Archive for dezembro \27\UTC 2016|Monthly archive page

VITÓRIA POR MEIO DE CRISTO

Testemunho e ServiçoVisto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também Ele, igualmente, participou, para que, por Sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo, e livrasse todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida. Hebreus 2:14, 15.

A queda do homem encheu o Céu todo de tristeza, e o coração de Jesus moveu-se de infinita compaixão pelo mundo perdido, a raça caída. Ele contemplou o homem imerso no pecado e na miséria, e sabia que ele não tinha poder moral para vencer, em seu próprio favor, o poder de seu inimigo que não dorme. Em divino amor e piedade, veio à Terra para travar nossas batalhas para nós; pois só Ele poderia vencer o adversário. Veio para unir o homem com Deus, comunicar força divina à alma penitente; e, da manjedoura ao Calvário, percorrer o caminho que seria percorrido pelo homem, dando a cada passo, aos seres humanos, um exemplo perfeito do que eles deviam fazer, e apresentando em Seu caráter o que a humanidade poderia tornar-se quando unida com a Divindade.

 Muitos dizem, porém, que Jesus não era como nós, que Ele não era como nós somos no mundo, que era divino, e que, portanto, não podemos vencer como Ele venceu. Mas isso não é verdade; “porque, na verdade, Ele não tomou [a natureza dos] anjos; mas tomou a descendência de Abraão. … Porque naquilo que Ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados”. Hebreus 2:16-18. Cristo conhece as aflições do pecador; Ele conhece suas tentações. Tomou sobre Si a nossa natureza; foi tentado em todas as coisas do mesmo modo que nós. Ele chorou; foi homem de dores e que sabe o que é padecer.

Como homem, Ele viveu sobre a Terra. Como homem, ascendeu ao Céu. Como homem, é o Substituto da humanidade. Como homem, vive para fazer intercessão por nós. Como homem, virá outra vez com majestoso poder e glória, a fim de buscar os que O amam e para quem está preparando lugar. Devemos alegrar-nos e dar graças porque Deus “estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio do Varão que destinou”. 

Ellen G. White, E recebereis poder, Meditação Matinal, 25 de dezembro.

Está disponível a apostila Humanidade de Cristo, 2ª Edição. Trata-se da 1ª Edição enriquecida de vários outros textos inspirados que nos ensinam sobre Jesus. Que tenhamos amor ao tratar deste assunto. Há muita especulação a respeito e o que está escrito está, é inspirado e se acreditamos na inspiração divina através da Ir. Ellen G. White, podemos tirar conclusões enriquecedoras do poder de Deus em nossas vidas. Se quiserem acrescentar algo, questionar, dar opinião, faça. Estamos abertos para aprendizados pautados no amor de Cristo. Caso não concorde, simplesmente ignore. Só não perca tempo querendo rebater ou fazer que nossos estudos não tenham fundamento. A Palavra de Deus não é tribunal de julgamento, mas Palavra Viva, Fundamento Divino, Verdade Absoluta. Tenham uma boa leitura! ACESSE AQUI

Anúncios

VIDAS TRANSFORMADAS