Archive for the ‘Santidade’ Tag

Impossível viver como Jesus. Será?

ddddAlguém bastante influente na igreja afirmou ao meu filho que nós não podemos comparar a obediência que Cristo prestou a Deus com a obediência que o Senhor espera de nós. Segundo esta pessoa “Cristo era Deus”, “Cristo era divino e humano” e nós “somos apenas humanos.”

Mas será realmente impossível para qualquer ser humano ter a vida transformada a ponto de conseguir, pelo poder de Deus, passar a viver como Jesus viveu?

Será que realmente é impossível para qualquer homem ou mulher passar a viver com o coração completamente livre da presença do pecado?

Os propósitos da encarnação de Cristo: Viver completamente livre da presença do pecado para nos salvar (Mateus 1:21) e também provar para toda humanidade e todo universo que é possível sim, ao homem pelo poder de Deus, passar a viver com o coração completamente livre da presença do pecado.

É extremamente importante compreendermos o que Jesus fez por nós para que possamos compreender também o que Jesus pode e deseja fazer em nós (Tito 2:11-12). 

“O estudo da encarnação de Cristo é um campo frutífero, o qual recompensará o pesquisador que escavar bem fundo, em busca da verdade escondida’ (SDABC, vol.7, pág.443).” Ellen White e a Humanidade De Cristo,  pág. 14.

“Cristo não só morreu como nosso sacrifício, mas viveu como nosso exemplo. Em Sua natureza humana, Ele Se apresenta completo, perfeito, imaculado. Ser um cristão é ser como Cristo. Todo o nosso ser, nossa alma, o corpo, o espírito, devem ser purificados, enobrecidos, santificados, até que reflitamos a Sua imagem e imitemos o Seu exemplo.” RH, 28/01/1882 (Ellen White e a Humanidade de Cristo, pág. 150)

A seguir outros textos da lição da Escola Sabatina que elucidam o assunto da possibilidade de vivermos a vida de Jesus:  

  • Cristo Nosso Exemplo

“Porque Eu vos dei o exemplo, para que, como Eu vos fiz, façais vos também. Em verdade, em verdade vos digo que o servo não é maior do que seu Senhor, nem o enviado maior do que Aquele que O enviou. Ora, se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes.” S. João 13:15-17.

“Na missão de Cristo no mundo, Seus seguidores acham o propósito e direção de sua própria missão. A direção é a dos milhões de criaturas sobre a Terra com suas necessidades, interesses e atividades. O propósito é o de que todas essas pessoas sejam salvas e o reino de Cristo seja restaurado. E uma vez que estamos vivendo nos últimos dias da história desse mundo, essa missão de reconciliação, advertência, e restauração tem uma urgência imensa. Jesus disse que assim como o Pai O enviou ao mundo, também Ele enviava os discípulos ao mundo. (Ver S. João 17: 18; 20:21.) Esta pensamento foi o tema do estudo da lição da última semana, mas tem ainda outra dimensão. Fala-nos sobre nosso remetente e o propósito de nossa missão no mundo. Fala sobre o tipo de obra que somos chamados a realizar, mas também realça o tipo de vida que os seguidores de Cristo deveriam viver e como sua missão no mundo deve ser cumprida.

Alguns dirão agora que a vida e obra de Cristo no mundo era por demais particular, e, portanto, muito diferente da nossa. Assim, Ele não pode constituir um modelo para nós. Em certo sentido, obviamente, tal observação está correta. Afinal de contas, Ele era o Cristo, o Filho do Deus vivo (S. Mat. 16:13-16). Jesus possuía características que as Escrituras atribuem somente a Deus. (Ver S. Mat. 18:18-20; S. João 3:2; 5:17-29, etc.)  Contudo, a Bíblia também nos diz que Jesus foi verdadeiramente homem. Ele é chamado o Filho do homem, expressão utilizada mais de 80 vezes nos Evangelhos para indicar que “como era Jesus revestido da natureza humana, assim pretende Deus que sejam Os Seus seguidores.” Meditações Matinais, 1956, pág.21. Achado na semelhança de homem, Jesus tornou-Se um de nós. (Ver Rom. 8:3; Fil. 2:8; S. João 3:2; Heb. 2:10-17.) Ele esteve sujeito as nossas enfermidades e fraquezas; identificou-Se co nossas necessidades, fragilidades e falhas. Ele também submeteu-Se a todas as condições humilhantes do homem neste mundo, e em tudo foi tentado como nós (Heb. 2:14-18), somente com uma exceção: Jesus não pecou (Heb. 4:15). De Sua Filiação e origem divina podemos saber qual foi o propósito de Sua vida e missão no mundo. Nenhum ser humano poderia ter-nos dado isto. Em Sua humanidade, contudo, Jesus nos mostrou como viver neste mundo, e como podemos cumprir o propósito e missão de nossa vida. “Cristo veio a este mundo, sujeitou-Se à vontade de Seu Pai, com um grande propósito- mostrar aos homens e mulheres o que Deus deseja que eles sejam e o que, mediante Sua graça, podem ser.” – Medicina e Salvação, pág. 42.

(Lição da Escola Sabatina “O Cristão no Mundo”, 3° Trim. de 1982, toda pág. 49)

  • No Poder de Deus

“E, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar; e fez-se grande bonança. E maravilharan-se os homens, dizendo: Quem é Este que até os ventos e o mar lhe obedecem?” S. Mateus 8;26-27

“Realmente, que tipo de homem é esse? É importante ressaltar aqui Jesus não acalmou as ondas e aquietou os ventos pelo poder de Sua divindade intrínseca. Ele pôs isso de lado. O poder de Jesus no mundo – seja da natureza ou do homem – era poder de Deus em resposta a Seu pedido como homem. É, portanto, um poder que Deus pode confiar a qualquer crente que põe sua total confiança em Deus como Jesus o fez.

“Não era como o “Senhor da Terra, do mar e do Céu” que repousava em sossego. Esse poder, depusera-o Ele, e diz: “Eu não posso de Mim mesmo fazer coisa alguma.” João 5:30. Confiava no poder de Seu Pai. Foi pela fé – no amor e cuidado de Deus – que Jesus repousou, e o poder que impôs silêncio à tempestade, foi o poder de Deus.” O Desejado de Todas as Nações, pág. 249

Que promessa existe de que os crentes podem ter o tipo de poder que Jesus teve em Seus dias? S. Mar. 16:16-20; S. Mat. 17:14-21

“A pergunta é importante por uma série de razões: Se quiséssemos, poderíamos realmente tornar-nos reflexos do que Jesus foi na carne humana. Pela ajuda do Espírito Santo poderíamos vencer nossas tendências hereditárias. (Ver O Desejado de Todas as Nações pág. 501 e A Ciência do Bom Viver pág. 171.) Em lugar de nos controlarem, podemos mantê-las sob controle e mudá-las. (Ver S.D.A. Bible Commentary, vol. 4, pág. 1138; vol. 6, pág. 1101; Parábolas de Jesus, pág. 313 e Testemunhos para Ministros, pág. 259.) Se quiséssemos, o efeito de nossa vida coletiva neste mundo poderia ter uma extensão muito mais ampla, mesmo maior do que a obra de Jesus, como Ele disse que seria. (Ver S. João 14:12 e O Desejado de Todas as Nações, pág. 496e 497.) Se quiséssemos, a obra que Cristo nos confiou poderia realmente em breve realizada.

A Escritura afirma que poderíamos realmente ter o poder de resistir ao mal. (Ver 1° João 3:9 e 10). Mas se falhamos em fazê-lo, é porque não exercemos o dom da fé. (Ver S. Mat. 17: 14-20.) Como Ellen White uma vez escreveu tão poderosamente. “Ele [Cristo] veio ao mundo para manifestar a glória de Deus, a fim de que o homem fosse erguido por Seu poder restaurador. Deus Se revelou nEle, para que Se pudesse manifestar neles. Jesus não revelou qualidades, nem exerceu poderes que os homens não possam possuir mediante a fé nEle. Sua perfeita humanidade é a que todos os Seus seguidores podem possuir, se forem sujeitos a Deus como Ele o foi.” O Desejado de Todas as Nações, pág. 497

(Lição da Escola Sabatina “O Cristão no Mundo” 3° Trim. de 1982, toda pág. 54)

Misericórdia Senhor! Quando vejo a grande obra que o Senhor deseja realizar em minha vida, clamo pela misericórdia do Senhor. Reconheço que muita coisa ainda precisa ser mudada em minha vida. Clamo para que o Senhor aumente a minha fé, aumente a fé dos meus irmãos, para que juntos possamos buscar alcançar este objetivo maravilhoso. Que possamos estar orando uns pelos outros e glorificarmos o nome de Deus cumprindo a missão que o Senhor nos confiou da forma que Ele deseja.

Devemos deixar bem claro: as pessoas que acreditam que, pelo poder de Deus, o homem pode passar a viver com o coração completamente livre da presença do pecado, nunca dirão de uma forma arrogante que são perfeitas ou que estão vivendo sem pecar. Estando vivendo de forma irrepreensível, isso lhes será imperceptível. Esta graça maravilhosa será percebida pelas pessoas ao redor. Estas testificarão que eles realmente estão andando com Jesus. Enquanto estiverem contemplando a Jesus terão sempre uma opinião humilde a respeito de si mesma e estarão sempre buscando mais e mais do Seu amor, de Sua pureza e do Seu caráter.

“Não era a vontade de Deus que a vinda de Cristo fosse assim retardada. Não era desígnio Seu que Seu povo, Israel, vagueasse quarenta anos no deserto. Ele prometera levá-los diretamente à terra de Canaã, e ali estabelecê-los como um povo santo, sadio e feliz. Aqueles, porém, a quem havia sido pregado primeiramente, não entraram “por causa da sua incredulidade.” Heb. 3:19. Seus corações encheram-se de murmuração, rebelião e ódio, e Ele não pôde cumprir Seu concerto com eles. Por quarenta anos a incredulidade, murmurações e rebelião excluíram o antigo Israel da terra de Canaã. Os mesmos pecados têm retardado a entrada do moderno Israel na Canaã celeste. Em nenhum dos casos as promessas de Deus estiveram em falta. É a incredulidade, o mundanismo, a falta de consagração e a contenda entre o professo povo do Senhor que nos têm conservado neste mundo de pecado e dor por tantos anos.” Mensagens Escolhidas, vol. 1, pág. 68.

“A igreja ilumina o mundo, não por sua declaração de piedade, mas por sua manifestação do poder transformador e santificador da verdade na vida e no caráter (carta 46.1893)”. O Reavivamento Verdadeiro, pág. 58.

“Servos de Deus, com o rosto iluminado a resplandecer de santa consagração, apressar-se-ão de um lugar para outro para proclamar a mensagem do céu.” Grande Conflito, pág. 343

Que o Senhor Espírito Santo nos ilumine para que possamos compreender e aceitar a obra grandiosa que o Senhor deseja realizar em nossa vida!

Tempo Oportuno

Tempo oportuno“Nem todo o que me diz: Senhor; Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres! Então, lhes direi explicitamente. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade” Mateus 7:21-23

Muitos serão surpreendidos ao ouvirem do Senhor que Ele não os conhece. Demasiado tarde descobrirão que não estavam vivendo em harmonia com os princípios divinos. Não estavam fazendo a “vontade do Senhor.”

Não existirão desculpas para a falta de conhecimento daqueles que se perderão. Esta ignorância é o resultado das diversas oportunidades que o Senhor lhes concedeu para que obtivessem todo conhecimento necessário para sua salvação e não aproveitaram.

Devemos estar atentos para o fato, que este texto de Mateus 7, não está descrevendo a perdição de incrédulos. Os perdidos neste texto representam os membros da igreja que, em nome do Senhor operam sinais e que mesmo assim não alcançarão a salvação por não estarem fazendo a vontade do Senhor. Também devemos reconhecer que haverá um tempo em que já será demasiado tarde para obter a salvação. Então aquele que deseja a salvação deve estar “agora” muito atento para o que causou a perdição destas pessoas e tomar todas as medidas necessárias “em ocasião oportuna” para não cometer o mesmo erro, para não estar entre aqueles que ouvirão do Senhor “apartai-vos de Mim”.

Analisando Mateus 7:21-23, podemos afirmar que não basta ser membro de uma determinada igreja. É necessário e fundamental permitir que o Senhor transforme o nosso coração para fazermos a “vontade” dEle.

Os perdidos neste texto profetizavam, expeliam demônios e faziam muitos sinais em nome do Senhor. Não há nada de errado em fazer tais coisas. O próprio Jesus as fazia e existem profecias que indicam que nos últimos dias os salvos também farão pelo poder do Espírito Santo.

O que causou a perdição dessas pessoas é o fato delas estarem praticando a “iniquidade”. Iniquidade é a transgressão da lei ou o pecado:

  • “Qualquer que comete pecado, também comete iniquidade; porque o pecado é iniquidade.” 1° João 3:4
  • “Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei.” 1° João 3:4

Os textos acima, de citações iguais e versões diferentes de tradução bíblica, enriquece nosso conhecimento ao descrever que a prática da iniquidade ou a transgressão da lei conduz o homem para a perdição. Esta é uma verdade para “TODOS”, incrédulos e também crentes.

Podemos afirmar, baseado neste texto que, não importa qual igreja façamos parte, se estivermos entre os que praticam a iniquidade, a transgressão da lei e não permitirmos que Jesus mude o nosso coração antes que seja demasiado tarde, fazendo-nos servos obedientes, estaremos entre aqueles que ouvirão do Senhor naquele dia: “Apartai-vos de Mim.”

Infelizmente temos a triste tendência de quase sempre fazermos aplicações dos textos bíblicos que lemos somente aos “outros”. Pensamos, esse fato que não aconteceria jamais conosco ou que estamos sempre bem com Cristo.

Sou Adventista Do 7° Dia e hoje reconheço que se eu não entregar o meu coração ao Senhor, de uma forma real e plena para que o Senhor o transforme e purifique completamente, colocando-me em harmonia com Seus princípios, eu estarei entre aqueles que perderão a vida eterna. Hoje entendo com mais clareza e com tristeza que muitos adventistas ouvirão o Senhor dizer naquele dia; “Apartai-vos de Mim.”

Não basta queridos irmãos guardarmos o sábado e abstermos de determinados alimentos. O Senhor não aceita um cerimonialismo frio sem amor. É necessário uma mudança real do coração. Permitir que o Senhor tire de nós toda mágoa, impureza, ganância, maledicência enfim, tudo aquilo que não agrada ao Senhor e que não faz parte do reino dos céus.

É extremamente necessário que permitamos, queridos irmãos, de qualquer denominação religiosa, que o Senhor tire de nós toda prática da iniquidade.

O Senhor nos chama para a santidade:

  • “Porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação.” 1°Tess.4:7
  • “Porque escrito está: Sede santos, porque Eu sou santo.” 1° Ped. 1:16

Dentre em breve os verdadeiros filhos de Deus, irmãos em Cristo, que ainda estão espalhados  em várias denominações atenderão a este chamado do Senhor.  Será maravilhoso quando isso acontecer. Estará se cumprindo esta linda profecia que o nosso Senhor Jesus Cristo fez:

“Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco; a mim me convém conduzi-las; elas ouvirão a minha voz; então, haverá um rebanho e um pastor.” João 10:16

Quando nosso Senhor Jesus Cristo voltar os salvos estarão vivendo em plena santidade, estarão vivendo de forma irrepreensível:

  • “A fim de que seja o vosso coração confirmado em santidade, isento de culpa, na presença de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus, com todos os seus santos.” I° Tess. 3:13
  • “O Deus da paz vos conceda santidade perfeita. Que todo o vosso ser, espírito, alma e corpo, seja conservado irrepreensível para a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo.” 1° Tess. 5:23

Os salvos no dia da volta de Jesus são aqueles que foram completamente transformados pela graça maravilhosa do nosso Senhor Jesus Cristo em “ocasião oportuna”.

Ocasião oportuna é o tempo em que temos a Jesus como nosso intercessor no santuário celestial. Este é o motivo do Senhor hoje nos fazer esse convite:

  • “Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a Sua voz, não endureçais o vosso coração, como foi na provocação.” Hebreus 3:15
  • “Tendo, pois, a Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os céus, conservemos firmes a nossa confissão. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi Ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado. Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna.” Hebreus 4:14-16
  • “Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo. Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado.”  Hebreus 3:12-13

Hoje o Senhor nos oferece Sua graça maravilhosa para nos transformar e nos purificar nos preparando para a volta do nosso Senhor e salvador Jesus Cristo:

“Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e salvador Cristo Jesus, o qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniquidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras.” Tito 2:11-14

A seguir veremos alguns textos proféticos que nos alertam para fatos importantes:

  • Confissões tarde demais.

Entre nós, há os que, como Acã, farão confissões quando for demasiado tarde para se salvarem. […] Eles não estão em harmonia com o que é correto. Desprezam o testemunho positivo que atinge o coração, e gostariam que fossem silenciados todos os que fazem repreensões.” Testimonies, vol. 3, pág. 272. Eventos Finais pág.175-176

“Os pretensos crentes, que chegam despreparados ao tempo de angústia, confessarão, em seu desespero, seus pecados perante o mundo em palavras de angústia, enquanto que os ímpios exultam sobre seu desespero. O caso de todos eles é sem esperança. Os que adiaram a preparação para o dia de Deus não podem fazer essa preparação no tempo de angústia nem em qualquer período futuro.” – Signs of the Times, 27 de novembro de 1879. (O Batismo do Espírito Santo pág.112)

  • Um apelo para uma mudança de vida como preparação para a volta de Jesus.

Quando nos lembramos que ninguém sabe quando seu tempo de graça findará, como ousamos viver despreparados, desprevenidos para encontrar com nosso Senhor? Como ousamos continuar pecadores e maculados? Por que não temos medo? Por que não estamos perturbados? Por que não percebemos nosso perigo? […] O Senhor operaria poderosamente por Seu povo, se este abandonasse as obras das trevas e se revestisse de Sua justiça. […]”– Manuscrito 13, 8 de junho de 1902, “O Povo de Deus Deve Ser Portador de Luz”. Olhando Para O Alto MM, pág. 167

“Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar. Isaías 55:6-7

  • Nosso caráter não será mudado na volta de Jesus.

“Quando Cristo vier, será então demasiado tarde para que os erros sejam corrigidos, demasiado tarde para que o caráter seja mudado, demasiado tarde para obter um caráter santo. Agora é o tempo da preparação; agora é o tempo em que podemos ter nossos defeitos removidos; agora é o tempo em que nossos pecados devem ser submetidos, de antemão ao juízo, ser confessados e pelo arrependimento obter perdão para nossos nomes. Que Deus ajude aqueles que ensinam a verdade a serem modelos de piedade, repletos de mansidão e de bons frutos. Carta 60, 1886. 26 de dezembro, Olhando Para o Alto pág. 367

“[…] A expressão ‘virgens néscias’ representa o caráter daqueles que não tem experimentado no coração a obra genuína do Espírito de Deus. A vinda de Cristo não transforma as virgens néscias em prudentes. […] “ Review and Herald, 19 de agosto de 1890, (A Vinda do Consolador pág. 290)

“Pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama Hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado.” Hebreus 3:13

Se quereis ser santos no Céu precisais ser primeiro santos na Terra. Os traços de caráter que acalentais na vida não serão modificados pela morte ou pela ressurreição. Saireis da sepultura com a mesma disposição que manifestastes em vosso lar e na sociedade. Jesus não altera o caráter em Sua vinda. A obra de transformação tem de ser efetuada agora. Nossa vida diária está determinando o nosso destino. Precisamos arrepender-nos dos defeitos de caráter, vencê-los pela graça de Cristo e formar um caráter simétrico neste período de prova, a fim de que sejamos habilitados para as mansões lá do alto.” Manuscript Releases, vol. 13, pág. 82.” Eventos Finais pág. 295

“E nós, na qualidade de cooperadores com Ele, também vos exortamos a que não recebais em vão a graça de Deus porque Ele diz: Eu te ouvi no tempo da oportunidade e te socorri no dia da salvação; eis, agora, o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação.” 2° Cor. 6:1-2

Não nos devemos sentar, esperando que nos sobrevenha, por maneira miraculosa, uma mudança de caráter quando Jesus aparecer nas nuvens do céu com poder e grande glória. Não, meus jovens amigos, somos destinados ao juízo, e a graça nos é assegurada aqui nesta vida, a fim de formarmos caracteres para a vida futura, imortal.” The Youth’s Instructor, 24 de agosto de 1893 ; Filhos e Filhas de Deus, pág. 9

  • Apelo do Senhor para nossa salvação.

Concentra-te e examina-te ó nação que não tens pudor, antes que saia o decreto, pois o dia se vai como palha; antes que venha sobre ti o furor da ira do Senhor, sim, antes que venha sobre ti o dia da ira do Senhor.” Sofonias 2:1-2

Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas. Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios. […] O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” I° Tessalonicenses 5:4-6 e 23

Que possamos aceitar os conselhos do  nosso Deus que tanto nos ama enquanto há tempo.

Deus seja louvado!

Precisamos Acreditar

2“Portanto, sede perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.” Mat. 5:48

 “Segue a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.” Hebreus 12:14

“Para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo.” Fil. 2:15

 “A fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.” 2°Tim. 3:17

 “Por isso, cingindo o vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo. Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo.” 1° Pedro 1:13-16

Estes nos mostram a santidade e pureza que o Senhor deseja que seja revelada em nossa vida. Quando lemos textos assim normalmente nos sentimos desanimados, olhamos para nossas imperfeições de caráter, pensamos no nosso passado…

Quantas vezes prometemos para o Senhor que seria diferente e não foi, olhamos para os nossos fracassos e então chegamos a seguinte conclusão: É possível melhorar algumas coisas em minha vida! Mas, a santidade que o Senhor espera de mim, vida sem mácula, sem pecado, de forma irrepreensível com um caráter perfeito isso é impossível.

Então começamos arrumar desculpas para os nossos defeitos de caráter. Culpamos nossa natureza, nosso mundo, nossa família, nossa igreja, culpamos Satanás. No caso de Satanás é bem verdade que ele tem uma parcela de culpa em nossos pecados. No entanto devemos nos lembrar que o Senhor não permite que Satanás nos tente além de nossas forças:

“Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar.” I° Cor. 10:13

Isso significa que quando pecamos o principal culpado somos nós mesmos, porque escolhemos pecar. Escolhemos viver como escravos do pecado.

Precisamos acreditar que existe no Senhor poder suficiente para nos livrar dessa escravidão. Devemos nos lembrar das mensagens contidas na palavra de Deus que nos revelam que o nosso maravilhoso Deus pode e deseja nos transformar e nos purificar completamente: 

“Sara-me, Senhor, e sararei; salva-me, e serei salvo; porque Tu és o meu louvor.” Jer. 17:14

 “Confia do Senhor as tuas obras, e teus pensamentos serão estabelecidos.” Prov. 16:3

 “Vinde, então, e argüi-me, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã.” Isa. 1:18.

 “O sangue de Jesus, Seu filho, nos purifica de todo pecado.” 1° João 1:7

 “Tudo posso naquele que me fortalece.” Fil. 4:13

Precisamos acreditar, precisamos ter fé porque sem fé é impossível agradar a Deus. Nossa fé é o nosso recipiente, o vaso onde o Senhor colocará Suas bênçãos. É lógico que quanto maior o recipiente, o vaso, maior será a quantidade de bênçãos recebidas. 

“Ora, sem fé é impossível agradar-Lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que é galardoador dos que O buscam.” Heb. 11:6.

Mas você pode afirmar: “Tudo bem, eu entendi, mas não depende somente da lógica ou da razão, no fundo eu continuo não tendo aquela fé que o Senhor gostaria que eu tivesse.”

E você tem razão, não depende da lógica ou da razão, a fé é um dom de Deus, e se concluímos que não temos fé suficiente devemos pedir ao nosso Deus e então com certeza ele nos dará a fé que necessitamos.

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isso não vem de vós; é dom de Deus.” Efésios 2:8

Não devemos ficar com os braços cruzados. Devemos orar e estudar a palavra de Deus e crer que o Senhor nos dará a vitória, então a cada prova vencida a nossa confiança em Deus aumentará.

A verdade é que é necessário um milagre para que um descrente passe a acreditar, e está aquém da nossa capacidade explicar com exatidão como acontecem milagres. Agora o mais importante é deixar, o nosso maravilhoso Deus, operar esse milagre no nosso coração!!!

Temos na palavra de Deus o relato de uma linda experiência de um homem com Jesus, que nos ajudará entender como deve ser nossa atitude para com Deus se não temos fé suficiente:

“E um, dentre a multidão, respondeu: Mestre, trouxe-te o meu filho, possesso de um espírito mudo; e este onde quer que o apanha, lança-o por terra, e ele espuma, rilha os dentes e vai definhando. Roguei a teus discípulos que o expelissem, e eles não puderam. Então, Jesus lhes disse: Ó geração incrédula, até quando estarei convosco? Até quando vos sofrerei? Trazei-mo. E trouxeram-lhe; quando ele viu a Jesus, o espírito imediatamente o agitou com violência, e, caindo ele por terra, revolvia-se espumando. Perguntou Jesus ao pai do menino: Há quanto tempo isso lhe sucede? Desde a infância, respondeu; e muitas vezes o tem lançado no fogo e na água, para o matar; mas, se tu podes alguma coisa, tem compaixão de nós e ajuda-nos. Ao que lhe respondeu Jesus: Se tu podes! Tudo é possível ao que crê. E imediatamente o pai do menino exclamou com lágrimas: Eu creio! Ajuda-me na minha falta de fé!” Marcos 9:17-24

Jesus viu que aquele homem não tinha fé suficiente. Ele não tinha plena confiança no poder de Jesus a ponto de ter certeza de que Ele poderia libertar seu filho. “Mas, se tu podes alguma coisa.” Jesus então lhe responde: “Tudo é possível ao que crê.”

Aquele pai agora, com lágrimas nos olhos diz para Jesus: Sim Senhor eu acredito, mas, não da forma que o Senhor gostaria que eu acreditasse. “Ajuda-me na minha falta de fé!” O resultado foi maravilhoso, aquele pai foi atendido em seu pedido.

Quando olhamos para nossa vida cheia de pecado, cheia de fracassos, devemos também orar a Jesus, pedir a Ele libertação plena da escravidão do pecado, para que o Senhor tire do nosso coração tudo aquilo que O desagrada. Se sentirmos que o nosso pedido de libertação não está sendo feito com fé, com confiança de que o Senhor nos atenderá, deveremos então repetir a oração daquele pai: Senhor não tenho fé suficiente, ajuda-me na minha incredulidade.

O resultado não será diferente, o Senhor nos atenderá e nos concederá essa graça maravilhosa.

Que Deus seja louvado!!!

Meus queridos irmãos, vamos orar ao nosso Deus:

“Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável.” Sal. 51:10 “Purifica-me com hissopo, e ficarei limpo; lava-me, e ficarei mais alvo que q neve.” Sal. 51:7 – O resultado será realmente maravilhoso.

Como o salmista, também poderemos louvar ao nosso grandioso Deus com essas palavras: “Esperei confiantemente pelo Senhor; Ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro. Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos. E me pós nos lábios um novo cântico, um hino de louvor ao nosso Deus; muitos verão essas coisas, temerão e confiarão no Senhor.” Sal. 40:1-3

E finalmente: “O Deus da paz vos conceda santidade perfeita. Que todo o vosso ser, espírito, alma e corpo, seja conservado irrepreensível para a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo.” 1° Tess. 5:23

Que Deus seja louvado!!!