Archive for the ‘Tarde demais’ Tag

O Fim da Graça

porta fechandoO capítulo 59 do livro História da Redenção de Ellen G. White, a serva do Senhor, tem como título Fim da Graça.

Convidamos os irmãos a lerem este capítulo com muita oração, poder do Espírito Santo e procurassem as respostas para as seguintes questões:

  • Qual acontecimento resultará no fechamento da porta da graça?
  • No momento em que a porta da graça for fechada, como estarão vivendo aqueles que serão salvos?
  • Após o fechamento da porta da graça os salvos ficarão sem intercessor?

Segue o referido texto ou mensagem divina:

O Fim da Graça

“Foi-me indicado o tempo em que a mensagem do terceiro anjo estava para ser concluída. O poder de Deus havia repousado sobre Seu povo; tinham cumprido a sua obra, e encontravam-se preparados para a hora de prova a sua frente. Tinham recebido a chuva serôdia, ou o refrigério pela presença do Senhor, e se reanimara o vívido testemunho. A última grande advertência tinha soado por toda parte e havia instigado e enraivecido os habitantes da Terra que não quiseram receber a mensagem.

Vi anjos indo rapidamente de um lado para o outro no Céu. Um anjo com um tinteiro de escrivão ao lado voltou da Terra, e informou a Jesus que sua obra estava feita, e os santos estavam numerados e selados. Então vi Jesus, que estivera ministrando diante da arca, a qual contém os Dez Mandamentos, lançar o incensário. Levantou as mãos e com grande voz disse: “Está feito.” Apoc. 16:17. “Está consumado.” João 19:30. E todo o exército dos anjos tirou suas coroas quando Jesus fez a solene declaração: “Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.” Apoc. 22:11.

Cada caso fora decidido para a vida ou para a morte. Enquanto Jesus estivera ministrando no santuário, o juízo estivera em andamento pelos justos mortos, e a seguir pelos justos vivos. Cristo recebera Seu reino, tendo feito expiação pelo Seu povo, e apagado os seus pecados. Os súditos do reino estavam completos. As bodas do Cordeiro estavam consumadas. E o reino e a grandeza do reino sob todo o Céu foram dados a Jesus e aos herdeiros da salvação, e Jesus deveria reinar como Rei dos reis e Senhor dos senhores.

Retirando-Se Jesus do lugar santíssimo, ouvi o tilintar das campainhas sobre Suas vestes; e, ao sair Ele, uma nuvem de trevas cobriu os habitantes da Terra. Não havia então mediador entre o homem culpado e Deus, que fora ofendido. Enquanto Jesus permanecera entre Deus e o homem culposo, achava-se o povo sob repressão; quando, porém, Ele saiu de entre o homem e o Pai, essa restrição foi removida, e Satanás teve completo domínio sobre os que afinal não se arrependeram.

Enquanto Jesus oficiava no santuário, era impossível serem derramadas as pragas; mas, terminando ali a Sua obra, e encerrando-se a Sua intercessão, nada havia para deter a ira de Deus, e ela irrompeu com fúria sobre a cabeça desabrigada do pecador culpado, que desdenhou a salvação e odiou a correção. Naquele tempo terrível, depois de finalizada a mediação de Jesus, os santos passaram a viver à vista de um Deus santo, sem intercessor. Cada caso estava decidido, cada jóia contada. Jesus demorou um momento no compartimento exterior do santuário celestial, e os pecados que tinham sido confessados enquanto Ele esteve no lugar santíssimo, foram colocados sobre Satanás, o originador do pecado, que deve sofrer o castigo deles.

Tarde Demais! Tarde Demais!

Vi então Jesus depor Suas vestes sacerdotais e envergar Seus mais régios trajes. Sobre Sua cabeça havia muitas coroas, uma coroa encaixada dentro da outra. Cercado pelo exército dos anjos, deixou o Céu. As pragas estavam caindo sobre os habitantes da Terra. Alguns acusavam a Deus e O amaldiçoavam. Outros precipitavam-se para o povo de Deus e pediam que lhes ensinassem como escapar dos Seus juízos. Mas os santos nada tinham para eles. A última lágrima pelos pecadores fora derramada; a última oração aflita fora oferecida; enfrentado o último peso de cuidados pelos pecadores, e dada a última advertência. A doce voz de misericórdia não mais os haveria de convidar. Quando os santos e o Céu todo estiveram interessados em sua salvação, não tiveram eles o menor interesse por si. A vida e a morte foram postas diante deles. Muitos desejavam a vida, mas não fizeram esforços por obtê-la. Não optaram pela vida, e agora não havia sangue expiatório que purificasse o culpado, nenhum Salvador compassivo que pleiteasse a favor deles e clamasse: “Poupa, poupa o pecador por mais algum tempo.” O Céu todo se uniu a Jesus, quando ouviram as terríveis palavras: “Está feito. Está consumado.” O plano da salvação se cumprira, mas poucos tinham escolhido aceitá-lo. E, silenciando-se a doce voz de misericórdia, o medo e horror apoderou-se dos ímpios. Com terrível clareza ouviram as palavras: “Tarde demais! Tarde demais!”

Os que não tinham prezado a Palavra de Deus, iam apressadamente de um lado para outro, vagueando de mar a mar, e do Norte ao Oriente, em busca da Palavra do Senhor. Disse o anjo: “Eles não a acharão. Há uma fome na Terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor. O que não dariam eles por uma palavra de aprovação da parte de Deus! mas não: devem continuar a ter fome e sede. Dia após dia, desprezaram a salvação, dando maior apreço às riquezas e prazeres terrestres do que a qualquer tesouro ou estímulo celestial. Rejeitaram a Jesus e desprezaram Seus santos. Os sujos devem permanecer sujos para sempre.”

Muitos dos ímpios ficaram grandemente enraivecidos por sofrer os efeitos das pragas. Foi uma cena de terrível aflição. Pais repreendiam amargamente seus filhos, e filhos a seus pais, irmãos a suas irmãs, e irmãs a seus irmãos. Altos clamores de pranto eram ouvidos de todos os lados: “Foste tu que me impediste de receber a verdade que me haveria salvo desta hora terrível!” O povo voltava-se contra seus pastores com ódio atroz e os acusava, dizendo: “Não nos advertistes. Disseste-nos que o mundo inteiro deveria converter-se e clamastes: Paz, Paz, para acalmardes todo o temor que se despertava. Não nos falastes a respeito desta hora; e aqueles que nos avisaram a tal respeito declarastes serem fanáticos e homens maus, os quais causariam a nossa ruína.” Mas vi que os pastores não escaparam da ira de Deus. Seu sofrimento foi dez vezes maior do que o de seu povo.”  História Da Redenção,pág.  402-405

Respostas às questões:

  • Qual acontecimento resultará no fechamento da porta da graça?

O acontecimento que resultará no fechamento da porta da graça é o momento em que Cristo retira-Se do lugar santíssimo do santuário celestial.

“Retirando-Se Jesus do lugar santíssimo, ouvi o tilintar das campainhas sobre Suas vestes; e, ao sair Ele, uma nuvem de trevas cobriu os habitantes da Terra. Não havia então mediador entre o homem culpado e Deus, que fora ofendido.”

  • No momento em que a porta da graça for fechada como estarão vivendo aqueles que serão salvos?

Os salvos estarão completos. ”Cristo recebera Seu reino, tendo feito expiação pelo Seu povo, e apagado os seus pecados. Os súditos do reino estavam completos.”

Para um melhor entendimento do que significa para os salvos estarem completos, também gostaria que os irmãos lessem o trabalho, “Completos” deste blog.

  • Após o fechamento da porta da graça os salvos ficarão sem intercessor?

Sim, após o fechamento da porta da graça os salvos ficarão sem intercessor. Cristo estará com Seu povo para protegê-lo e fortalecê-lo, mas naquele momento não estará mais atuando como intercessor do Seu povo.

“Naquele tempo terrível, depois de finalizada a mediação de Jesus, os santos passaram a viver à vista de um Deus santo, sem intercessor.”

Objetivo de Satanás: 

 “O grande conflito entre Cristo e Satanás logo será concluído, e o maligno tem duplicado seus esforços para anular o que Cristo realiza pelos seres humanos”. O objetivo dele é manter as pessoas em trevas e sem arrependimento, até que termine a intercessão o Salvador. Quando a indiferença prevalece entre os cristãos, Satanás não se preocupa.” Grande Esperança, pág. 26     

Misericórdia Senhor!

Que o nosso Deus nos ajude a entender e aceitar as questões que acabamos de analisar. Foi-nos revelado que Satanás tem como objetivo manter os homens “em trevas e sem arrependimento, até que termine a intercessão o Salvador.”

Satanás é um inimigo derrotado que está furioso sabendo que o seu fim está próximo. Ele está lutando para que o maior número possível de homens seja levado para destruição juntamente com ele. Satanás sabe que aqueles que forem mantidos no pecado até que termine a intercessão de Cristo no santuário celestial estarão perdidos para sempre.

Vamos orar e estudar mais para não sermos enganados pelo inimigo.

“Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?” Romanos 8:31

“Jesus vem! Mas não para escutar as mágoas da humanidade, nem para ouvir o pecador culpado confessar os seus pecados, e para declarar-lhe perdão; pois ocaso de cada pessoa estará então decidido para a vida ou para a morte. Os que viveram em pecado continuarão sendo pecadores para sempre. Os que confessaram os seus pecados a Jesus, no santuário, fizeram dEle o seu Amigo e amaram Sua vinda terão o perdão aposto a todos os seus pecados, e eles, havendo purificado o coração “pela obediência à verdade”, permanecerão puros e santos para sempre.” Exalta-o, MM 1992, pág. 380

Deus seja para sempre louvado!

Tempo Oportuno

Tempo oportuno“Nem todo o que me diz: Senhor; Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres! Então, lhes direi explicitamente. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade” Mateus 7:21-23

Muitos serão surpreendidos ao ouvirem do Senhor que Ele não os conhece. Demasiado tarde descobrirão que não estavam vivendo em harmonia com os princípios divinos. Não estavam fazendo a “vontade do Senhor.”

Não existirão desculpas para a falta de conhecimento daqueles que se perderão. Esta ignorância é o resultado das diversas oportunidades que o Senhor lhes concedeu para que obtivessem todo conhecimento necessário para sua salvação e não aproveitaram.

Devemos estar atentos para o fato, que este texto de Mateus 7, não está descrevendo a perdição de incrédulos. Os perdidos neste texto representam os membros da igreja que, em nome do Senhor operam sinais e que mesmo assim não alcançarão a salvação por não estarem fazendo a vontade do Senhor. Também devemos reconhecer que haverá um tempo em que já será demasiado tarde para obter a salvação. Então aquele que deseja a salvação deve estar “agora” muito atento para o que causou a perdição destas pessoas e tomar todas as medidas necessárias “em ocasião oportuna” para não cometer o mesmo erro, para não estar entre aqueles que ouvirão do Senhor “apartai-vos de Mim”.

Analisando Mateus 7:21-23, podemos afirmar que não basta ser membro de uma determinada igreja. É necessário e fundamental permitir que o Senhor transforme o nosso coração para fazermos a “vontade” dEle.

Os perdidos neste texto profetizavam, expeliam demônios e faziam muitos sinais em nome do Senhor. Não há nada de errado em fazer tais coisas. O próprio Jesus as fazia e existem profecias que indicam que nos últimos dias os salvos também farão pelo poder do Espírito Santo.

O que causou a perdição dessas pessoas é o fato delas estarem praticando a “iniquidade”. Iniquidade é a transgressão da lei ou o pecado:

  • “Qualquer que comete pecado, também comete iniquidade; porque o pecado é iniquidade.” 1° João 3:4
  • “Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei.” 1° João 3:4

Os textos acima, de citações iguais e versões diferentes de tradução bíblica, enriquece nosso conhecimento ao descrever que a prática da iniquidade ou a transgressão da lei conduz o homem para a perdição. Esta é uma verdade para “TODOS”, incrédulos e também crentes.

Podemos afirmar, baseado neste texto que, não importa qual igreja façamos parte, se estivermos entre os que praticam a iniquidade, a transgressão da lei e não permitirmos que Jesus mude o nosso coração antes que seja demasiado tarde, fazendo-nos servos obedientes, estaremos entre aqueles que ouvirão do Senhor naquele dia: “Apartai-vos de Mim.”

Infelizmente temos a triste tendência de quase sempre fazermos aplicações dos textos bíblicos que lemos somente aos “outros”. Pensamos, esse fato que não aconteceria jamais conosco ou que estamos sempre bem com Cristo.

Sou Adventista Do 7° Dia e hoje reconheço que se eu não entregar o meu coração ao Senhor, de uma forma real e plena para que o Senhor o transforme e purifique completamente, colocando-me em harmonia com Seus princípios, eu estarei entre aqueles que perderão a vida eterna. Hoje entendo com mais clareza e com tristeza que muitos adventistas ouvirão o Senhor dizer naquele dia; “Apartai-vos de Mim.”

Não basta queridos irmãos guardarmos o sábado e abstermos de determinados alimentos. O Senhor não aceita um cerimonialismo frio sem amor. É necessário uma mudança real do coração. Permitir que o Senhor tire de nós toda mágoa, impureza, ganância, maledicência enfim, tudo aquilo que não agrada ao Senhor e que não faz parte do reino dos céus.

É extremamente necessário que permitamos, queridos irmãos, de qualquer denominação religiosa, que o Senhor tire de nós toda prática da iniquidade.

O Senhor nos chama para a santidade:

  • “Porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação.” 1°Tess.4:7
  • “Porque escrito está: Sede santos, porque Eu sou santo.” 1° Ped. 1:16

Dentre em breve os verdadeiros filhos de Deus, irmãos em Cristo, que ainda estão espalhados  em várias denominações atenderão a este chamado do Senhor.  Será maravilhoso quando isso acontecer. Estará se cumprindo esta linda profecia que o nosso Senhor Jesus Cristo fez:

“Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco; a mim me convém conduzi-las; elas ouvirão a minha voz; então, haverá um rebanho e um pastor.” João 10:16

Quando nosso Senhor Jesus Cristo voltar os salvos estarão vivendo em plena santidade, estarão vivendo de forma irrepreensível:

  • “A fim de que seja o vosso coração confirmado em santidade, isento de culpa, na presença de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus, com todos os seus santos.” I° Tess. 3:13
  • “O Deus da paz vos conceda santidade perfeita. Que todo o vosso ser, espírito, alma e corpo, seja conservado irrepreensível para a vinda do nosso Senhor Jesus Cristo.” 1° Tess. 5:23

Os salvos no dia da volta de Jesus são aqueles que foram completamente transformados pela graça maravilhosa do nosso Senhor Jesus Cristo em “ocasião oportuna”.

Ocasião oportuna é o tempo em que temos a Jesus como nosso intercessor no santuário celestial. Este é o motivo do Senhor hoje nos fazer esse convite:

  • “Enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a Sua voz, não endureçais o vosso coração, como foi na provocação.” Hebreus 3:15
  • “Tendo, pois, a Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os céus, conservemos firmes a nossa confissão. Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi Ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado. Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna.” Hebreus 4:14-16
  • “Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo. Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado.”  Hebreus 3:12-13

Hoje o Senhor nos oferece Sua graça maravilhosa para nos transformar e nos purificar nos preparando para a volta do nosso Senhor e salvador Jesus Cristo:

“Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e salvador Cristo Jesus, o qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniquidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras.” Tito 2:11-14

A seguir veremos alguns textos proféticos que nos alertam para fatos importantes:

  • Confissões tarde demais.

Entre nós, há os que, como Acã, farão confissões quando for demasiado tarde para se salvarem. […] Eles não estão em harmonia com o que é correto. Desprezam o testemunho positivo que atinge o coração, e gostariam que fossem silenciados todos os que fazem repreensões.” Testimonies, vol. 3, pág. 272. Eventos Finais pág.175-176

“Os pretensos crentes, que chegam despreparados ao tempo de angústia, confessarão, em seu desespero, seus pecados perante o mundo em palavras de angústia, enquanto que os ímpios exultam sobre seu desespero. O caso de todos eles é sem esperança. Os que adiaram a preparação para o dia de Deus não podem fazer essa preparação no tempo de angústia nem em qualquer período futuro.” – Signs of the Times, 27 de novembro de 1879. (O Batismo do Espírito Santo pág.112)

  • Um apelo para uma mudança de vida como preparação para a volta de Jesus.

Quando nos lembramos que ninguém sabe quando seu tempo de graça findará, como ousamos viver despreparados, desprevenidos para encontrar com nosso Senhor? Como ousamos continuar pecadores e maculados? Por que não temos medo? Por que não estamos perturbados? Por que não percebemos nosso perigo? […] O Senhor operaria poderosamente por Seu povo, se este abandonasse as obras das trevas e se revestisse de Sua justiça. […]”– Manuscrito 13, 8 de junho de 1902, “O Povo de Deus Deve Ser Portador de Luz”. Olhando Para O Alto MM, pág. 167

“Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar. Isaías 55:6-7

  • Nosso caráter não será mudado na volta de Jesus.

“Quando Cristo vier, será então demasiado tarde para que os erros sejam corrigidos, demasiado tarde para que o caráter seja mudado, demasiado tarde para obter um caráter santo. Agora é o tempo da preparação; agora é o tempo em que podemos ter nossos defeitos removidos; agora é o tempo em que nossos pecados devem ser submetidos, de antemão ao juízo, ser confessados e pelo arrependimento obter perdão para nossos nomes. Que Deus ajude aqueles que ensinam a verdade a serem modelos de piedade, repletos de mansidão e de bons frutos. Carta 60, 1886. 26 de dezembro, Olhando Para o Alto pág. 367

“[…] A expressão ‘virgens néscias’ representa o caráter daqueles que não tem experimentado no coração a obra genuína do Espírito de Deus. A vinda de Cristo não transforma as virgens néscias em prudentes. […] “ Review and Herald, 19 de agosto de 1890, (A Vinda do Consolador pág. 290)

“Pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama Hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado.” Hebreus 3:13

Se quereis ser santos no Céu precisais ser primeiro santos na Terra. Os traços de caráter que acalentais na vida não serão modificados pela morte ou pela ressurreição. Saireis da sepultura com a mesma disposição que manifestastes em vosso lar e na sociedade. Jesus não altera o caráter em Sua vinda. A obra de transformação tem de ser efetuada agora. Nossa vida diária está determinando o nosso destino. Precisamos arrepender-nos dos defeitos de caráter, vencê-los pela graça de Cristo e formar um caráter simétrico neste período de prova, a fim de que sejamos habilitados para as mansões lá do alto.” Manuscript Releases, vol. 13, pág. 82.” Eventos Finais pág. 295

“E nós, na qualidade de cooperadores com Ele, também vos exortamos a que não recebais em vão a graça de Deus porque Ele diz: Eu te ouvi no tempo da oportunidade e te socorri no dia da salvação; eis, agora, o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação.” 2° Cor. 6:1-2

Não nos devemos sentar, esperando que nos sobrevenha, por maneira miraculosa, uma mudança de caráter quando Jesus aparecer nas nuvens do céu com poder e grande glória. Não, meus jovens amigos, somos destinados ao juízo, e a graça nos é assegurada aqui nesta vida, a fim de formarmos caracteres para a vida futura, imortal.” The Youth’s Instructor, 24 de agosto de 1893 ; Filhos e Filhas de Deus, pág. 9

  • Apelo do Senhor para nossa salvação.

Concentra-te e examina-te ó nação que não tens pudor, antes que saia o decreto, pois o dia se vai como palha; antes que venha sobre ti o furor da ira do Senhor, sim, antes que venha sobre ti o dia da ira do Senhor.” Sofonias 2:1-2

Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas. Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios. […] O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” I° Tessalonicenses 5:4-6 e 23

Que possamos aceitar os conselhos do  nosso Deus que tanto nos ama enquanto há tempo.

Deus seja louvado!