Atalaias do Senhor

  • Trombeta ao MundoIntenção de Satanás – Satanás quer prender os homens no pecado até que seja tarde de mais.

“O grande conflito entre Cristo e Satanás, que tem prosseguido durante quase seis mil anos, logo deve terminar; e o maligno redobra seus esforços para frustrar a obra de Cristo em prol do homem, e prender as almas em suas ciladas. Reter o povo em trevas e impenitência, até que termine a mediação do Salvador e não mais haja sacrifício pelo pecado, é o objetivo que ele procura realizar. Não se fazendo um esforço especial para resistir ao seu poder, prevalecendo a indiferença na igreja e no mundo, Satanás não se preocupa; pois que não se acha em perigo de perder os que está levando em cativeiro, à sua vontade. Mas ao ser chamada a atenção para as coisas eternas, e almas indagarem: “Que é necessário que eu faça para me salvar?” ele está a postos, procurando opor seu poder ao de Cristo, e neutralizar a influência do Espírito Santo.” Grande Conflito, pág. 518

“O grande conflito entre Cristo e Satanás logo será concluído, e o maligno tem duplicado seus esforços para anular o que Cristo realiza pelos seres humanos. O objetivo dele é manter as pessoas em trevas e sem arrependimento, até que termine a intercessão do Salvador. Quando a indiferença prevalece entre os cristãos, Satanás não se preocupa. Mas quando as pessoas indagam: “O que é necessário fazer para ser salvo?”, ele procura opor seu poder ao de Cristo e neutralizar a influência do Espírito Santo.” A Grande Esperança, pág. 26

Mas, se quando o atalaia vir que vem a espada, e não tocar a trombeta, e não for avisado o povo, e a espada vier, e levar uma vida dentre eles, este tal foi levado na sua iniquidade, porém o seu sangue requererei da mão do atalaia. A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois ouvirás a palavra da minha boca, e lha anunciarás da minha parte”.  Ezequiel 33:6-7

Atalaias, vigias ou sentinelas eram as pessoas que as ficavam sobre os muros das cidades alertando o povo ao sinal de qualquer perigo que os ameaçasse. Atalaias do Senhor são pessoas que devem alertar a igreja, o povo de Deus dos perigos existentes e das intenções malignas do inimigo.

Vimos que é intenção do inimigo prender os homens em trevas e sem arrependimento até que termine a intercessão do Salvador, prendendo-os em trevas, sem abandonarem seus pecados. Satanás sabe que aqueles que estiverem em impenitência ou no pecado até o momento que já não existir mediador, estarão perdidos para sempre.

Onde estão os “atalaias” que deveriam estar alertando nosso povo? Os atalaias deveriam estar alertando as pessoas quanto ao fato do inimigo estar tentando prender as pessoas no pecado até que termine o tempo da graça. Parece que os atalaias estão dormindo diante de uma situação que pode levar muitos para a perdição. Misericórdia Senhor!

Devemos orar muito. Estudar muito. Nossa salvação deve ser prioridade para nós assim como foi para  Jesus que pagou o preço de Sua vida por nós. Precisamos acordar para que, cheios do Espírito Santo, sermos instrumentos nas mãos do Senhor, orientando nossos irmãos para que não sejam enganados pelas artimanhas do inimigo.

 “Clama em alta voz, não te detenhas, levanta a tua voz como a trombeta e anuncia ao meu povo a sua transgressão, e à casa de Jacó os seus pecados.” Isaías 58:1

  • Os “atalaias” não serão populares.

Os mensageiros de Deus não serão aceitos pela maioria. Serão chamados de fanáticos, extremistas e outras coisas mais… Vejamos os textos a seguir que comprovam essa afirmação:

“Hoje, como nos séculos anteriores, a apresentação de qualquer verdade que reprove os pecados e erros dos tempos, suscitará oposição. “Todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.” João 3:20. Ao verem os homens que não podem sustentar sua atitude pelas Escrituras, decidir-se-ão muitos a mantê-la a todo transe, e, com espírito mau, atacam o caráter e intuitos dos que permanecem na defesa da verdade impopular. É o mesmo expediente que tem sido adotado em todos os tempos. Elias foi acusado de ser o perturbador de Israel, Jeremias de traidor, Paulo de profanador do templo. Desde aquele tempo até hoje, os que desejam ser fiéis à verdade têm sido denunciados como sediciosos, hereges ou facciosos.” Grande Conflito, pág. 458

“A Reprovação Desperta o Ódio”

“O mesmo espírito que produziu a rebelião no Céu, ainda inspira a rebelião na Terra. … A reprovação do pecado suscita ainda o espírito de ódio e resistência. Quando a consciência é advertida pelas mensagens divinas, Satanás leva os homens a justificar-se e a procurar a simpatia de outros em seu caminho de pecado. Em vez de corrigirem seus erros, indignam-se contra aquele que reprova, como se fora ele a causa única da dificuldade. Desde os dias do justo Abel até ao nosso tempo, este é o espírito que tem sido manifestado para com os que ousam condenar o pecado. O Grande Conflito, pág. 500.” Mente, Caráter e Personalidade, vol. 2, pág. 525

  • O que o Senhor espera de nós e dos líderes de nossa igreja.

O Senhor declara a todos os ministros: “A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da Minha boca e lha anunciarás da Minha parte.” Ezeq. 33:7. … Estas palavras do profeta declaram a solene responsabilidade que repousa sobre os que são designados como vigias da igreja, mordomos dos mistérios de Deus. […] Têm os sentinelas sobre os muros de Sião o privilégio de viver tão perto de Deus, e ser tão susceptíveis às impressões de Seu Espírito, que Ele possa operar por meio deles, para avisar os pecadores do perigo que correm, indicando-lhes o lugar de segurança. Obreiros Evangélicos, págs. 13-15. (Maravilhosa Graça, pág. 26)

“Mas, se quando o atalaia vir que vem a espada, não tocar a trombeta, e não for avisado o povo; se a espada vier, e levar uma vida dentre eles, este tal foi levado na sua iniquidade, mas o seu sangue demandarei da mão do atalaia. A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da Minha boca, e lha anunciarás da Minha parte. Se Eu disser ao ímpio: ó ímpio, certamente morrerás; e tu não falares, para desviar o ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniquidade, mas o seu sangue Eu o demandarei da tua mão. Mas, quando tu tiveres falado para desviar o ímpio do seu caminho, para que se converta dele, e ele se não converter do seu caminho, ele morrerá na sua iniquidade, mas tu livraste a tua alma.” Ezeq. 33:6-9. (Testemunhos Seletos vol. 2, pág. 297-298)

“Os que apresentam a verdade não devem entrar em qualquer controvérsia. Devem pregar o evangelho com tamanha fé e com tanto fervor que o interesse seja despertado. Pelas palavras que falam, as orações que fazem, a influência que exercem, devem semear sementes que produzirão fruto para a glória de Deus. Não deve haver vacilação. A trombeta tem que dar o sonido certo. A atenção do povo deve ser atraída para a mensagem do terceiro anjo. Os servos de Deus não devem agir à semelhança de sonâmbulos, mas como homens que se preparam para a volta de Cristo.” Review and Herald, 2 de março de 1905. Evangelismo, pág. 119

“Os atalaias sobre os muros de Sião devem ser vigilantes e não dormir nem de dia nem de noite. Mas se não receberam a mensagem dos lábios de Cristo, suas trombetas darão sonido incerto. Irmãos e irmãs, Deus os chama, tanto a pastores quanto a leigos, a Lhe ouvirem a voz, que lhes fala por meio de Sua Palavra. Seja a Sua verdade recebida no coração, para que vocês se tornem espirituais por Seu poder vivo e santificador. Então se transmita a distinta mensagem para este tempo de atalaia para atalaia, sobre os muros de Sião.” Manuscrito 152, 1897. (Cristo Triunfante, pág. 346)

“A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da Minha boca, e lha anunciarás da Minha parte.” Ezeq. 33:7. Os atalaias necessitam viver bem achegados a Deus, para ouvir-Lhe a palavra e serem impressionados por Seu Espírito, de modo a que o povo não espere neles em vão. “Se Eu disser ao ímpio: Ó ímpio, certamente morrerás; e tu não falares, para desviar o ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniqüidade, mas o seu sangue Eu o demandarei da tua mão. Mas, quando tu tiveres falado para desviar o ímpio do seu caminho, para que se converta dele, e ele se não converter do seu caminho, ele morrerá na sua iniquidade, mas tu livraste a tua alma.” Ezeq. 33:8 e 9. Os embaixadores de Cristo devem cuidar que não venham, pela sua infidelidade, a perder a própria alma e a dos que os ouvem. Testemunho Seletos, vol. 1, pág. 534

  • Responsabilidades dos nossos líderes.

Devemos orar pela liderança da nossa igreja, pelos nossos pastores. Deus os designou para uma grande missão. Nos textos a seguir veremos a grande obra que os nossos líderes tem para realizar e como eles serão cobrados;

“Que lição esta a homens em posição de responsabilidade hoje na igreja de Deus. Que solene advertência quanto à necessidade de tratar-se fielmente os erros que levam desonra à causa da verdade! Que ninguém que declare ser depositário da lei de Deus, lisonjeie-se a si mesmo com o pensamento de que a deferência que externamente mostrarem para com os mandamentos de Deus os preservará da aplicação da justiça divina. Que ninguém se recuse a ser reprovado pela prática do mal, nem acuse os servos de Deus por serem demasiado zelosos em procurar limpar o campo de obras maléficas. Um Deus que odeia o pecado apela aos que se declaram guardadores de Sua lei, a que se afastem de toda iniquidade. A negligência em se arrepender e render voluntária obediência acarretará sobre homens e mulheres hoje tão sérias consequências como as que vieram sobre o antigo Israel. Há um limite além do qual os juízos de Jeová não podem mais ser detidos. A desolação de Jerusalém nos dias de Jeremias é uma solene advertência ao moderno Israel, de que os conselhos e advertências dados por meio de pessoas escolhidas não podem ser desrespeitados impunemente.” Profetas e Reis, pág. 416-417

“O ministro de Cristo não deve apresentar ao povo apenas as verdades mais agradáveis, retendo outras que lhes possam causar mágoa. Deve ele observar com profunda solicitude o desenvolvimento do caráter. Se vir que alguém no rebanho está acariciando o pecado, precisa como fiel pastor dar-lhe instrução da Palavra de Deus que se aplique ao caso. Permitisse-lhes ele prosseguirem confiadamente sem advertência, e seria responsabilizado por suas almas. O pastor que cumpre seu alto encargo deve dar a seu povo, fiel instrução sobre cada ponto da fé cristã, mostrando-lhes o que precisam ser e fazer para se apresentarem perfeitos no dia de Deus. Unicamente aquele que é um fiel ensinador da verdade poderá, ao fim de seu trabalho, dizer como Paulo: “Estou limpo do sangue de todos.” Atos 20:26.” Atos dos Apóstolos, pág. 394

“Deus responsabilizou Eli, como sacerdote e juiz de Israel, pela condição moral e religiosa de Seu povo, e, em sentido especial, pelo caráter de seus filhos. Ele devia a princípio ter tentado restringir o mal por meio de medidas brandas; mas, se estas não dessem resultado, devê-lo-ia ter subjugado pelos meios mais severos. Incorreu no desagrado do Senhor por não reprovar o pecado e executar a justiça no pecador. Não se pôde contar com ele para que Israel fosse conservado puro. Aqueles que têm muito pouca coragem para reprovar o mal, ou que pela indolência ou falta de interesse não fazem um esforço ardoroso para purificar a família ou a igreja de Deus, são responsáveis pelos males que possam resultar de sua negligência ao dever. Somos precisamente tão responsáveis pelos males que poderíamos ter impedido nos outros pelo exercício da autoridade paterna ou pastoral, como se esses atos tivessem sido nossos.” Patriarcas e Profetas, pág. 578

 “A maior necessidade do mundo é a de homens – homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.” Educação, págs. 56 e 57.

Que o Senhor nos ajude. Vamos orar pela liderança da nossa igreja e pelos nossos pastores!

Deus seja louvado!

Anúncios

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: