito como um poder divino para vencer todas as tendências para o mal, quer hereditárias, quer cultivadas, e imprimir na Igreja o Seu caráter. […]” Review and Herald, 19 de novembro de 1908.  (Minha Consagração Hoje, pág.46)

Não há desculpa para o pecado, circunstância, ambiente, natureza enfraquecida enfim nada pode ser usado como desculpa para o pecado. O homem que busca a graça de Deus pode vencer qualquer obstáculo e ser libertado do pecado. Vejamos esta declaração importantíssima da serva do Senhor, onde ela afirma que se houvesse uma justificativa para o pecado ele deixaria de ser pecado:

“O pecado é um intruso, e não pode ser oferecida razão alguma para sua existência. Desculpá-lo significa defendê-lo. Se fosse possível encontrar uma justificativa para ele, deixaria de ser pecado.” A Grande Esperança pág. 10-11

“Paulo dirige-se aqui a um povo cujo desenvolvimento não era proporcional a seus privilégios e oportunidades. Eles deviam ter estado capazes de suportar ouvir a positiva Palavra de Deus, mas se encontravam na posição em que estavam os discípulos quando Cristo lhes disse: “Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.” João 16:12. Eles deviam ter estado muito mais adiantados no conhecimento espiritual, aptos a compreender e praticar as mais elevadas verdades da Palavra; porém não estavam santificados. Haviam esquecido que precisavam purificar-se de suas tendências hereditárias e cultivadas para o mal, e que não deviam nutrir atributos carnais.” Evangelismo, pág. 369

Qual será a geração que viverá a santidade “proporcional a seus privilégios e oportunidades” concedida por Deus? Que seja a nossa geração!

Vamos orar mais, pedir mais fé, vamos buscar uma vida realmente santificada, livre de qualquer pecado. Vamos acreditar e pregar para todos que existe um Deus maravilhoso capaz de libertar de todo e qualquer pecado.  Deus seja para sempre louvado!

Impossível viver como Jesus. Será?

ddddAlguém bastante influente na igreja afirmou ao meu filho que nós não podemos comparar a obediência que Cristo prestou a Deus com a obediência que o Senhor espera de nós. Segundo esta pessoa “Cristo era Deus”, “Cristo era divino e humano” e nós “somos apenas humanos.”

Mas será realmente impossível para qualquer ser humano ter a vida transformada a ponto de conseguir, pelo poder de Deus, passar a viver como Jesus viveu?

Será que realmente é impossível para qualquer homem ou mulher passar a viver com o coração completamente livre da presença do pecado?

Os propósitos da encarnação de Cristo: Viver completamente livre da presença do pecado para nos salvar (Mateus 1:21) e também provar para toda humanidade e todo universo que é possível sim, ao homem pelo poder de Deus, passar a viver com o coração completamente livre da presença do pecado.

É extremamente importante compreendermos o que Jesus fez por nós para que possamos compreender também o que Jesus pode e deseja fazer em nós (Tito 2:11-12). 

“O estudo da encarnação de Cristo é um campo frutífero, o qual recompensará o pesquisador que escavar bem fundo, em busca da verdade escondida’ (SDABC, vol.7, pág.443).” Ellen White e a Humanidade De Cristo,  pág. 14.

“Cristo não só morreu como nosso sacrifício, mas viveu como nosso exemplo. Em Sua natureza humana, Ele Se apresenta completo, perfeito, imaculado. Ser um cristão é ser como Cristo. Todo o nosso ser, nossa alma, o corpo, o espírito, devem ser purificados, enobrecidos, santificados, até que reflitamos a Sua imagem e imitemos o Seu exemplo.” RH, 28/01/1882 (Ellen White e a Humanidade de Cristo, pág. 150)

A seguir outros textos da lição da Escola Sabatina que elucidam o assunto da possibilidade de vivermos a vida de Jesus:  

  • Cristo Nosso Exemplo

“Porque Eu vos dei o exemplo, para que, como Eu vos fiz, façais vos também. Em verdade, em verdade vos digo que o servo não é maior do que seu Senhor, nem o enviado maior do que Aquele que O enviou. Ora, se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes.” S. João 13:15-17.

“Na missão de Cristo no mundo, Seus seguidores acham o propósito e direção de sua própria missão. A direção é a dos milhões de criaturas sobre a Terra com suas necessidades, interesses e atividades. O propósito é o de que todas essas pessoas sejam salvas e o reino de Cristo seja restaurado. E uma vez que estamos vivendo nos últimos dias da história desse mundo, essa missão de reconciliação, advertência, e restauração tem uma urgência imensa. Jesus disse que assim como o Pai O enviou ao mundo, também Ele enviava os discípulos ao mundo. (Ver S. João 17: 18; 20:21.) Esta pensamento foi o tema do estudo da lição da última semana, mas tem ainda outra dimensão. Fala-nos sobre nosso remetente e o propósito de nossa missão no mundo. Fala sobre o tipo de obra que somos chamados a realizar, mas também realça o tipo de vida que os seguidores de Cristo deveriam viver e como sua missão no mundo deve ser cumprida.

Alguns dirão agora que a vida e obra de Cristo no mundo era por demais particular, e, portanto, muito diferente da nossa. Assim, Ele não pode constituir um modelo para nós. Em certo sentido, obviamente, tal observação está correta. Afinal de contas, Ele era o Cristo, o Filho do Deus vivo (S. Mat. 16:13-16). Jesus possuía características que as Escrituras atribuem somente a Deus. (Ver S. Mat. 18:18-20; S. João 3:2; 5:17-29, etc.)  Contudo, a Bíblia também nos diz que Jesus foi verdadeiramente homem. Ele é chamado o Filho do homem, expressão utilizada mais de 80 vezes nos Evangelhos para indicar que “como era Jesus revestido da natureza humana, assim pretende Deus que sejam Os Seus seguidores.” Meditações Matinais, 1956, pág.21. Achado na semelhança de homem, Jesus tornou-Se um de nós. (Ver Rom. 8:3; Fil. 2:8; S. João 3:2; Heb. 2:10-17.) Ele esteve sujeito as nossas enfermidades e fraquezas; identificou-Se co nossas necessidades, fragilidades e falhas. Ele também submeteu-Se a todas as condições humilhantes do homem neste mundo, e em tudo foi tentado como nós (Heb. 2:14-18), somente com uma exceção: Jesus não pecou (Heb. 4:15). De Sua Filiação e origem divina podemos saber qual foi o propósito de Sua vida e missão no mundo. Nenhum ser humano poderia ter-nos dado isto. Em Sua humanidade, contudo, Jesus nos mostrou como viver neste mundo, e como podemos cumprir o propósito e missão de nossa vida. “Cristo veio a este mundo, sujeitou-Se à vontade de Seu Pai, com um grande propósito- mostrar aos homens e mulheres o que Deus deseja que eles sejam e o que, mediante Sua graça, podem ser.” – Medicina e Salvação, pág. 42.

(Lição da Escola Sabatina “O Cristão no Mundo”, 3° Trim. de 1982, toda pág. 49)

  • No Poder de Deus

“E, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar; e fez-se grande bonança. E maravilharan-se os homens, dizendo: Quem é Este que até os ventos e o mar lhe obedecem?” S. Mateus 8;26-27

“Realmente, que tipo de homem é esse? É importante ressaltar aqui Jesus não acalmou as ondas e aquietou os ventos pelo poder de Sua divindade intrínseca. Ele pôs isso de lado. O poder de Jesus no mundo – seja da natureza ou do homem – era poder de Deus em resposta a Seu pedido como homem. É, portanto, um poder que Deus pode confiar a qualquer crente que põe sua total confiança em Deus como Jesus o fez.

“Não era como o “Senhor da Terra, do mar e do Céu” que repousava em sossego. Esse poder, depusera-o Ele, e diz: “Eu não posso de Mim mesmo fazer coisa alguma.” João 5:30. Confiava no poder de Seu Pai. Foi pela fé – no amor e cuidado de Deus – que Jesus repousou, e o poder que impôs silêncio à tempestade, foi o poder de Deus.” O Desejado de Todas as Nações, pág. 249

Que promessa existe de que os crentes podem ter o tipo de poder que Jesus teve em Seus dias? S. Mar. 16:16-20; S. Mat. 17:14-21

“A pergunta é importante por uma série de razões: Se quiséssemos, poderíamos realmente tornar-nos reflexos do que Jesus foi na carne humana. Pela ajuda do Espírito Santo poderíamos vencer nossas tendências hereditárias. (Ver O Desejado de Todas as Nações pág. 501 e A Ciência do Bom Viver pág. 171.) Em lugar de nos controlarem, podemos mantê-las sob controle e mudá-las. (Ver S.D.A. Bible Commentary, vol. 4, pág. 1138; vol. 6, pág. 1101; Parábolas de Jesus, pág. 313 e Testemunhos para Ministros, pág. 259.) Se quiséssemos, o efeito de nossa vida coletiva neste mundo poderia ter uma extensão muito mais ampla, mesmo maior do que a obra de Jesus, como Ele disse que seria. (Ver S. João 14:12 e O Desejado de Todas as Nações, pág. 496e 497.) Se quiséssemos, a obra que Cristo nos confiou poderia realmente em breve realizada.

A Escritura afirma que poderíamos realmente ter o poder de resistir ao mal. (Ver 1° João 3:9 e 10). Mas se falhamos em fazê-lo, é porque não exercemos o dom da fé. (Ver S. Mat. 17: 14-20.) Como Ellen White uma vez escreveu tão poderosamente. “Ele [Cristo] veio ao mundo para manifestar a glória de Deus, a fim de que o homem fosse erguido por Seu poder restaurador. Deus Se revelou nEle, para que Se pudesse manifestar neles. Jesus não revelou qualidades, nem exerceu poderes que os homens não possam possuir mediante a fé nEle. Sua perfeita humanidade é a que todos os Seus seguidores podem possuir, se forem sujeitos a Deus como Ele o foi.” O Desejado de Todas as Nações, pág. 497

(Lição da Escola Sabatina “O Cristão no Mundo” 3° Trim. de 1982, toda pág. 54)

Misericórdia Senhor! Quando vejo a grande obra que o Senhor deseja realizar em minha vida, clamo pela misericórdia do Senhor. Reconheço que muita coisa ainda precisa ser mudada em minha vida. Clamo para que o Senhor aumente a minha fé, aumente a fé dos meus irmãos, para que juntos possamos buscar alcançar este objetivo maravilhoso. Que possamos estar orando uns pelos outros e glorificarmos o nome de Deus cumprindo a missão que o Senhor nos confiou da forma que Ele deseja.

Devemos deixar bem claro: as pessoas que acreditam que, pelo poder de Deus, o homem pode passar a viver com o coração completamente livre da presença do pecado, nunca dirão de uma forma arrogante que são perfeitas ou que estão vivendo sem pecar. Estando vivendo de forma irrepreensível, isso lhes será imperceptível. Esta graça maravilhosa será percebida pelas pessoas ao redor. Estas testificarão que eles realmente estão andando com Jesus. Enquanto estiverem contemplando a Jesus terão sempre uma opinião humilde a respeito de si mesma e estarão sempre buscando mais e mais do Seu amor, de Sua pureza e do Seu caráter.

“Não era a vontade de Deus que a vinda de Cristo fosse assim retardada. Não era desígnio Seu que Seu povo, Israel, vagueasse quarenta anos no deserto. Ele prometera levá-los diretamente à terra de Canaã, e ali estabelecê-los como um povo santo, sadio e feliz. Aqueles, porém, a quem havia sido pregado primeiramente, não entraram “por causa da sua incredulidade.” Heb. 3:19. Seus corações encheram-se de murmuração, rebelião e ódio, e Ele não pôde cumprir Seu concerto com eles. Por quarenta anos a incredulidade, murmurações e rebelião excluíram o antigo Israel da terra de Canaã. Os mesmos pecados têm retardado a entrada do moderno Israel na Canaã celeste. Em nenhum dos casos as promessas de Deus estiveram em falta. É a incredulidade, o mundanismo, a falta de consagração e a contenda entre o professo povo do Senhor que nos têm conservado neste mundo de pecado e dor por tantos anos.” Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 68.

“A igreja ilumina o mundo, não por sua declaração de piedade, mas por sua manifestação do poder transformador e santificador da verdade na vida e no caráter (carta 46.1893)”. O Reavivamento Verdadeiro, pág. 58.

“Servos de Deus, com o rosto iluminado a resplandecer de santa consagração, apressar-se-ão de um lugar para outro para proclamar a mensagem do céu.” Grande Conflito, pág. 343

Que o Senhor Espírito Santo nos ilumine para que possamos compreender e aceitar a obra grandiosa que o Senhor deseja realizar em nossa vida!

Seja bem vindo!

BUSCAMOS SANTIFICAÇÃO HOJE!

Acreditamos no poder do Senhor Espírito Santo para mudar nossa vida.

“Cristo tomou a humanidade e suportou o ódio do mundo para que pudesse revelar a homens e mulheres que estes poderiam viver sem pecado, que suas palavras, atos, seu espírito, poderiam ser santificados para Deus. Podemos ser cristãos perfeitos se manifestarmos esse poder em nossa vida. Quando a luz do Céu repousar sobre nós continuamente, representaremos a Cristo. Foi a justiça revelada em Sua vida que O distinguiu do mundo e despertou seu ódio. As palavras de Cristo são ditas para Seu povo em todas as épocas – para nós sobre quem o fim dos séculos é chegado.”

Ellen G. White, Olhando para o Alto, pág. 297