Archive for maio \31\UTC 2014|Monthly archive page

Norma elevada

Ser uma pessoa feliz[1]

Fundamental ter como objetivo uma norma elevada

“Jamais se levantará o homem acima de sua norma de pureza.” Grande Conflito pág. 555

Precisamos entender e aceitar a grande verdade que aquele que permanecer no pecado e não buscar a plena libertação em ocasião oportuna não alcançará a salvação, pois o Senhor salva o homem do pecado e não no pecado.

“Mas orar em nome de Cristo significa muito. Quer dizer que havemos de aceitar-Lhe o caráter, manifestar-Lhe o espírito e fazer Suas obras. A promessa do Salvador é dada sob condição. “Se Me amardes”, diz, “guardareis os Meus mandamentos.” João 14:15. Ele salva os homens, não em pecado, mas do pecado; e os que O amam manifestarão seu amor pela obediência.” DTN, pág. 668

Afirmamos então que temos uma grande necessidade, pedirmos a Deus que aumente nossa fé para que não venhamos a subestimar o poder do Senhor de transformar homens escravos do pecado em homens santificados completamente obedientes a Deus. Que possamos compreender e aceitar realmente a Grande necessidade de compreendermos o quanto o Senhor quer nos purificar, porque o homem que não acredita em uma norma elevada, que não acredita na perfeição de caráter, não atingirá a norma que o Senhor deseja que o homem alcance, não atingirá a perfeição de caráter. Não atingirá então a plena libertação do pecado, permanecendo com algum pecado não alcançará a salvação.

“É lei, tanto da natureza intelectual como da espiritual, que, pela contemplação, nos transformamos. O espírito gradualmente se adapta aos assuntos com os quais lhe é permitido ocupar-se. Identifica-se com aquilo que está acostumado a amar e reverenciar. Jamais se levantará o homem acima de sua norma de pureza, de bondade ou de verdade. Se o eu é o seu mais alto ideal, nunca atingirá ele qualquer coisa mais elevada. Antes, cairá constantemente. A graça de Deus unicamente tem poder para soerguer o homem. Abandonado a si mesmo, seu caminho inevitavelmente será em direção descendente.” Grande Conflito pág. 555

“Lembre-se de que nunca alcançará mais elevada norma que a que se propuser. Fixe pois alto seu alvo e passo a passo, embora com esforços dolorosos, abnegação e sacrifício, subi até ao topo a escada do progresso.” Parábolas de Jesus pág.331

“É uma lei do espírito humano que, pelo contemplar, somos transformados. O homem não se elevará acima de suas concepções sobre a verdade, pureza e santidade. Se o espírito nunca é exaltado acima do nível da humanidade, se não é pela fé elevado a contemplar a sabedoria e o amor infinitos, o homem estará constantemente a submergir mais e mais.” Patriarcas e Profetas pág.91

Devemos ter sempre em mente como objetivo atingir a norma proposta pelo Senhor para nós, uma norma elevada, a perfeição de caráter. Essa norma pode ser alcançada, o Senhor providenciou meios para isso, será pelo poder do nosso grande Deus que este propósito se cumprirá na vida do homem caso ele O aceite realmente como salvador. “Nunca devemos abaixar a norma de justiça com o fim de acomodar à prática do mal, tendências herdadas ou cultivadas.”

“Deus somente aceitará os que estão decididos a ter um alvo elevado. Coloca cada agente humano sob a obrigação de fazer o melhor. De todos é requerido perfeição moral. Nunca devemos abaixar a norma de justiça com o fim de acomodar à prática do mal, tendências herdadas ou cultivadas. Precisamos compreender que imperfeição de caráter é pecado. Todos os justos atributos de caráter habitam em Deus como um todo perfeito e harmonioso, e todo aquele que aceita a Cristo como Salvador pessoal, tem o privilégio de possuir estes atributos.” Parábolas de Jesus p. 330

Como atingir a perfeição de caráter

“Jesus é nosso Mediador e Fiador e tem colocado à nossa disposição todo recurso para que possamos ter um caráter perfeito.” (The Youth’s Instructor, 22 de setembro de 1892), Comentários de Ellen White sobre lição Escola Sabatina, 3º trim. 2014, Ensinos de Jesus, p.7-8

“Ninguém diga: Não posso corrigir meus defeitos de caráter. Se chegardes a essa decisão, certamente deixareis de alcançar a vida eterna. A impossibilidade está em nossa própria vontade. Se não quiserdes não vencereis. A dificuldade real vem da corrupção de um coração não santificado, e da involuntariedade de se submeter à direção de Deus.” Parábolas De Jesus, pág. 331

Mais elevado que o “sumo pensamento humano pode atingir.”

O ideal de Deus para cada um de nós é mais elevado que o “sumo pensamento humano pode atingir.” Vamos orar pedindo que o Senhor aumente nossa fé para que possamos então aceitar ter como objetivo alcançar a norma que o Senhor estabeleceu para nós, a perfeição de caráter, a plena libertação da escravidão do pecado. Lembrem-se: “O Espírito trabalha no coração do homem de acordo com o seu desejo e consentimento […]”

“Mais elevado que o sumo pensamento humano pode atingir, é o ideal de Deus para com Seus filhos. Educação p. 18. Esta citação refere-se ao desenvolvimento do caráter. E um caráter amadurecido e bem equilibrado não pode ser desenvolvido sem provas e provações tanto das circunstâncias como das pessoas. Se compreendemos isto, devemos regozijar-nos, pois quem deseja continuar sendo imaturo e deficiente na  formação do caráter? A certeza de nossa felicidade eterna é revelada em nosso desenvolvimento do caráter,  pois este ‘é o único tesouro que deste mundo podemos levar para o futuro’” Parábolas de Jesus, p. 332; (Lição da ES, “Assuntos de Fé e Salvação” 3° trim. 1983, p.182)

“O Espírito trabalha no coração do homem de acordo com o seu desejo e consentimento, nele implantando natureza nova; mas a classe representada pelas virgens loucas contentou-se com uma obra superficial.” Parábolas de Jesus pág.411

Não devemos ter a nossa natureza como norma

“Assim, em lugar da justiça e perfeição do Deus infinito, verdadeiro objeto de adoração; em lugar da justiça perfeita de Sua lei, a verdadeira norma da perfeição humana, pôs Satanás a natureza pecaminosa, falível do próprio homem, como único objeto de adoração, a única regra para o juízo, ou norma de caráter. Isto é progresso, não para cima, mas para baixo.” Grande Conflito pág. 555

Nosso livramento desse mundo adiado

É a recusa do povo de Deus em aceitar a elevada norma que o Senhor tem para cada um de nós que tem retardado a volta de Jesus prolongando a nossa permanência nesse mundo de tanto sofrimento. Vamos orar irmãos! Desperta povo de Deus!

“A longa noite de tristeza é aflitiva, mas a amanhã é adiada em misericórdia, porque se o Mestre viesse, muitos seriam achados desprevenidos. A recusa de Deus em permitir que Seu povo perca tem sido a razão de tão longa demora.” Testemunho Para Igreja v. 2 p. 193 Comentários de Ellen White sobre a lição da Escola Sabatina, 3º trim. 2014, Ensinos de Jesus p. 92

Intenção de Satanás

É intenção de Satanás enganar os homens os mantendo acomodados, tendo como objetivo uma norma não elevada, os mantendo no pecado até que seja tarde demais para buscar alcançar a perfeição de caráter.

“O grande conflito entre Cristo e Satanás logo será concluído, e o maligno tem duplicado seus esforços para anular o que Cristo realiza pelos seres humanos. O objetivo dele é manter as pessoas em trevas sem arrependimento, até que termine a intercessão do Salvador.” A Grande Esperança, p. 45

“Satanás vê que seu tempo é curto. Tem posto em operação todas as suas forças a fim de que os homens sejam, enganados, seduzidos, ocupados e enlaçados até que o dia da graça se haja findado, e a porta da misericórdia esteja para sempre fechada.” The Watcchman 3 de outubro de 1905. Comentários de Ellen White sobre a lição da Escola Sabatina, 3º trim. 2014, Ensinos de Jesus p. 91

Deus seja para sempre louvado!

Anúncios

A Grande Verdade

imagesCAJES9TW

Não adiantará você conhecer a verdade sobre o sábado, saber que o sábado continua sendo o dia do Senhor, saber que ele é o sinal entre Deus e o Seu povo, saber que ele faz parte de uma lei que jamais poderá ser mudada.

Não adiantará você saber a verdade sobre a morte, saber que na morte não existe consciência de coisa alguma, saber que a esperança para os mortos que serão salvos está na ressurreição que ocorrerá quando Jesus voltar.

Não adiantará você saber a verdade sobre a volta de Jesus, saber que Ele vira sobre as nuvens do Céu e que será visto por todos, saber que todos os sinais indicam que este grade acontecimento está muito próximo de acontecer.

Não adiantará você saber a verdade sobre a nova Terra, saber que a Terra será restaurada para ser a morada dos salvos, saber que nessa nova Terra não haverá mais morte, nem lágrima, nem dor.

Realmente não adiantará você saber essas e outras importantes verdades se você não aceitar também que a missão de Jesus é nos salvar DO pecado e que nenhum homem será salvo se recusar essa plena libertação e teimar em continuar vivendo NO pecado.

Sem aceitar a plena libertação, pela graça de Deus, Do pecado em tempo oportuno eu não estarei preparado para a volta de Jesus, lembrando que na volta de Jesus já será tarde demais para se obter perdão e libertação para aquele que ainda estiver preso ao pecado, não estarei, portanto, em condições de herdar a nova Terra, não estarei preparado para que, caso tenha que passar pela morte eu morra como salvo em Cristo Jesus e faça parte da primeira ressurreição. Na verdade persistido em permanecer no pecado eu não estarei em condições, nem mesmo, de guardar o sábado como o Senhor gostaria, “Mas a fim de santificar o sábado, os homens precisam ser eles próprios santos.”

“Este nome é santificado pelos anjos no Céu, pelos habitantes dos mundos não caídos. Quando orais: “Santificado seja o Teu nome” (Mat. 6:9), pedis que seja santificado neste mundo, santificado em vós. Deus vos reconheceu como Seu filho, perante homens e anjos, orai para que não desonreis “o bom nome que sobre vós foi invocado”. Tia. 2:7. Deus vos envia ao mundo como representantes Seus. Em cada ato da vida deveis tornar manifesto o nome de Deus. Esse pedido é um convite para que possuais o caráter dEle. Não Lhe podeis santificar o nome, nem podeis representá-Lo perante o mundo, a menos que na vida e no caráter representeis a própria vida e caráter de Deus. Isto só podereis fazer mediante a aceitação da graça e justiça de Cristo.” O maior Discurso de Cristo, págs. 106 e 107.

“Mas a fim de santificar o sábado, os homens precisam ser eles próprios santos. Devem, pela fé, tornar-se participantes da justiça de Cristo. Quando foi dado a Israel o mandamento: “Lembra-te do dia do sábado, para o santificar” (Êxo. 20:8), o Senhor lhes disse também: “E ser-Me-eis homens santos.” Êxo. 22:31. Só assim poderia o sábado distinguir Israel como os adoradores de Deus.” DTN, p. 283

Porta da graça fechada, tarde demais para ser perdoado e transformado.

“Os pretensos crentes, que chegam despreparados ao tempo de angústia, confessarão, em seu desespero, seus pecados perante o mundo em palavras de angústia, enquanto que os ímpios exultam sobre seu desespero. O caso de todos eles é sem esperança. Os que adiaram a preparação para o dia de Deus não podem fazer essa preparação no tempo de angústia nem em qualquer período futuro.” – Signs of the Times, 27 de novembro de 1879. (O Batismo do Espírito Santo, pág. 112)

Na volta de Jesus não haverá transformação de caráter.

“Quando Cristo vier, será então demasiado tarde para que os erros sejam corrigidos, demasiado tarde para que o caráter seja mudado, demasiado tarde para obter um caráter santo. Agora é o tempo da preparação; agora é o tempo em que podemos ter nossos defeitos removidos; agora é o tempo em que nossos pecados devem ser submetidos, de antemão ao juízo, ser confessados e pelo arrependimento obter perdão para nossos nomes. Que Deus ajude aqueles que ensinam a verdade a serem modelos de piedade, repletos de mansidão e de bons frutos. Carta 60, 1886. Meditação Matinal, Olhando Para o Alto, pág. 367

Que possamos aceitar a obra maravilhosa que o Senhor deseja realizar em nossa vida em tempo oportuno! Deus seja para sempre louvado!

Perfeito em amor

578464_402252676496994_1582712587_n[1]

“Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.” Mat. 5:48

Sem dúvida alguma o Senhor deseja que pelo Seu poder sejamos perfeitos em amor, mas afinal o que representa realmente ser perfeito em amor? É possível que o homem seja perfeito em amor e ao mesmo tempo ter a mente corrompida e estar vivendo em pecado, desobedecendo à lei do Senhor?

Vejamos alguns textos bíblicos onde encontraremos as respostas para estas questões.

“O amor não pratica o mal contra o próximo; de sorte que o cumprimento da lei é o amor.” Romanos 13:10

“Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus; quando amamos a Deus e praticamos os Seus mandamentos. Porque este é o amor de Deus; que guardemos os Seus mandamentos; ora, os Seus mandamentos não são penosos.” 1º João 5:2-3

“Respondeu-lhe Jesus: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. O segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.” Mateus 22:37-40

“Aquele que tem os Meus mandamentos e os guarda, este é o que Me ama; e aquele que Me ama será amado de Meu Pai, e Eu o amarei e Me manifestarei a Ele.” João 14:21.

“Se me amais, guardareis os Meus mandamentos.” João 14:15

Amor e Obediência

A resposta de Jesus para a pergunta: “Mestre, que farei para herdar a vida eterna?” Luc. 10:25

“Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” Luc. 10:27

Na palavra de Deus vemos que, tanto aquele que não ama como também aquele que não obedece ao Senhor, não conhece a Deus. Porém naquele que obedece, “verdadeiramente, tem sido aperfeiçoado o amor de Deus.”

“Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor.” 1 João 4:8

“Aquele que diz: Eu O conheço e não guarda os Seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade. Aquele, entretanto, que guarda a Sua palavra, nele, verdadeiramente, tem sido aperfeiçoado o amor de Deus.” 1João 2:4-5

Vontade do Senhor

O Senhor deseja escrever Sua lei no nosso coração, Ele deseja transformar nosso coração, se permitirmos que o Senhor faça essa obra em nossa vida, enquanto estivermos andando com Ele realmente reinado no nosso coração, estaremos prestando ao Senhor plena obediência.

“Dar-lhes-ei um só coração, espírito novo porei dentro deles; tirarei da sua carne o coração de pedra e lhes darei coração de carne.” Ezequiel 11:19

“Porque esta é a aliança que firmarei com a casa de Israel, depois daqueles dias, diz o Senhor; na sua mente imprimirei as minhas leis, também sobre o seu coração as escreverei; e Eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo.” Hebreus 8:10

Objetivo do Senhor

Vemos na palavra de Deus que o Seu desejo é que tenhamos um coração propenso a obedecer aos Seus mandamentos, um coração “perfeito” para Deus é um coração obediente. Deus seja louvado porque Ele pode nos conceder um novo coração, um coração obediente.

“A fim de que a si incline o nosso coração, para andarmos em todos os Seus caminhos e guardemos os Seus mandamentos, e os Seus estatutos, e os Seus juízos, que ordenou a nossos pais.” 1 Reis 8:58

“Seja perfeito o vosso coração para com o Senhor, nosso Deus, para andardes nos Seus estatutos e guardardes os Seus mandamentos, como hoje o fazeis.” 1 Reis 8:61

Nosso Pedido

Como sabemos que o nosso maravilhoso Deus deseja fazer uma grande transformação no nosso coração devemos então fazer da oração do salmista Davi também a nossa oração.

“Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração, prove-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno.” Salmos 139:23-24

“Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável.” Salmos 51:10

Resultado em nossa vida

Como resultado, teremos então um coração transformado, propenso a obedecer ao nosso Deus e enquanto permanecermos com o Senhor reinado em nosso coração não viveremos como escravos do pecado.

“25)Então, aspergirei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundícias e de todos os vossos ídolos vos purificarei.26) Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo, tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. 27) Porei dentro de vós o meu Espírito e farei que andeis nos meus estatutos, guardeis os meus juízos e os observeis.” Ezequiel 36: 25-27

“Mas graças a Deus porque, outrora, escravos do pecado, contudo, viestes a obedecer de coração à forma de doutrina a que fostes entregues.” Romanos 6:17

“Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a Si mesmo Se entregou por mim.” Gal. 2:20

Amor o vínculo da perfeição

“Acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição.” Col. 3:14

Do perfeito amor resulta a perfeita obediência, esse é o motivo do amor ser o vínculo da perfeição, é inconcebível o pensamento que alguém possa estar vivendo com o pleno amor de Deus no coração e ao mesmo tempo estar vivendo em desarmonia com a vontade do Senhor, ou seja, estar vivendo em pecado. Vejamos como atua em nossa vida o amor que o Senhor deseja implantar no nosso coração.

“O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” 1 Cor. 13:4-7

Quando o Senhor nos admoesta a sermos perfeitos em amor, Ele está nos convidando para que no Seu poder passemos a viver uma vida santa, completamente livre da escravidão do pecado. Para que essa obra seja real em nossa vida precisamos permitir que o Senhor, escreva em nosso coração a Sua lei.

Israel literal desejava apenas a libertação do jugo de Roma e não do pecado, assim rejeitaram a Jesus. Será que vamos cometer o mesmo erro? Será que também estamos buscando um Salvador que nos livre da morte, da perdição, de tudo que não gostamos, mas rejeitando-O como Salvador do pecado?

Mateus 5:48 está relacionado a todo o capítulo 5 de Mateus, com todo o evangelho de Mateus, enfim com todas as escrituras que nos chamam para uma vida santa no poder de Deus.

“E uma vez que todos os mandamentos se resumem no amor a Deus e ao homem, segue-se que nenhum preceito pode ser violado sem se transgredir este princípio. Assim ensinou Cristo a Seus ouvintes que a lei divina não se constitui de muitos preceitos separados, alguns dos quais são de grande importância ao passo que outros são menos importantes, podendo ser impunemente passados por alto. Nosso Senhor apresenta os primeiros quatro e os últimos seis mandamentos como um todo divino, e ensina que o amor a Deus se revelará pela obediência a todos os Seus mandamentos.” O Desejado De Todas As Nações, p. 607

Que o Senhor nos ajude e nos liberte antes que seja tarde demais!

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” João 8:32

Definição de pecado

images[1]

Definição de pecado “transgressão da lei”

Na palavra de Deus encontramos a definição de pecado, “pecado é a transgressão da lei.” I João 3:4 Essa é uma definição simples e objetiva. Vemos atualmente alguns afirmando não ser o pecado “apenas” transgressão da lei, mas sinceramente penso que, esse tipo de afirmação procede de pessoas que ainda não entenderão o quão abrangente é a santa lei do Senhor e o que ela representa. Nesse trabalho veremos que pecado é sim simplesmente transgressão da lei e que essa definição abrange todos os pecados.

Verdadeira definição

“Terrível condenação está reservada ao pecador, e, portanto, é necessário que saibamos o que é pecado, para que possamos livrar-nos de seu poder. João diz: “Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei.” I João 3:4. Temos aqui a verdadeira definição do pecado; ele “é a transgressão da lei”. Quantas vezes o pecador é incentivado a abandonar os seus pecados e a ir a Jesus; será, porém, que o mensageiro que quis conduzi-lo a Cristo indicou claramente o caminho? Apontou ele claramente para o fato de que “o pecado é a transgressão da lei” e que o pecador precisa arrepender-se e abandonar a transgressão dos mandamentos de Deus? …” Fé e Obras, p. 117

“O apóstolo nos dá a verdadeira definição de pecado: “O pecado é a transgressão da lei.” I João 3:4. Uma classe enorme de professos embaixadores de Cristo são iguais a guias cegos. Estão dirigindo o povo para fora do caminho de segurança ao apresentar as exigências e proibições da antiga lei de Jeová, como arbitrárias e severas. Dão permissão ao pecador para ultrapassar os limites da lei de Deus. Nisto são como o grande adversário, abrindo diante delas uma vida de liberdade em violação aos mandamentos de Deus. Com esta liberdade sem lei acabaram-se as bases da responsabilidade moral. Aqueles que seguem a esses líderes cegos, fecham as avenidas da alma à recepção da verdade. Não permitem que a verdade com seus frutos úteis lhes afetem o coração. Grande número firma sua alma com preconceito contra novas verdades e também contra a claríssima luz que mostra a correta aplicação de antiga verdade, a lei de Deus, que é tão antiga quanto o mundo. O intemperante e licencioso tem prazer em afirmar freqüentemente que a lei dos Dez Mandamentos não é obrigatória nesta dispensação. Avareza, roubos, perjúrios e crimes de toda espécie são praticados sob o manto de cristianismo.” No Deserto Da Tentação, p. 90-91

Única definição de pecado

“Nossa única definição de pecado é a que é dada na Palavra de Deus; é: “quebrantamento da lei”; é o efeito de um princípio em conflito com a grande lei do amor, que é o fundamento do governo divino.” O Grande Conflito, p. 493

“Que há de levar o pecador ao reconhecimento de seus pecados a não ser que ele saiba o que é o pecado? A única definição de pecado na Palavra de Deus nos é dada em I João 3:4: “Pecado é o quebrantamento da Lei.” É preciso fazer o pecador sentir que é um transgressor.” Nossa Alta Vocação, MM 1962, p.139

Lei de Deus eterna e imutável

“A lei moral jamais foi um tipo ou sombra. Existiu antes da criação do homem, e vigorará enquanto permanecer o trono de Deus. Não podia Deus mudar ou alterar um só preceito de Sua lei a fim de salvar o homem, pois é a lei o alicerce de Seu governo. É imutável, inalterável, infinita e eterna. Para o homem ser salvo, e para ser mantida a honra da lei, foi necessário que o Filho de Deus Se oferecesse como sacrifício pelo pecado. Aquele que não conheceu pecado tornou-Se pecado por amor de nós. Por nós morreu no Calvário. Sua morte demonstra o maravilhoso amor de Deus ao homem, e a imutabilidade de Sua lei.” EXALTAI-O MM 1992, p. 148

A lei de Deus é perfeita e é uma imagem do Seu caráter

“A lei do Senhor é perfeita e restaura a alma; o testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos símplices.” Salmos 19:7

“Os judeus haviam estado labutando penosamente a fim de atingir a perfeição mediante seus próprios esforços, e tinham fracassado. Cristo já lhes dissera que sua justiça jamais poderia entrar no reino do Céu. Agora Ele lhes indica o caráter da justiça que devem possuir todos quantos entram no Céu. Em todo o Sermão do Monte, descreve os frutos desse reino, e agora, em uma sentença, aponta-lhe a origem e a natureza: Sede perfeitos, como Deus é perfeito. A lei não passa de uma imagem do caráter de Deus. Contemplai em vosso Pai celestial uma manifestação perfeita dos princípios que são o fundamento de Seu governo.” O Maior Discurso De Cristo, p.77

Grande abrangência da lei de Deus

“O sermão de Cristo sobre o monte teve o propósito de penetrar em nossa vida cotidiana. Os mandamentos são tão amplos, que se apoderam até mesmo de nossos pensamentos. Mas quão poucos atentam para as palavras de nosso Salvador! Conseqüentemente, teremos objeções a enfrentar. Alguns alegarão que são totalmente guiados pelo Espírito e por conseguinte não há muita necessidade da lei de Deus ou de qualquer porção de Sua Palavra. Aqueles que declaram possuir grande luz mas não são santificados pela verdade, são pessoas perigosas, mas podem ser facilmente testadas. “À lei e ao testemunho! Se eles não falarem desta maneira, jamais verão a alva.” Isa. 8:20.” Cristo Triunfante,MM 2002, p. 239

“Os mandamentos de Deus abrangem muito e são de vasto alcance; em poucas palavras desdobram todo o dever do homem. “Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças. … Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” Mar. 12:30 e 31. Nessas palavras se compreendem o comprimento e a largura, a profundidade e a altura da lei de Deus; pois declara Paulo: “O cumprimento da lei é o amor.” Rom. 13:10. A única definição de pecado, encontrada na Bíblia, é: “O pecado é a transgressão da lei.” I João 3:4.” Mensagens Escolhidas, vol. 1 p. 320

“Paulo frisou especialmente os profundos reclamos da lei de Deus. Mostrou como ela alcança os íntimos segredos da natureza moral do homem, derramando um dilúvio de luz sobre aquilo que tem estado oculto à vista e ao conhecimento dos seres humanos. O que as mãos podem fazer ou a língua proferir – isso que a vida exterior revela – mostra, imperfeitamente embora, o caráter moral do homem. A lei esquadrinha seus pensamentos, motivos e propósitos. As perigosas paixões que permanecem ocultas à vista dos homens, a inveja, o ódio, o sensualismo, a ambição, as propostas perversas nos profundos recessos do coração, ainda não executadas por falta de oportunidade – tudo isso a lei de Deus condena.” Atos dos  Apóstolos p. 424

“Diz o salmista: “A lei do Senhor é perfeita.” Quão admirável em sua simplicidade, sua amplitude e perfeição, é a lei de Jeová! É tão breve, que nos é possível decorar facilmente cada preceito, e todavia tão abrangente que exprime toda a vontade de Deus, e toma conhecimento não somente das ações exteriores, mas dos pensamentos e intenções, dos desejos e emoções do coração. Filhos E Filhas De Deus, MM 1956, p. 39

Transgressão da lei segundo a serva do Senhor é a única definição de pecado, vimos que a lei de Deus é eterna, perfeita, já existia mesmo antes da criação do homem, representa o caráter de Deus e é também tão abrangente que exprime toda vontade de Deus. São essas informações suficientes para que então possamos entender que pecado é simplesmente transgressão da lei. A lei de Deus abrange tudo o que o Senhor deseja para nós em todos os aspectos da vida, atitudes, sentimentos e desejos. A lei de Deus representa o Seu caráter, então tudo que contraria o Seu caráter ou o Seu desejo para nós é pecado. Que possamos meditar na santa lei de Deus, rogar ao Senhor para que Ele escreva Sua lei em nosso coração para que possamos assim viver em plena harmonia com a vontade do Senhor.

“Mas notai aqui que a obediência não é mera aquiescência externa, mas sim o serviço de amor. A lei de Deus é uma expressão de Sua própria natureza; é uma corporificação do grande princípio do amor, sendo, daí o fundamento de Seu governo no Céu e na Terra. Se nosso coração é renovado à semelhança de Deus, se o amor divino é implantado na alma, não será então praticado na vida a lei de Deus? Implantado no coração o princípio do amor, renovado o homem segundo a imagem dAquele que o criou, cumpre-se a promessa do novo concerto: “Porei as Minhas leis em seu coração e as escreverei em seus entendimentos.” Heb. 10:16. E se a lei está escrita no coração, não moldará ela a vida? A obediência – nosso serviço e aliança de amor – é o verdadeiro sinal de discipulado. Assim diz a Escritura: “Porque esta é a caridade [ou amor] de Deus: que guardemos os Seus mandamentos.” I João 5:3. “Aquele que diz: Eu conheço-O e não guarda os Seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade.” I João 2:4. É a fé, e ela só, que, em vez de dispensar-nos da obediência, nos torna participantes da graça de Cristo, a qual nos habilita a prestar obediência. Não ganhamos a salvação por nossa obediência; pois a salvação é dom gratuito de Deus, e que obtemos pela fé. Mas a obediência é fruto da fé. “Bem sabeis que Ele Se manifestou para tirar os nossos pecados; e nEle não há pecado. Qualquer que permanece nEle não peca: qualquer que peca não O viu nem O conheceu”. I João 3:5 e 6. Aí é que está a verdadeira prova. Se habitamos em Cristo, se o amor de Deus habita em nós, nossos sentimentos, nossos pensamentos, nossas ações estão em harmonia com a vontade de Deus tal como se expressa nos preceitos de Sua santa lei. “Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica justiça é justo, assim como Ele é justo.” I João 3:7. A justiça está definida no padrão da santa lei de Deus, expressa nos dez preceitos dados no Sinai.’ Caminho a Cristo, p. 60

“No Sermão da Montanha, Cristo deu uma definição de verdadeira santificação. Ele levou uma vida de santidade. Ele era uma lição prática do que devem ser os Seus seguidores. Devemos ser crucificados com Cristo, sepultados com Ele, e vivificados então por Seu Espírito. Então somos imbuídos de Sua vida.” Mensagens Escolhidas, vol. 3 p. 202

Deus seja para sempre louvado!